Fernando Machado

Blog

Pausa poética

“Abre a porta e a janela e vem ver o sol nascer / Eu sou um pássaro que vivo avoando / Vivo avoando sem nunca mais parar / Ai, Ai, saudade não venha me matar”. Moraes Moreira

0

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado.