Fernando Machado

Blog

Pausa poética

“É tão bom morrer de amor e continuar vivendo”. Mário Quintana

0

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado.