Fernando Machado

Blog

Pausa Poética

“Minha morena, venha pra cá / Pra dançar xote, se deita em meu cangote / E pode cochilar / Tu és mulher pra homem nenhum / Botar defeito, por isso satisfeito / Vem ca, cintura fina, cintura de pilão / Cintura de menina, vem cá  meu coração”. Zé Dantas

0

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado.