Fernando Machado

Blog

Pausa Poética

“Se a vida me sujou, nada me resta / senão defenestrar-me. Defenestro-me.” Alphonsus Guimarães Filho

0

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado.