Fernando Machado

Blog

Pausa poética

“No mar do frevo, cada peixinho nada de seu jeito”. Luís da Câmara Cascudo

0

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado.