Fernando Machado

Blog

Paixão de Cristo do Recife

Além de toda a estrutura cênica que ambienta os nove palcos onde se desenrola a narrativa da Paixão de Cristo do Recife, a abertura da 17ª edição, que ocorreu quinta-feira, no Marco Zero, contou com um ornamento precioso: a lua cheia. O governador Eduardo Campos com Renata, o prefeito Geraldo Julio de Melo Filho com Cristina, a vereadora Priscila Krause com o pai Gustavo, compareceram ao espaço para conferir a produção teatral, que é dirigida pelo ator José Pimentel.

gustavo-priscila-renata-eduardo-geninha-geraldo-critisna-raul-buarque 

Gustavo e Priscila Krause, Renata e Eduardo Campos, Geninha Rosa Borges, Geraldo Julio e Cristina (Foto: Raul Buarque)

Antes de começar o espetáculo, a diva Geninha da Rosa Borges, do alto dos seus 90 anos, foi homenageada. Esta é a primeira vez, desde 1996, que Geninha não participa da montagem da Paixão de Cristo do Recife, onde representava o papel de Marta. Geninha que decidiu encerrar sua participação no espetáculo em 2012 era a figura da alegria diante da homenagem. E confidenciou: “Aos 90 anos eu penso que fiz alguma coisa que prestou quando eu era mocinha”.

e-eduardo-campos-geninha-geraldo-raul-buarque

Eduardo Campos, Geninha Rosa Borges e José Pimentel (Foto: Raul Buarque) 

A Paixão de Cristo do Recife será encenada até o domingo, sempre às 20h. A produção envolve cerca de 100 atores e 300 figurantes. Só no ano passado, 80 mil espectadores prestigiaram a montagem, que é orçada em cerca de R$ 450 mil. Nesta edição, a peça ganhou novas dublagens, cenas e trilha sonora. No elenco além de Pimentel, estão Angélica Zenith, Buarque de Aquino, Célio Pontes, Didha Pereira, Gabriela Quental, Marcos Macena, Pedro Dias, Pedro Francisco de Souza, Reinaldo de Oliveira e Roberto Emmanuel.

0

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado.