Fernando Machado

Blog

O trânsito de São Francisco

Domingo o Convento de Santo Antônio, na Rua do Imperador, promoveu o transito de São Francisco de Assis. A solenidade com mais de 700 anos é bonita demais. O ministério musical foi com o violão do Frei Faustino e a voz de Frei Guto. A presidência da cerimônia foi do Ministro Provincial Marconi Lins, e os concelebrantes foram Frei Afonso e Frei Fernando.

f-altar
Freis Fernando, Marconi e Afonso no altar (Fotos: Fernando Machado)

Foi um ritual emocionante porque relatou os últimos momentos de São Francisco de Assis na terra. Na procissão de entrada o destaque foi para ao Crucifixo de São Damião. Foi por meio desse icone que Jesus falou a São Francisco: “Francisco, reconstrói minha Igreja”.

f-transito
O Crucifixo de São Damião diante dos freis

O comentarista, Frei Marcos, frisou que a celebração do trânsito de São Francisco de Assis, é um costume tradicional da Ordem Franciscana, encerra o Mistério da Vida, da Morte e ressurreição. A primeira leitura foi feita pelo leigo Nelson, e a segunda por Misa Lilioso. A proclamação do Evangelho foi do Frei Fernando e a Homilia, por sinal notável, por Frei Marconi.

f-procissao
A procissão com o corpo de São Francisco na nave central

Frei Juscelino leu a Carta de Frei Elias sobre a morte de São Francisco. Também tivemos uma procissão com a entrada do esquife de São Francisco, interpretado pelo Frei Janael. As tochas foram carregadas pelos Freis Aristótalis e Izael e o esquife trazido pelos Freis Adriano, Dennys, José e Lucinaldo. Ainda pela durante a encenação tivemos o cântico do Irmão Sol: “Onipotente e bom Senhor / a Ti a honra, glória e louvor / todas as bênçãos de Ti nos vem e todo o povo te diz Amém!” Saimos do Convento em estado de graça. Momentos como estes ficam guardados em nossas mente forever.

0

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado.