Fernando Machado

Blog

Notícias da Caserna

Divulgação de carta de apoio ao comandante da Polícia Militar, assinada por 64 oficiais, em vez de fortalecer o comando terminou revelando a falta de liderança dele. Basta fazer as contas para se constatar que ele tem o apoio de menos de 5% dos 1.300 oficiais (de tenente a coronel) existentes na entidade. A carta pretendia também repudiar o movimento por melhores salários desencadeado pelos militares estaduais, mas o tiro saiu pela culatra, pois além de revoltar os policiais, expôs a baixíssima aceitação do comandante. Os militares já estão chamando o tal documento de carta da discórdia ou carta da vergonha.

Enquanto os militares se reuniam em assembleia, quinta-feira, no Derby, para reivindicar melhores salários, o governador Eduardo Campos recebia no Palácio do Campo das Princesas o deputado Antonio Moraes, em audiência a portas fechadas. Delegado de polícia aposentado, Antonio Moraes é líder da oposição, mas não nega seu passado arraesista, tendo sido secretário de Segurança Pública na gestão de Miguel Arraes. Não é nada, não é nada… Deixa prá lá.

0

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado.