Fernando Machado

Blog

Nos bastidores da Política

O Governo Federal via o Ministério de Desenvolvimento Social, vai repassar mais R$ 20,7 milhões para a continuidade das obras da Adutora do Agreste Pernambucano. A estrutura é complementar ao Eixo Leste da transposição do Rio São Francisco e vai garantir água de qualidade para 1,3 milhão de pessoas.  A Adutora do Agreste Pernambucano vai beneficiar, nesta primeira etapa, Águas Belas, Arcoverde, Alagoinha, Belo Jardim, Bezerros, Brejo da Madre de Deus, Buíque, Cachoeirinha, Caruaru, Gravatá, Iati, Itatiba, Lajedo, Pedra, Pesqueira, Sanharó, Santa Cruz do Capibaribe, São Bento do Una, São Caetano, Tacaimbó, Toritama, Tupanatinga e Venturosa. A primeira etapa, que conta com 74,3% de execução, terá 695 quilômetros de extensão.

Ministro Daniel Ferreira (Foto: Adalberto Marques)

O Ministério da Saúde apresentou, quinta-feira, o novo modelo de auditoria para o programa Farmácia Popular do Brasil. A nova portaria regulamenta o procedimento sobre fatos relacionados a indícios de irregularidades no âmbito do programa, sob coordenação do Departamento Nacional de Auditoria do SUS. O novo modelo cria o Procedimento de Análise Informatizada, que consiste na aplicação de um processo informatizado de análise de riscos para a auditorias realizadas no programa. Ao dar detalhes sobre a portaria, o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, disse “É um dever de todos nós trabalharmos juntos para evitar a corrupção. Temos que utilizar o poder do Estado para identificar aqueles que se colocam na frente da concretude das políticas públicas. Assino feliz essa portaria”.

0

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado.