Fernando Machado

Blog

Nos Bastidores da Política

O Ministério do Desenvolvimento Regional autorizou sexta-feira, o repasse de mais R$ 46,9 milhões para o investimento na continuidade das obras do Cinturão das Águas do Ceará. Quando concluída, a infraestrutura beneficiará mais de 4,5 milhões de pessoas na região metropolitana de Fortaleza e em 24 cidades localizadas entre a Barragem de Jati e a Travessia do Rio Cariús. Este é o terceiro repasse federal para o CAC em 2021. Em março, foram aplicados R$ 15 milhões na infraestrutura. Em junho, o MDR autorizou mais R$ 31,6 milhões em recursos para que o Governo do Ceará desse andamento às obras. Ao todo, o Governo Federal já investiu R$ 1,2 bilhão para a implantação do Cinturão. Cerca de 12 milhões de pessoas serão beneficiadas em 390 municípios de Pernambuco, da Paraíba, do Ceará e do Rio Grande do Norte quando todas as estruturas estiverem em operação.

Segunda-feira, equipe da ONU esteve no 33° Batalhão de Infantaria Mecanizado, em Cascavel, no Paraná, para avaliar as capacidades do Batalhão de Infantaria de Paz Mecanizado. Esse contingente tem, como principal característica, o emprego do Guarani, novo veículo blindado do Exército Brasileiro. “Essa é a tropa ideal para atuação em missão de paz, pois possui adequada mobilidade, proteção blindada e flexibilidade”, salientou o Chefe de Missões de Paz, Aviação e Inspetoria Geral das Polícias Militares, General Flavio dos Santos Lajoia. Desde dezembro de 2020, os 800 militares do Batalhão de Infantaria de Paz Mecanizado foram capacitados por instrutores do Centro Conjunto de Operações de Paz do Brasil, instituição do Exército especializada em treinamento para esse fim. A Major Cristiane Costa integra a tropa inspecionada. Ela participou da missão de paz no Haiti no ano de 2017 e concluiu a preparação para futuras missões.

0

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado.