Fernando Machado

Blog

Morre Ruddy, a Maravilhosa

Ruddy Pinho (Foto: Face)

Ruddy Pinho, a Maravilhosa, morreu quinta-feira, no Rio de Janeiro. A cabeleireira trans nasceu em Minas Gerais no dia 31 de janeiro de 1944. Nos anos 70 e 80 ela reinava na Cidade Maravilhosa. Seu salão é ponto de encontro de muitas artistas e colunáveis. Incursionou no mundo das drogas, teve depressão e fez analise. Seguiu até a Europa, e na Dinamarca fez a cirurgia de mudança de sexo. Optou pelo nome de Ruddy porque seu avô chamava-se Ulisses Rudolf e para homenagear o bailarino Rudolf Nureyev. Publicou nove livros e atuou em três filmes. Chegou a tentar uma vaga na Academia Brasileira de Letras, mas obteve sucesso.

Ruddy Pinho e o filho Ivan (Foto: Face)

Ruddy participou de três filmes, entre eles Navalha na Carne, de Neville de Almeida, ao lado de Vera Fischer. Seu último trabalho como atriz foi na peça Divinas Divas, com Jane di Castro e Rogéria. Era fã de Carmen Miranda, durante o Carnaval se fantasiava de baiana em sua homenagem. Marilyn Monroe fazia também parte do seu mundo. Ruddy estava casada há três anos com Risonildo Silva e tem um filho, Ivan, atualmente com 43 anos, que o adotou quando tinha seis dias de nascido. Ele é policial civil, casado com Renata e tem uma filha Maria Fernanda de 8 anos e mora em Rondônia. Ruddy causou muito rebu no Rio.

Rudy Pinho no da carreira de coiffeur (Foto: Manchete)

1

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado.