Fernando Machado

Blog

Marcela Informa de Seattle

Nos dias 30 de setembro e primeiro de outubro ocorreu o Nordic Fashion Summit que teve presença de artistas e designers top de linha. A conferência tinha como alvo inspirar a analise e conversas entre debutantes no design, estudantes de moda e observadores de tendências. Quem estivesse interessado em moda, herança cultural ou sustentabilidade teve uma chance incrível. O evento foi muito informativo. No primeiro dia incluíram-se uma série de apresentações cobrindo assuntos como, ética na moda, slow fashion, previsão de tendências e como construir uma marca. A primeira palestrante foi Ragna Frodadottir que falou de uma forte tendência que poderá ficar para sempre: o tema folclórico e o artesanato na moda.

mv-ragne-marcela-vanegue
Ragna Frodadottir no Nordic Fashion Summit (Foto: Marcela Vanegue)

Ragna estudou moda em Paris e em Reiquiavique, também seu trabalho foi exibido em vários museus da Europa. Ela enfatizou como o trabalho rural, a natureza dentro de casa, fazer as coisas nós mesmos, pode mudar todo o conceito do que é moda. Usar diferentes técnicas antigas para fazer algo novo e contemporâneo, abraçar os elementos rústicos para criar peças únicas e ecológicas. Sempre se inspirando no passado e trazendo para o presente. Para quem está começando nas criações, ela citou que viajar pelo mundo é necessário, misturar vários elementos, usar cores que não combinam não ter medo, ser verdadeiro com sua história. O que me fez repensar muito, foi o fato de ela dizer que devemos comprar coisas mais rústicas e feitas a mão, pois duram mais, geralmente são peças únicas, usam-se pigmentos naturais, mesmo sendo muito mais caros. Por Marcela Vanegue.

0

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado.