Fernando Machado

Blog

Elizete Cardoso: A Divina

Mesmo já tendo passado 25 anos, de sua morte, hoje, a coluna ainda chora, porque ela foi sem dúvida alguma, uma das maiores cantoras da música popular brasileira. Estamos nos referindo a Elizeth Cardoso. Com seu falecimento encerrou-se uma das mais ricas páginas da história da nossa música. Esse mito ajudou muitos brasileiros admirar sua voz e seu talento.

elizeth

Quanta saudade de ti, Elizeth (Foto: Divulgação)

Elizeth Cardoso nasceu no Rio de Janeiro no dia 16 de julho de 1920. Era de uma familia muito humilde, mas muito rica nos sonhos, pois queria ser cantora. E foi e que cantora. Sua vida começou a mudar aos 16 anos, quando ela teve sua primeira festa de aniversário. Nela conheceu Pixinguinha, Dilermando Reis e Jacob do Bandolim. Jacob, ficou impressionado com a voz da adolescente e decidu ajuda-la. Viveu com o jogador Leônidas da Silva, com Ari Valdez e Cyro Monteiro.

elizeth-cardoso1

Um bis para você, Elizeth (Fotos: Divulgação)

A divina adotou uma filha deu a luz de um menino, no relacionamento com Ari Valdez. Por conta de brigas com Cyro Monteiro a notável se atritou com outra notável Elis Regina. Elizeth Cardoso lançou mais de 40 LPs no Brasil e gravou vários outros em Portugal, Venezuela, Uruguai, Argentina e México. Eu adora ouvi-la interpretanto Eu Bebo Sim, Baracão, Até Amanhã, Naquela Mesa, Chão de Estrela e Seresta do Adeus.

elizeth-salafunarte-radames-gnattali-elizeth-cardoso-2

Dois monstros sagrados: Radamés Gnattali e Elizeth Cardoso (Foto: Divulgação)

E encerro esta pequena homenagem à Elizeth Cardoso com os olhos marejados via essa musica que embalou muitos corações pelo Brasil afora: Quem parte / Leva saudades / De alguém / Que fica chorando de dor / Por isso eu não quero lembrar / Quando partiu / Meu grande amor / ai ai ai ai / Está chegando a hora / O dia já vem raiando meu bem / E eu tenho que ir embora”.

0

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado.