Fernando Machado

Blog

Dom Hélder exagerou na dose

Ontem quando rezei para Dom Hélder Câmara agradecendo tudo que ele tinha feito pelo Santa Cruz, fiquei pensando, não que o Dom exagerou. Quando a diretoria do Santa Cruz resolveu colocar Sandro como técnico, não gostei. Um protestante num time nascido diante da Igreja de Santa Cruz, era demais. Como ele falava com Cristo e eu que acreditava na força de Dom Hélder me recolhi. E deu no que deu.

sc-dom-helder-camara-cruzeiro

Dom Hélder Câmara eleito pelo blog como patrono do Santinha (Foto: O Cruzeiro)

O Santinha quase voltava para a Série D. Então voltei a implorar para Dom Hélder não deixar o Clube das Multidões retornar para a D, apesar de que o nosso amor pelo tricolor não ter divisão, mas era o ano do centenário do clube. Coincidência ou não o  Sandro foi demitido e veio o Vica, como poderia ser qualquer outro. Dom Hélder me ouviu mais uma vez e o Santa Cruz voltou a ganhar. Quando frisei lá cima que Dom Hélder tinha exagerado na dose era somente para passar a Série C.

sc-capiba

Capiba o autor do hino do Santa Cruz: Junta mais essa vitória (Foto: Divulgação)

E ontem ao me recolher para as orações de ação de graças, brinquei comigo mesmo. Pois não é que Dom Hélder, mesmo esquecido pelas diretorias do Santa Cruz, e pelo atletas de Cristo, que usam seu Santo nome em vão, deu o troco. Fez o Santa Cruz campeão da Série C. Passei, ontem, diante da Igreja de Santa Cruz e juro que vi, Dom Hélder Câmara, com aquele sorriso tímido e humilde. O Dom é como aquela planta: “Comigo ninguém pode”.

0

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado.