Fernando Machado

Blog

Crise da Segurança (III)

O nome do coronel reserva(Exército) Fernando Pessoa, que comandou a Polícia Militar no segundo Governo Arraes, está sendo lembrado como um possível substituto do secretário de Defesa Social, Servilho Paiva, cuja permanência no cargo se tornou insustentável depois que foi sumariamente excluído das negociações salariais entre governo e policiais militares, por ordem
do governador Eduardo Campos.

Fernando Pessoa, que atualmente reside em João Pessoa, tinha carta branca do governador Miguel Arraes, com quem despachava diretamente, pois na época não existia a famigerada Secretaria de Defesa Social. Ele adquiriu novas viaturas, equipou os destacamentos do Estado, libertando os PMs da dependência de prefeitos, fez cumprir as leis e regulamentos da corporação, acabando com os apadrinhados e os chamados peixes, além de ter livrado a PMPE das ingerências dos políticos.

Talvez por isso ele tenha saído do comando da PMPE em 1989, juntamente com o general Evilásio Gondim, então secretário de Segurança Pública, tão logo a Constituição Estadual foi promulgada, pois os deputados transformaram os cargos de comandante da PMPE e de secretário de Segurança Pública em privativos de integrantes desses órgãos.

0

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado.