Fernando Machado

Blog

Categoria Notícias da Caserna

Militares nos Jogos Olímpicos de Tóquio

Ana Sátila está na canoagem (Foto: MF)

A 50 dias dos Jogos Olímpicos de Tóquio, 63 militares do Programa Atletas de Alto Rendimento das Forças Armadas garantiram vaga para a competição, em 17 modalidades, das 27 incluídas no torneio. As disputas estão previstas para ocorrer de 23 de julho a 8 de agosto. Para garantir a segurança dos atletas olímpicos, paralímpicos e das comissões técnicas que representarão o Brasil em Tóquio, ação interministerial, composta pelos Ministérios da Defesa, da Saúde e da Cidadania, com apoio do Comitê Olímpico do Brasil e do Comitê Paralímpico Brasileiro, possibilitou a vacinação contra a Covid-19.

Agatha Rippel no vôlei de praia (Foto: MF)

A imunização teve início em 14 de maio e ocorrendo no Rio de Janeiro, São Paulo, Brasília, Porto Alegre, Belo Horizonte e Fortaleza. Até o momento, mais de 1.280 integrantes do Time Brasil foram vacinados com a primeira dose. Começou sexta-feira e segue até 12 de julho, a aplicação da segunda dose da vacina. Entre os que vão participar destacamos a 3º Sargento da Marinha Ágatha Rippel e a 3º Sargento do Exército Eduarda Lisboa (Vôlei de Praia). O 3º Sargento do Exército Gabriel Constantino, participará da prova dos 110 metros com barreiras e a 3º Sargento Ana Sátila garantiu a vaga olímpica na Canoagem, em 2019.

Gabriel Constantino atletismo (Foto: MF)

Garnier é o novo comandante da Marinha

Às margens do Lago Paranoá e sob o céu azul, Fuzileiros Navais trajando a bela farda branca de gala e portando seus fuzis aguardavam enfileirados o início da cerimônia. À esquerda do púlpito de autoridades, ficou posicionada a Banda Grupamento de Fuzileiros Navais. Foi nesse cenário, no pátio do Grupamento de Fuzileiros Navais, em Brasília, que o Almirante de Esquadra Almir Garnier Santos assumiu o Comando da Marinha do Brasil, na manhã de ontem. O Ministro da Defesa, Walter Braga Netto, acompanhou o Presidente da República, Jair Bolsonaro, na solenidade.

Almir Garnier Santos, Jair Bolsonaro, Walter Braga Netto e Ilques Barbosa Júnior (Foto: Igor Soares)

Na ocasião o Almirante de Esquadra Ilques Barbosa Júnior passou o cargo ao novo Comandante, Almirante de Esquadra Almir Garnier Santos. Emocionado, o substituto recordou sua trajetória na Marinha, desde o seu ingresso na Força. De origem humilde, ele relatou um pouco da sua trajetória. “Quando garoto, via aqueles homens em uniformes brancos manobrando grandes belonaves com grandes canhões e imaginava serem muito diferente de mim. Não eram. Eram apenas brasileiros, que, como eu, tinham a Pátria por devoção”, contou.

Almirante Garnier diante da Banda do Grupamento de Fuzileiros Navais (Foto: Igor Soares)

Aliás, o blog estende o tapete vermelho para o Almirante Garnier que abriu seu notável discurso, assim: “Excelentíssimo Senhor Presidente Jair Messias Bolsonaro, legal e democraticamente entronizado pelo provo brasileiro como comandante supremo das Forças Armadas”. Após o momento da passagem de comando entre os Almirantes, houve salva de 19 tiros de canhão. Ao término, a tropa de Fuzileiros Navais desfilou, em continência ao Comandante da Marinha, ao som da Banda do Grupamento de Fuzileiros Navais.

Bastidores da Política

O índice de atividades turísticas no país voltou a crescer, após ter interrompido, em dezembro de 2020, uma sequência de sete altas consecutivas na movimentação econômica do setor. Assim, em janeiro de 2021, o índice subiu 0,7%, impulsionado, principalmente, pelo segmento de transporte aéreo, que registrou alta de 11,1%. Os dados são da Pesquisa Mensal de Serviços, divulgada terça-feira pelo IBGE. Entre maio de 2020 e janeiro de 2021 o setor de turismo avançou 122,8%, encurtando o distanciamento para os níveis registrados antes da pandemia. O ministro do Turismo, Gilson Machado Neto, reforça que, desde o início da pandemia de Covid-19 o governo federal tem adotado diversas ações em apoio ao setor.

A Banda Marcial dos Fuzileiros Navais (Foto: Alexandre Manfrim)

Música, história e homenagens marcaram a cerimônia alusiva ao aniversário de 213 anos do Corpo de Fuzileiros Navais na Fortaleza de São José da Ilha das Cobras, no Rio de Janeiro. A solenidade, restrita devido à pandemia, contou com a presença do Ministro da Defesa, Fernando Azevedo, do Comandante da Marinha, Almirante de Esquadra Ilques Barbosa Júnior, e do Comandante-Geral do Corpo de Fuzileiros Navais, Almirante de Esquadra Paulo Martino Zuccaro. Durante a cerimônia, apresentações da Banda Marcial de Fuzileiros Navais intercalaram a exibição de vídeos, homenagens, projeções, entrega de medalhas e narração da história do CFN. O conjunto musical encantou com a apresentação não só musical, mas também visual: enquanto tocavam, os integrantes faziam evoluções formando figuras como uma âncora. Houve ainda salva de tiros de canhão.

Edifício Dr. Ricardo Brennand

O comandante do Exército, General Edson Leal Pujol cumprimentando dona Gracita Brennand (Foto: Divulgação)

O Exercito Brasileiro entregou um bloco de apartamentos, na Várzea para subtenentes e sargentos da Corporação, homenageando Doutor Ricardo Brennand. Na ocasião foi entregue uma espada de Oficial General ao Museu das Armas do Instituto Ricardo Brennand. A viúva do homenageado, dona Gracita Brennand e os filhos Ricardo, Lourdes e Renata também foram ao evento.

Dona Gracita Brennand e filha Renata, o general Edson Leal Pujol, Ricardo Brennand e a irmã Lourdes (Foto: Divulgação)

O Comandante do Exercito, general Edson Leal Pujol, o comandante do CMNE General Marco Antônio Freire Gomes, dos generais João Batista Leonel Filho, Ivan Ferreira Neiva Filho, Luciano Guilherme Pinheiro, Ulisses de Mesquita Gomes, Alexandre Cantanhede e Rogério de Siqueira; o coronel Edson Gomes dos Santos.

Ricardo Brennnad Filho, coronel Edson Gomes dos Santos e o general Marco Freire Gomes (Foto: Divulgação)