Fernando Machado

Blog

Categoria Miss

Silvia Ramasco vence o Miss Brasi de 1967

Ana Cristina coroando Carmen Silvia e Sonia Ohana, Carmen Silvia e Wilza Rainato (Fotos: O Cruzeiro)

Hás 50 anos 25 jovens desfilavam no Maracanãzinho, perante um público de 30 mil pessoas, no Rio de Janeiro, em busca da coroa de Miss Brasil de 1967. Foi a 14ª edição do concurso e a vencedora foi Carmen Silvia de Barros Ramasco, de São Paulo, que foi coroada pela Miss Brasil de 1966, Ana Cristina Ridzi. A segunda colocada, Wilza Oliviera Rainato, representou o Brasil no Miss Mundo, e depois por conta da renuncia de Carmen Silvia, para se casar ela a substituiu. A Miss Simpatia foi Claudia Maria Saraiva Cesar, do Ceará.

Maria Hortensia de Góes e Ana Cristina Ridzi recebendo bastão da coordenadora do Cocurso Maria Augusta  (Fotos: O Cruzeiro)

Participaram do festival da Beleza 25 candidatas. Os apresentadores Paulo Marx e Marly Bueno depois dos desfiles em traje típico, vestido e maiô, anunciaram o Top 8: Anisia Gasparina (DF), Vera Lucia de Castro (GB), Maria Juliana Garcia (MG), Maria da Graça Kuri (Rio), Wilza Oliveira Rainato (PR), Sonia Maria Ohana (PA), Ujara Gudrun Jatahy (SC) e Carmen Silvia Ramasco (SP).

Raimunda Nogueira da Silva, Maria de Lourdes de Barros e Nelma Ramos Batista (Fotos: O Cruzeiro)

Vera Lucia Martinez da Mota, Anísia Gasparina da Fonseca e Cláudia Maria Cesar (Fotos: O Cruzeiro)

Já era madrugada do dia 2 de julho quando Finalmente foi anunciada a classificação final. Em 4º lugar ficou a favorita Anisia Gasparina (Brasília), o 3º lugar foi para Sonia Maria Ohana (Pará), em 2º lugar ficou Wilza Oliveira Rainato (Paraná) e a vencedora foi Carmen Silvia Ramasco de São Paulo. É bom lembrar que Carmen Silvia de Barros Ramasco a primeira Miss São Paulo a vencer um Miss Brasil.

Gislene Haddad Tapias, Mary Pinto Borba e Vera Lucia de Castro (Fotos: O Cruzeiro)

Rosimar Guimarães, Regina Helena Gomes e Maria Juliana da Costa (Fotos: O Cruzeiro)

Participaram do concurso Maria de Lourdes Barros (Alagoas), Nelma Ramos Batista (Amazonas), Vera Lucia Martinez da Mota (Bahia), Anisia Gasparina da Fonseca (Brasilia), Claudia Maria Saraiva Cesar (Ceará), Gislane Haddad Tapias (Espirito Santos), Mary Pinto Borba (Goiás), Vera Lucia de Castro (Guanabara), Rosimar Silva Gonçalves (Maranhão), Regina Helena Correia (Mato Grosso), Maria Juliana da Costa (Minas Gerais).

 

Maria Laura Lins, Wilza de Oliveira Rainato e Sônia Maria Ohana (Fotos: O Cruzeiro)

Vera Maria Silva, Anamaria Gonçalves e Maria Isabel Nóbrega Freire (Fotos: O Cruzeiro)

Ainda Sonia Maria Ohana (Pará), Maria Laura Lins Vieira (Paraíba), Wilza de Oliveira Rainato (Paraná), Vera Maria Silva (Pernambuco), Anamaria Gonçalves (Piaui), Maria da Graça Kuri (Rio de Janeiro), Maria Isabel da Nóbrega (Rio Grande do Norte), Terezinha Weiss (Rio Grande do Sul), Nadia Solane Garios (Rondônia), Mariza da Costa Velho (Roraima), Ujara Gudrun Jatahy (Santa Catarina), Carmen Silvia Ramasco (São Paulo) e Maria Hortensia de Góes (Sergipe).

Terezinha Weis, Maria da Graça Kuri e Náia Solange Garios Alves (Fotos: O Cruzeiro)

Mariza da Costa Velho, Carmen Silvia Ramasco e Ujara Gudrun Jatahy (Fotos: O Cruzeiro)

Armi Kuusela: Miss Universo 52

A foto oficial das candidatas ao Miss Universo (Foto: Universal Filmes)

O concurso Miss Universo de 1952 aconteceu no Long Beach Auditorium, em Los Angeles, na California, e teve como apresentador Bob Russel. A Miss Simpatia foi Myram Lynn da Bélgica e a Garota Popular Esther Yoacham (Chile). Depois do desfile de traje típicos, vestido e maô Catalina, Bob Russell anunciou as 10 semifinalistas. Este foi o primeiro concurso de Miss Universo em nova etapa, após a depressão.

Todas misses no palco do Long Beach Auditorium (Foto: Divulgação)

No Top 10 ficaram Renate Hoy (Alemanha), Catherine Higgins (União Sul-Africana), Jackie Loughery (Estados Unidos), Armi Kuusela (Finlandia), Ntaizy (Daisy) Mavraki (Grécia), Elza Kananionapua (Havai), Judy Dan (Hong Kong), Olga Perez-Castillo (México), Anne Marie Thistler (Suécia), Gladys Fajardo (Uruguai).

O Top 10: Armi, Renate, Daisy, Elza, Judy, Olga, Catherine, Anne, Jackie e Gladys (Foto: Divulgação)

O resultado final foi esse: 5º lugar Renate Hoy (Alemanha), em 4º lugar ficou Judy Dan (Hong Kong), em 3º lugar ficou Ntaizy (Daisy) Mavraki (Grécia), em 2º lugar ficou Elza Kananionapua (Havai) e a vencedora foi Armi Kuusela (Finlandia), que foi coroada pela atriz Piper Laurie. Armi tinha 17 anos e era ginasta que renunciou ao titulo para se casar com um empresário filipino.

As cinco finalistas: Judy, Elze, Armi, Renate e Daisy (Foto: Divulgação)

As candidatas: Shirley Burnett (Alasca), Renate Hoy (Alemanha), Leah MacCartney (Australia), Myram Lynn (Belgica), Ruth Carrier (Canadá), Esther Yoacham (Chile), Gladys López (Cuba), Hanne Sorensen (Dinamarca), Jackie Loughery (Estados Unidos), Teresita Sanchez (Filipinas), Armi Kuusela (Finlandia), Claude Goddart (França), Aileen Chase (Grã-Bretanha), Ntaizy (Daisy) Mavraki (Grécia), Elza Kananionapua (Havai).

Piper Laurie coroando Armi Kuusela (Foto: Life)

Ainda Judy Dan (Hong Kong), Indrani Rahman (India), Ora Vered (Israel), Giovanna Mazzotti (Itália), Himeko Kojima (Japão), Olga Perez-Castillo  (México), Eva Roine (Noruega), Elzibir Malek (Panamá), Ada Bueno (Peru), Marilia Bernal (Porto Rico), Anne Marie Thistler (Suécia), Gelengui Tayforoglu (Turquia), Catherine Higgins (União Sul-Africana), Gladys Fajardo (Uruguai) e Sofia Inserri (Venezuela).

Armi Kuusela coroada como Miss Universo de 1952 (Foto: Life)

As candidatas: Shirley Burnett (Alasca), Renate Hoy (Alemanha), Leah MacCartney (Australia), Myram Lynn (Belgica), Ruth Carrier (Canadá), Esther Yoacham (Chile), Gladys López (Cuba), Hanne Sorensen (Dinamarca), Jackie Loughery (Estados Unidos), Teresita Sanchez (Filipinas), Armi Kuusela (Finlandia), Claude Goddart (França), Aileen Chase (Grã-Bretanha), Ntaizy (Daisy) Mavraki (Grécia), Elza Kananionapua (Havai).

Ana Maria Caldas: Miss PE 1964

Faz 53 anos hoje que seis jovens disputavam o titulo de Miss Pernambuco de 1964 e ao surgiram na passarela do Clube Náutico Capibaribe o publico foi a loucura. O apresentador foi Aldemar Paiva que anunciou na madrugada do domingo que a sucessora de Vera Lúcia Bezerra, que também representou o Clube Náutico Capibaribe, era a carioca Ana Maria Costa do clube alvirrubro.

Sonia Malta, Ana Maria Costa Caldas e Carmen Lucia Veloso; cinco das seis candidatas (Reprodução DP)

Participaram do concurso Noely Sales de Souza (Clube dos Oficiais da PMPE), Maria do Céu Rodrigues (América Futebol Clube), Joan de Castro Serrano (Clube Internacional do Recife), Carmen Lucia Veloso (Circulo Militar do Recife), Sônia Malta Mendes (Clube da Aeronáutica) e Ana Maria Costa Caldas (Clube Náutico Capibaribe).

Sonia Malta Mendes, Ana Maria Costa Caldas e Carmen Lúcia Veloso (Foto: O Cruzeiro)

A nova Miss Pernambuco, Ana Maria Costa Caldas era belissima e ficou mais ainda quando surgiu na passarela com um modelo branco e prata do estilista Victor Moreira, confeccionado por Inês Peixe. Ela tinha 1m68 de altura, busto e quadril 95cm, 55kg, 60cm de cintura, 58cm de coxa e 22cm de tornozelo.

Ana Maria saindo da piscina do Náutico e na capa da revista O Cruzeiro (Fotos: O Cruzeiro)

O segundo lugar ficou com Sonia Malta Mendes by Marcilio Campos, em terceiro lugar ficou Carmen Lucia Veloso, em quarto lugar Joan de Castro Serrano, em quinto lugar Noeli Sales de Souza e em sexto lugar Maria do Céu Rodrigues. Ana Maria Costa é outra miss que desapareceu. Meu Deus do céu por anda Ana Maria Costa. Missologos descubram seu paradeiro.

Miss Brasil de 1954: Martha Rocha

Manuel Bandeira quando entregava a faixa para Martha Rocha como Miss Brasil de 1954 (Foto: O Cruzeiro)

Hoje, faz 63 anos era realizado no Hotel Quitandinha, em Petrópolis, no Rio de Janeiro, o primeiro concurso oficial de Miss Brasil. Participaram do conclave seis candidatas Martha Rocha (Bahia), Patricia Lacerda (Distrito Federal), Dorama Cury Nasser (Goiás), Zaida Costa Saldanha (Rio de Janeiro), Lygia Carotenuto (Rio Grande do Sul) e Baby Lomani (São Paulo).

Beatriz, Zaida, Martha, Lygia, Patricia e Baby (Foto: Manchete)

O festival de beleza de 1954 foi promovido pelo Diário Carioca e a Folha de São Paulo e teve na comissão julgadora o poeta Manuel Bandeira, o artista plástico Santa Rosa, o romancista Armando Fontes, a escritora Helena Silveira, os jornalistas Fernando Sabino, Paulo Mendes Campos e Pompeu Souza. Primeiro, as seis candidatas desfilaram de maiô e na seqüência de traje de noite.

Martha Rocha, Zaida Saldanha e Lygia Carotenuto (Foto: O Cruzeiro)

A vencedora representou o Brasil no concurso de Miss Universo de 1954 que aconteceu em Long Beach, na Califórnia, voltou com o segundo lugar. O Miss Brasil de 1954 teve o seguinte resultado: Em primeiro lugar ficou com a baiana Martha Rocha, o segundo foi para Zaida Saldanha do Rio de Janeiro e o terceiro para Lygia Beatriz Carotenuto do Rio Grande do Sul.

Patricia Lacerda, Dorama Nasser e Baby Lomani (Foto: O Cruzeiro)

A carioca Patricia Lacerda que era uma das favoritas não gostou do resultado criou a maior confusão. Disse que teve marmelada porque ela era neta do escritor Coelho Neto, parece que Manuel Bandeira tinha certa mágoa dele. Como sempre não deu em nada. Patricia Lacerda virou atriz de cinema, mas sem muito sucesso.

As candidatas diante da comissão julgadora (Foto: O Cruzeiro)

Zaida Costa Saldanha tinha participado do concurso de Miss Distrito Federal e perdera para Patrícia Lacerda, mais um motivo para deixá-la furiosa. O fato é que Maria Martha Hacker Rocha do alto dos 1m70 de altura, 95 cm de busto, 60 cm de cintura, 100 cm de quadris, 58 cm de coxa, 21 cm de tornozelo, 57 kg e 21 anos, é para quem entende de Miss foi a Mulher do Século. Nunca mais houve uma miss como Martha Rocha.