Fernando Machado

Blog

Categoria casamento

Bárbara homenageia Theresinha

Barbara segurando o porta-retratos que foi para o altar e sua avó, Teresinha Morango Pittigliani (Fotos: Sabrina Vasconcelos/O Cruzeiro)

Um dos momentos mais emocionantes, pelo menos para os missólogos, no casamento da bela Barbara Pittgiliani com Fabrizio Godoy, sábado, no Rio de Janeiro, foi o Porta Retrato, com a foto de Theresinha Morango Pittigliani, em cima do altar. Para quem não sabe a segunda mulher mais bonita do Universo de 1957 era avó da noiva. Uma homenagem colossal, primeiro porque Bárbara é a única neta dela e também porque o vestido, por sinal lindo, foi um presidente de Theresinha Morango Pittigliani.

Bárbara e Fabrizio diante do altar onde repousava uma foto de Theresinha Morango Pittigliani (Foto: Sabrina Vasconcellos)

O Sim de Barbara e Fabrizio!

Barbara e Fabrizio (Fotos: Sabrina Vasconcellos)

Sábado, às 16h, nos jardins da Vila Santa Teresa, um maravilhoso hotel do clã Monteiro de Carvalho, com uma vista cinematográfica da Baia da Guanabara, aconteceu o casamento da neta e Therezinha Morango e Alberto Pittigliani, a belíssima Barbara Pittigliani by Marta Macedo estilista da griffe Martu. O vestido era lindo de quebra uma saia postiça deslumbrante, que depois ela a tirou para poder cair no samba.

O pai Alberto Pittigliani e a filha Barbara Pittigliani (Foto: Sabrina Vasconcellos)

Bárbara usou colar e brincos de brilhantes que pertenceram a sua famosa avó Therezinha Morango Pittigliani Miss Brasil de 1957 e ficou em 2º lugar no Miss Universo de 1957. A pedra central do colar, um enorme brilhante que Therezinha ganhou de seu marido Alberto Pittigliani quando se casaram em 1958. Bárbara é a ún ica neta Therezinha e Alberto Pittigliani. Linda a homenagem que a noiva fez para sua avó paterna. Colocou um Porta Retrato com a foto Therezinha Morango, no altar.

A mãe da noiva Adriane Ferreira Pittigiliani e Barbara (Foto: Sabrina Vasconcellos)

O fim de tarde de sol ameno realçou a beleza da cerimônia, cujo cerimonial coube ao papa Ricardo Stambowsky, tio da noiva. A decoração grifada por Eugênia Guerrera e se inspirou no país do sol nascente. Do teto caiam dobradura de pássaros de papel inspirado na técnica milenar japonesa, Origami. Conta à lenda os Tsurus são símbolo de paz! Os padrinhos entraram pelo corredor principal da capela cenográfica até o altar, onde a juíza Tábata Leão aguardava os noivos.

Os pais do noivo Ednyra e Francisco Godoy Ferreira (Foto: Sabrina Vasconcellos)

Fabrizio Godoy, muito elegante, entrou pela nave central ao som de What a Wonderful World, de Louis Armstrong. Barbara, irrepreensível com um vestido que recebeu de presente de Theresinha Morango Pittigliani, chegou ao local a bordo de um Chevrolet de 1939, ao lado pai, Alberto Pittigliani Júnior. Ao entrarem pela nave central tiveram como trilha sonora Per Amore, da compositora italiana Mariella Nava.

Juliana Vasconcellos, Andrea Berensztjn, Ricardo e Sueli Stambowsky (Foto: Sabrina Vasconcellos)

Os noivos saíram do altar ao som de Cheer Leader do artista jamaicano OMI. Não esquecer que os convidados pareciam flutuavar sob um céu estrelado testemunhado por uma lua quarto crescente. Como poderia chover Os noivos e os convidados se debruçaram sobre da Baía de Guanabara, do Pão de Açúcar e do Corcovado. Steven Spielberg ficaria feliz em descobrir este set para um dos seus filmes. Terminada a cerimônia foi servida uma ceia de a gente comer rezando para o Cristo Redentor, assinada por Andréa Tinoco, do Pato com Laranja.

Barbara e Fabrizio cortando o bolo (Foto: Sabrina Vasconcellos)

A festa somente terminou às quatro horas da manhã, depois dançarem muito ao som do DJ Buga, da bateria da Escola de Samba Grande Rio e de Ivo Meirelles e seu grupo de percussão Funk’n’Lata. Enquanto isso o Perrier Jouet borbulhava nas taças. Em tempo, 150 guarda-chuvas transparentes estavam a disposição, caso chovesse, mas Bárbara e Fabrizio e claro Ricardo Stambowsky são assim ó, como São Pedro.

Os noivos Fabrizio e Barbara (Foto: Sabrina Vasconcellos)

Renata e Fred recebem no Catamaran

Fred Teixeira e Renata Lück (Foto: Fernando Machado)

Depois da bonita cerimônia religiosa os noivos Renata Lück Frederico Teixeira recepcionaram os convidados com um jantar dos deuses no Catamaran Praia Beach Club, em Nova Cruz, cujo projeto foi da arquiteta Cynthia Costa. O local é belíssimo com uma vista linda da Praia do Capitão. Juliana Britto está de parabéns pois o local é maravilhoso e muito bom gosto. Foi montado um palco onde se apresentaram os DJs Pathy & Rhony Stwart, a banda de Felipe Dourado e a cantora Silvana Salazar.

Ana Rosa e Gustavo Lück (Foto: Fernando Machado)

Os convidados ficaram no Cais do Porto e o bufê no restaurante. O decorador Hivison Andrade deu um toque todo especial. Nas mesas que estavam no jardim repousavam arranjos de flores tropicais. Nos arredores surgiam gazebos que remetiam às ilhas do Caribe. O bolo de dois andares, assim como os doces, por sinal deliciosos, foram assinados por Lucinha Cascão. A decoração do local estava deslumbrante com flores tropicais.

Angela by Kay Unger e Glenn van Slike (Foto: Fernando Machado)

O bufê grifado pelo chef Irvinson Luna era de a gente comer rezando para Nossa Senhora das Dores, padroeira de Nova Cruz. No cardápio ceviche de peixe branco, cebola roxa e pimentões coloridos; bruschetta com tomates concassées e lascas de parmessão maçaricados; roll de salmão com calda de maracujá e cardamomo. No coquetel quente tinhamos vol-au-vent com queijo brie e geleia de damasco; cestinha de bacalhau com tartar olivas negras; quiche Lorraine.

Telmo Botelho e Sandra Lück (Foto: Fernando Machado)

Ainda dadinhos de tapioca e queijo coalho com geleia de pimentão; triangulo de creme de gorgonzola; harumaki de salmão com molho agridoce, cozinha de cordeiro com o próprio molho, camarão catamaran com mel de engenho e mini casquinho de siri. Em panelinhas costelinha na cerveja desfiada em cama de purê de inhame e rotolone napolitano (queijo e presunto ao molho de tomate). Nos empratados: risoto de camarão ao curry com chips de bata doce.

Os irmãos Lucas, Frederica, Sofia e Renato Teixeira (Foto: Fernando Machado)

E cubinhos de mingon ao molho de vinho com champignons, creme de batata e farofa crocante. Na estação gourmet mix de folhas nobres, cubos de manga, lascas de queijo parmesão e nozes com molho de mostarda e mel; salada de penne com tomate cereja, tomate seco, manjericão, queijo branco ao molho pesto, quiche de camarão ao fundue de queijo, quiche de alho poro, terrine de gorgonzola com calda de framboesa e redução de balsamo, terrine de tomate seco e tábuas de frios fatiados e de queijos.

Elizabeth Lück (Foto: Fernando Machado)

E como pratos quentes roll de frango com alho poró, gratin de bacalhau em natas com laminas de batatas, pernil suíno marinado com ervas em cama de farofa crocante com panceta, roast beef ao molho madeira com champignons, legumes salteados e arroz com mix de castanhas. Como sobremesa docinhos para ninguém se lembrar de regime. Sem dúvida uma festa inesquecível como as festas dos tempos dourados.

Roberto Filho, Pedro, Maria Clarice, Antônio, Roberto e Amanda Teixeira (Foto: Fernando Machado)

O Sim de Renata e Frederico

Após 27 anos de casados civilmente, Renata Lück e Frederico Teixeira trocaram as alianças quinta-feira, na Igreja de Nossa Senhora das Dores, em Nova Cruz ou Maria Farinha. O templo foi construído num terreno doado pelo casal Maria José e José Januário Dourado e foi inaugurada no dia 30 de dezembro de 1888. Na hora do Angelus, para quem não lembra 18h, o noivo muito elegante by Ralph Lauren, entrou na igreja com suja irmã, Ângela van Slyke, ao som Jesus Alegria dos Homens, do compositor alemão Johann Sebastian Bach.

Frederico Teixeira, Padre Arlindo e Renata Lück (Foto: Fernando Machado)

Os filhos adolescentes Lucas, Renato, Frederica e Sofia abriram o cortejo dos 18 padrinhos. Foi uma cena belíssima. A noiva, irrepreensível num modelo branco da HD, surgiu na nave central ao lado do irmão Gustavo Luck, ao som da Ave Maria de Gounod, cantada em alemão. Renata foi penteada e maquiada por Fabiana Lima. A cerimônia religiosa foi presidida pelo padre Arlindo, que roubou a cena explicando qual o significado de um casamento Católico Apostólico Romano. João Alberto Sobral e sua Sheila Wanderley adoraram a homilia do Padre Arlindo.

Lucas, Frederica, Frederico, Renata, Renato e Sofia (Foto: Ângela van Slyke)

No momento da benção das alianças, a jovem Frederica Teixeira  subiu até coro e cantou a musica 1.000 Years. Foi lindo demais. A decoração estava muito bonita, como rosas brancas e carinhos de mãe, tendo como contraponto folhagens, assinada por Hivison Andrade. O cerimonial foi grifado por Manu Sumara. E como manda a tradição, Renata e Frederico ao sair da nave central da igreja recebeu uma chuva de arroz. Amanhã escreverei sobre os cumprimentos que aconteceram no Catamaran Praia Beach Club, de Juliana Britto.

  • 1 2 5