Fernando Machado

Blog

Casa de Actus

Quem passar pela Rua do Apolo poderá admirar um casario do final do século XVIII, no estilo colonial português. Já foi prostíbulo, depois virou o Restaurante Dom João e atualmente é uma casa de recepção vipérrima, chamada Casa de Actus. Os proprietários são Murilo Amorim e Marcos Simão. O conjunto arquitetônico é formado por quatro pisos de a gente ficar de boca aberta com as peças daqueles colecionadores.


Maria Sanchez-Carlo e Murilo Amorim (Foto: Fernando Machado)

O projeto é do arquiteto Marcos Simão. Na sala principal cai do teto um lustre de Bacarat dando aquele toque de sofisticação. A gente não sabe se olha para as estantes do século XIX, que pertenceram a Livraria Universal, com recheio de prataria portuguesa e francesa, aos biscuits franceses, ao flautista de mármore do século XIX, as pinhas portuguesas ou a imagem de São José tão antiga quanto o local.


A faixada da Casa de Actus (Foto: Fernando Machado)

Sim ia me esquecendo do espaço dedicado aos achados arqueológicos portugueses e holandeses daquele bairro. Todo esse acervo de antiguidades é do colecionador Murilo Amorim. Pois nesse Carnaval Murilo e Marcos, decoraram o local em homenagem a Toulouse Lautrec, tendo como contraponto Amsterdã, está recebendo os amigos para papear e ver os blocos passarem. Na varanda do primeiro andar enfeitaram com dois bonecos (uma prostituta e um cafetão) para dá aquele toque de realismo.


Tinane Almeida e Marcos Simão (Foto: Fernando Machado)

Sexta-feira eu levei a eterna cônsul dos Estados Unidos no Nordeste, Maria Sanchez-Carlo para conhecer o local. Ela ficou enlouquecida com a Casa de Actus. Já pensa em reunir quando voltar ao Recife novamente um grupo de amigos para um lanche. Conosco estava a diva do nosso high Tinane Almeida.

0

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado.