Fernando Machado

Blog

Branca de Neve

b-branca-de-neves
Branca de Neve e os Sete anões (Fotos: Arquivo)

O conto de fadas A Branca de Neve e os Sete Anões, dos irmaõs Jacob e Wilhelm Grimm, já deu asas à imaginação de várias gerações. Mas fatos sugerem que a heroína das crianças tenha sido mais do que uma simples personagem fictícia. Milhões de pessoas conhecem o conto de fadas da Branca de Neve, a bela princesa que escapa de sua madrasta invejosa e vai viver na casa de sete anões. Na história escrita pelos irmãos Grimm em 1812, a madrasta má tenta matá-la depois de seu espelho mágico lhe dizer que Branca de Neve é “a mais bela de todas”.

b-grimm
Os irmãos Jacob e Wilhelm Grimm

Moradores da cidade alemã de Lohr am Main, próxima a Frankfurt, gostam de acreditar que o espelho mágico realmente existe. Na verdade, ele está na cidade, exposto no Museu Spessart. Isso é porque, de acordo com algumas fontes, a menina que inspirou o conto de fadas de fato viveu em Lohr am Main. Entretanto, a verdadeira Branca de NeveMaria Sophia Margaretha Catharina Von Erthal –, era um pouco diferente da princesa da história. Ela era de origem nobre e nasceu no ano de 1729 no castelo de Lohr, que hoje abriga o Museu Spessart. Ela também tinha uma madrasta dominadora: Claudia Elisabeth Maria von Venningen.

b-castelo
O Museu Spessart

O resto da história também pode ser acompanhado no museu, incluindo a trama de assassinato e a fuga de Branca de Neve pelas montanhas até chegar à casa dos sete anões. Na verdade, os anões eram provavelmente mineiros – pequenos e corcundas, devido às más condições de trabalho nos pequenos túneis das minas – ou crianças que eram usadas como trabalhadores.

0

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado.