Fernando Machado

Blog

A Saúde em Pernambuco

A jornalista Gercina Primo manda esse email para à jornalista Inês de Cássia Dowsley que ela não é a única a se horrorizar com o atendimento do Sassepe. No dia primeiro de janeiro tivemos suspenso, sem nenhuma comunicação, o home care (hospital residência) da minha mãe, que ainda se encontra acamada, dependendo de cuidados de enfermagem e fisioterapia. Foi uma verdadeira loucura, porque o fato fez com que ela tivesse aumento de pressão arterial, febre e ficasse diarreica, por conta do estresse sofrido.

Tive que, mais uma vez, recorrer à Justiça, uma vez que ela está sob liminar e não podia acontecer o que ocorreu. Graças a Deus, o juiz ordenou que fosse retomado o serviço, o que aconteceu antes do dia 5. Pense no transtorno, que teve uma péssima repercussão para a saúde da minha mamãe. É assim que o Sassepe (leia-se o Estado) trata os funcionários e seus dependentes que necessitam de assistência médica.

0

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado.