Fernando Machado

Blog

A Imortal Margarida Cantarelli

A Academia Pernambucana de Letras sediou quarta-feira uma das posses mais concorridas dos últimos tempos. Mais de 400 pessoas foram prestigiar a imortalidade da advogada e desembargadora federal Margarida de Oliveira Cantarelli, na cadeira 9, que pertenceu a Francisco Bandeira de Mello (1937-2011) e que tem como patrono Monsenhor Muniz Tavares, primeiro presidente do Instituto Arqueológico, Histórico e Geográfico Pernambucano, que Margarida preside atualmente.

f-margaria-cantarelli-marco-maciel-fatima-quintas
Margarida Cantarelli, Marco Maciel e Fátima Quintas antes da posse (Fotos: Fernando Machado)

O Auditório Mauro Mota parecia uma cerimônia dedicada ao Dia do Amigo. Margarida estava feliz porque aquela tribo estava todinha lá, além é claro de vários acadêmicos. A decoração foi assinada por Agripino Santos que usou somente flores tropicais, tanto da mesa principal como nas mesas da recepção nos jardins da Casa Carneiro Vilela. Tinhamos helicônia (golden torcho), panamás, antúrios, Pandanos e Bastões do imperador.

f-lourdes-sarmento-lucila-nogueira-roberto-mota
Lourdes Sarmento, Lucila Nogueira e Roberto Mota

O mestre de cerimônia Eduardo Vaz convidou a presidente da APL, Fátima Quintas, para seu discurso, depois foi a vez de Margarida Cantarelli e finalmente Marco Maciel. A fala de Margarida foi muito bonita. Passeou pela vida do patrono e do seu antecessor com toque todo especial e flertou com carinho de mãe, de amiga e de grande jurídica pela erudição.

f-jorge-branco-priscila-krause-gustavo
Jorge Branco, Priscila Krause e Gustavo Krause

A nova imortal Margarida Cantarelli ingressou ao num cortejo do qual participaram os acadêmicos Nelson Saldanha, Lucila Nogueira e Marly Mota. Margarida Cantarelli, née Oliveira, estava muito bem num modelo Roberto Cavalli. No pescoço usava um belíssimo colar de perolas brancas.

f-joao-alves-marco-macie-andre-regis
O ex-governador de Sergipe João Alves, o ex-senador Marco Maciel e o cientista politico André Régis

Sentaram à mesa principal a presidente da APL, Fátima Quinta, Lucilo Varejão Neto, Rostand Paraiso, Paulo Roberto Oliveira (Presidente do Tribunal Regional Federal), Marco Maciel, Tereza Duere (presidente do Tribunal de Contas do Estado), a desembargadora Eneida Correia de Melo e a Defensora Publica Marta Freire, nascida Brito Alves.

f-marta-freire-margot-monteiro
Marta Freire e Margot Monteiro

Depois veio a parte mais oficial: A entrega do diploma entregue pela acadêmica Fátima Quintas e a colocação do colar acadêmico entregue pelos netos Rafael e Anna Clara. Depois todos os convidados foram para os jardins da Academia para ser cumprimentado pela nova imortal e participara da recepção. Margarida emocionada me confessou está faltando Mariinha, sua irmã e minha grande amiga.

f-rafael-ana-leopoldina-margarida-cantarelli
Margarida com os filhos Rafael e Anna Leopoldina

O bufê da Porto Fino, à frente o chef Arthur Coelho, estava irrepreensível. Foram servidos canapés de queijo, creme de siri, salada de batatra doce com faisão e molho de gengibre, cestinha de massa filo com carneiro e nata e sertão, cabrito co purê de batata doce, bobozinho de camarão, tartar de queijo de cabra, mini postas de bacalhau assado ragu de filé mignon, com batata rústica.

f-padres-caetano-edwaldo
Padres Caetano e Edwaldo

Tudo regado a espumante português Rapariga da Quinta, uísque Royal Lebel, sucos de frutas regionais e refrigerantes. Não esquecer a doçaria pernambucana, queixadinha, compota de jaca baba de boca e bom bocado de Dona Rosa Didier, além de tarecos e nego bom. Mais pernambucano impossível.

0

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado.