Fernando Machado

Blog

Viva Nossa Senhora da Paz!

O diacono Sergio Santana e o Padre Cosmo (Foto: Fernando Machado)

Ontem, à noite tivemos o encerramento da Festa de Nossa Senhora da Paz, na Igreja do Largo da Paz. Primeiro tivemos uma procissão saindo da Capela de São Miguel até a Igreja de Nossa Senhora da Paz. À frente estava o pároco padre Cosmo Francisco do Nascimento. Quando o andor chegou ao átrio, do templo, os sinos repicaram e tivemos queima de fogos. É bom lembrar que os sinos foram inaugurados em março de 1928.

Um anjo da guarda, Cristo na Cruz e Nossa Senhora da Paz (Foto: Fernando Machado)

Padre Cosmo Francisco do Nascimento quando falava para a assembleia (Foto: Fernando Machado)

O templo é datado do século XVIII, pois a comunidade de Afogados tinha uma capela, em 1785, como capela, em maio de 1873, foi transformada na igreja de Nossa Senhora da Paz e no dia 6 de maio de 1873, virou paróquia de Nossa Senhora da Paz. Seu primeiro vigário foi o padre Cristovão de Holanda Cavalcanti. A igreja somente ficou concluída em 1787. De sua construção original, no estilo neo-clássico, restou apenas à fachada, pois no dia 3 de junho de 1963 o templo desmoronou.

Padre Cosmo entre Katia McCarthy e Marinanda Carvalho (Foto: Fernando Machado)

Vista do altar mor do inicio da nave central (Foto: Fernando Machado)

A missa presidida por Padre Cosmo Francisco do Nascimento foi muito solene. Ele entrou em procissão usando uma casula branca com a imagem de São José sob os aplausos da assembleia. O ministério musical foi com o Coral Regina Pacis, de 14 vozes, regido pelo maestro João Batista de Melo. A comentarista foi Isabel Viana. A primeira leitura foi lida por Maria da Conceição Amaral, o Salmo foi cantado por Virginia Leite, e a segunda leitura coube a Marcelo Pimentel.

Cerimônia de inauguração dos sinos da igreja em março de 1928 (Foto: Revista da Cidade)

Maria da Conceição Amaral e Marcel Pimentel (Foto: Fernando Machado)

A liturgia da palavra foi feita pelo diácono Sérgio Santana, que no dia 9 de dezembro será ordenado padre. E a homilia coube ao Padre Cosmo Francisco do Nascimento. Padre Cosmo encerrou cantando  “Eu era pequeno, nem me lembro / Só lembro que à noite, ao pé da cama / Juntava as mãozinhas e rezava apressado / Mas rezava como alguém que ama / Nas Ave – Marias que eu rezava / Eu sempre engolia umas palavras / E muito cansado acabava dormindo / Mas dormia como quem amava / Ave – Maria, Mãe de Jesus”.

O andor de Nossa Senhora ingressando pela nave central (Foto: Fernando Machado)

Tatiana Marques diante a imagem da Sagrada Família (Foto: Fernando Machado)

O destaque a cerimônia foi o canto da Ladainha de Nossa Senhora. Encerrada a Santa Missa a assembléia reunida na Igreja cantou o Hino de Nossa Senhora da Paz. Foi muito emocionante. E assim se passou a cerimônia religiosa com os olhos se enchendo de lágrimas e a cabeça repleta de fé, esperança e caridade. Balanço da noite: Padre Cosmo Francisco do Nascimento é mesmo o bom pastor.

José Carlos Faustino e o diácono Sérgio Santana (Foto: Fernando Machado)

0

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado.