Fernando Machado

Blog

Um sucesso o Brazilian Day de 2013

A banda Village People incendiou o Brazilian Day (Foto: Fernando Machado)

Encerro hoje a série de reportagens sobre a participação de Pernambuco no Brazilian Day em 2013. Há cinco anos, pela terceira e última vez Pernambuco participava do Brazilian Day. E isso se deve ao  visionário que era secretário de Turismo de Pernambuco, Alberto Feitosa. Como estamos hospedados no hotel GLS, o Yotel, que é uma gracinha, fomos tomar o café da manhã no Hotel Belvedere, por ficar mais perto do palco principal.

(Foto: Fernando Machado)

Após o café saímos em arrastão para a Avenida das Américas, onde aconteceu o Brazilian Day. À frente estavam os bonecos gigantes do Caboclo de LançaLuiz Gonzaga e de Pelé, grifados pelo artista plástico Leandro Castro, além do cantor André Rio e sua banda tendo no comando o maestro Luciano Magno. E por onde passávamos ninguém ficava indiferente. Jovens, adultos e crianças deixavam tudo de lado par ver Pernambuco passar.

João Alberto e Sheila Wanderley, Mário Gil Rodrigues e Dina (Foto: Fernando Machado)

E tome flashes de câmaras e de celulares, deixando muita gente com inveja. Os motoristas esqueciam um pouco as direções para observar o que era aquilo. O frevo tomou conta mais uma vez da Times Square. E foi mais uma vez Vassourinhas, dos esquecidos Matias da Rocha, e Joana Bezerra, levou os turistas do local até a balançarem, meio sem graça, os esqueletos. Não pudemos avaliar qual dos dois bonecos gigantes o mais festejado.

Luciano Magno, André Rio e banda (Foto: Fernando Machado)

Ao chegarmos na Muvuca, onde estava instalado o palco principal, vimos um filme publicitário do Recife e a apresentação da cantora baiana Carla Visi. Adorei assistir ao show da Village People. Essa banda povoou meu mundo nos anos oitenta. Ainda Estava previsto para subirem ao palco Zeca Pagodinho e Gusttavo Lima. As ruas que rodeiam a Avenida das Américas estavam tomadas de vendedores de comidas e bugigangas.

As jornalista Luiza Tiné e Roberta Jungmann (Foto: Fernando Machado)

Lembrava até a Avenida Dantas Barreto, durante o reinado de Momo. E como não poderia faltar, existia um curral vip e outro dourado, onde os jornalistas não tinham acesso. Nesse curral desfilavam as drags, gente bonita e muita gente feia, claro em busca de seus minutos de fama. Uma pena Pernambuco não aterrisse mais na Big Apple. Talvez um dia surja outro Alberto Feitosa que é um verdadeiro amigo do turismo.

Os bonecos gigantes de Pelé e Luiz Gonzaga (Foto: Fernando Machado)

 

0

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado.