Fernando Machado

Blog

Tag viuva

Réquiem para Silvia Martins

É com tristeza que comunicamos o falecimento, ontem, da guatemalteca e Silvia Echeverria Martins, viúva do arquiteto Jorge Maia Martins. Silvia era uma figura elegante muito reservada, foi cônsul honorária da Guatemala, no Recife por muito tempo.  Silvia que era formada em História da Arte e Secretariado Executivo, conheceu Jorge na Espanha e quando se casaram, em 1959, vieram morar no Recife. Este ano Silvia esteve no seu país para visitar a família.

A  elegante Silvia Echeverria Martins (Foto: Fernando Machado)

Silvia e Jorge deixaram cinco filhas Monica, Andrea, Daniela, Débora e Renata e seis netos. Eu era muito amigo da sogra de Silvia, Dona Lindalva Maia Martins (1901/1993), que marcou época em nossa sociedade, promovendo encontros filantrópicos. Seu esposo Jorge Martins (1901/1979), o engenheiro assumiu a prefeitura do Recife em 1952, porque o prefeito Antônio Pereira renunciou a função, assinou várias obras no Recife, como as antigas sedes do Clube Português do Recife e Iate Clube do Recife.

De Volta para o Passado

Há 115 anos, morria em Pernambuco, o Barão de Souza Leão – Augusto Inácio de Souza Leão – que nasceu no dia 13 de dezembro de 1830.

Há 110 anos, acontecia no Moderno, a apresentação da Cia Dramática Portuguesa, em beneficio do ator Alves da Silva.

Há 100 anos, estreava no Teatro de Santa Isabel, a Cia Dramática Itália Fausta, com a peça Ré Mistérios.

Há 70 anos, morria na Rua Padre Roma, Ana Louise Lundgren Groschke (Anita), viúva de Arthur Herman Lundgren, que nasceu no dia 12 de maio de 1880.

Há 55 anos, acontecia no Country, leia-se o presidente Arnaldo Amorim de Lemos, o Baile das Rosas. A eleita foi Marta Fernandes. Para as danças tocou o Conjunto de Geraldo Rocha.

Há 55 anos, o jornalista Luiz Rocha era reeleito presidente do Clube da Imprensa de Pernambuco.

Há 45 anos, o desembargador Aderson Antão de Carvalho assumia o Governo de Pernambuco, por uma semana, substituindo o governador Eraldo Gueiros Leite.

Anotações do Cotidiano

A bibliotecária Margarida Matheos de Lima, faleceu quarta-feira. Foi uma grande figura humana. Era viúva de Carlos Alberto Matheos de Lima, sobrinho do poeta Jorge de Lima. Margarida foi diretora por muitos anos da Biblioteca Pública de Pernambuco, onde fez um trabalho notável, e era sócia da Sociedade dos Amigos da Marinha. Está fazendo falta.

A bibliotecária Margarida Matheos de Lima (Foto: Divulgação)

Amanhã, às 17h, na Avenida Rio Branco, 66, no Recife Antigo, será realizado o Crossroads Music Fetival Jazz e Blues. As atrações são Erica Natuza, Arthur Philipe, Handmade Band, Rodrigo Morcego e Rico Blues Trio. A produção é da Oitão. Informações (81) 997064604 e os ingressos online sympla.com.br Crossroads – Recife. Informa a cantora Sheyla Costa.

Fatos Diversos

Outra noticia triste. Faleceu no dia 14 de fevereiro, a senhora Maria da Penha Ribeiro Pessoa Jordão Emerenciano. Era viúva do advogado e acadêmico Severino Jordão Emerenciano que nasceu no dia 14 de fevereiro de 1919, e morreu no dia 17 de fevereiro de 1972. Penha que era uma figura sensacional nasceu na Paraíba.

A senhora Penha Emerenciano (Foto: Fernando Machado)

Amanhã, às 15h, no Clube Português acontece o 60º Bailinho Fantasia de Papel. O tema é Brincando como Antigamente. Teremos o Palhaço Chocolate e uma orquestra de frevo. A atração é o desfile de fantasia de papel. A viúva de Capiba, Zezita Barbosa, fazia parte do júri desde o inicio. Nesta atual diretoria ela foi esquecida.