Fernando Machado

Blog

Tag vestido

Anotações do Cotidiano

Linda a coleção verão que o figurinista Amir Slama apresentou na SPFW, inspirada nos anos 50 e com foco nas vedetes do Brasil. Muito cetim com elástico, nos tons nude e vermelho paixão. Muito bordado principalmente no busto e nos quadris. Um vestido em seda esvoaçante vermelho arrasou na passarela. Sem dúvida uma guerra entre o lingerie e moda praia. Amir Slama sabe ousar muito bem.

Pietro Baltazar na passarela e Amir Slama no final do desfile (Foto: Zé Takahashi)

Dois looks de Amir Slama na SPFW (Fotos: Zé Takahashi)

Hoje, pelo 8 ½ Festa do Cinema Italiano no Cinema São Luiz, serão exibidos os filmes O Fantasma da Sícília, às 19h, de Fabio Grassadonia e Antonio Piazza e no elenco Julia Jedlikowska, Gaetano Fernandez e Federico Finocchiaro. E às 21h30, a comedia Paro Quando Quero –Master Class, dirigido por Sydney Sibilia. No elenco Edoardo Leo, Valeria Solarino e Valerio Aprea. Os ingressos custam R$ 10 e R$ 5.

O casamento das celebridades

O acontecimento desta noite será, sem dúvida, o casamento do sambista Péricles, com a pedagoga pernambucana Lidiane Santos, na Leda Dourado Recepções, em Apipucos. A cerimônia será celebrada pelo padre João Carlos.

Lidiane Santos usará um vestido de renda francesa com cinco mil pedras swarovski, de Albérico Ribeiro e Péricles  by Ricardo Almeida. A animação ficará por conta do grupo Molejo, da banda Patusco e a Orquestra Marcella Brandão.

Eloisa: Miss Distrito Federal de 1957

Era o primeiro desfile de misses no Maracanãzinho (Foto: Manchete)

Há 60 anos, Eloisa de Oliveira Menezes, Miss Caiçaras, era eleita no Maracanãzinho, Miss Distrito Federal de 1957. Todavia as favoritas eram Maria Lourdes Monteiro, Miss Clube da Aeronáutica, que ficou em 3º lugar e Maria Helena Gioia, Miss Fluminense, que ficou em 2º lugar. Em 4º lugar ficou Norma Leitão, Miss Escola Nacional de Belas Artes e em 5º lugar Shirley Velasco, Miss Associação Atlética  Portuguesa. Elas desfilaram de vestido de noite e de maiô Catalina. Tivemos também um desfile com as misses estaduais. Os apresentadores foram Paulo Mauricio e Lourdes Mayer.

Eloisa de Oliviera Menezes desbancou a favorita e belíssima Maria de Lourdes Monteiro (Fotos: O Cruzeiro e Manchete)

Participaram do concurso 16 candidatas Eloisa de Oliveira Menezes (Clube Caiçaras), Maria Helena Gioia (Flumiense), Maria de Lourdes Monteiro (Clube da Aeronáutica), Norma Leitão (Escola Nacional de Belas-Artes), Shirley Velasco (Associação Atlética Poruguesa), Myriam Barbosa (Flamengo), Jean Dore (Clube Militar), Ana Luisa Paes (Itauna), Wanilda Melo (AABB), Maria Nazareth Robert Pinto (IAPETC Clube), Liomar Queiroga (Marã), Maria Teresinha Pais (Madureira T.C.), Nelice Fachinetti (Leblon), Olyanei Braga (Clube Municipal), Cleia Ramos Porto (Vila Isabel), e Maria Alice Furianeto (Bangu).

As cinco finalistas Maria Helena, Eloisa, Maria de Lourdes, Norma e Shirley (Foto: O Cruzeiro)

O júri, por sinal não soube julgar, foi formado por Herbert Moses, Reinaldo Reis, José Amadio, Zacarias do Rego Monteiro, escultor Mateus Fernandes, Nelson Batista, senhoras Mena Fiala e Yara Vargas Dutra, Carlos Machado, Edilson Varela, Francisco Olympio de Oliveira e Alfred Bluhm. Eloisa que foi coroada pela belíssima Miss Distrito Federal de 1956, Leda Brandão Rau, tinha 21 anos, 1m65 de altura, 86cm de busto, 97 cm de quadris. No Miss Brasil, Eloisa não ficou entre as cinco finalistas.

Maria de Lourdes Monteiro diante dos jurados que não souberam avaliar sua beleza (Foto: O Cruzeiro)

Bodas de Diamante de Carmen e Tony Mayrink Veiga

Há 60 anos, se casavam no Santuário do Coração de Jesus, em São Paulo, Carmen Therezinha Solbiati e Antônio Alfredo Mayrink Veiga. O maior locomotiva do high society brasileiro chegou até a Igreja a bordo de um Rolls Royce Silver Cloud 1951, do senador Gilberto Miranda Batista. A noiva usou um modelo de cetim de seda criado pelo estilista Pierre Balmain. Carmen e Tony (atualmente a saúde dele é grave) passaram a lua-de-mel em Buenos Aires, na Argentina.

carmen-solbiatti-tony-mayrink-veiga

Carmen Solbiati e Antônio Mayrink Veiga (Foto: Divulgação)

Para se ter uma ideia da soberania de Carmen e Antonio Mayrink Veiga. Eles foram considerados por Truman Capote, Diana Vreeland e Anna Wintour da revista Vogue norte-americana, o casal mais chique da América do Sul. Passaram uma crise financeira que os deixou fora dos mais ricos do Brasil, mas ela encarou tudo com muita elegância e estilo. Não sei não, mas acho que nunca haverá outra mulher como Carmen.