Fernando Machado

Blog

Tag universo

Ana Cristina Ridzi vence o Miss Brasil de 1966

Há 54 anos, era realizada, no Maracanãzinho, no Rio de Janeiro, o concurso Miss Brasil de 1966. A vencedora foi Ana Cristina Ridizi (1947/2015), do Estado da Guanabara, que foi coroada por Maria Raquel de Andrade, Miss Brasil de 1965. Os apresentadores foram Paulo Max e Marly Bueno e no júri ficou a primeira dama do Estado Ema Negrão de Lima, Miss Brasil de 1958 Adalgisa Colombo, o ministro João Paulo do Rio Branco, o escultor Leão Veloso e o diretor de redação de O Cruzeiro, João Martins.

As candidatas desfilam na passarela do Maracanãzinho (Foto: Manchete)

No palco as misses estaduais de longos (Foto: O Cruzeiro)

No Top 8 Francy Carneiro Nogueira (Ceará), Ana Cristina Ridzi (Guanabara), Marluce Manvailler (Mato Groso), Virginia Barbosa (Minas Gerais), Clara Cunha (Rio Grande do Sul), Ana Maria Façanha Gaspar (Rondônia), Glaucia Zimermann (Santa Catarina) e Tania Maria Zattar (São Paulo). O resultado final ficou assim: no 4º lugar Virginia Barbosa de Souza, em 3º lugar Francy Carneiro Nogueira, em 2º lugar Marluce Manvailler Rocha e a grande vencedora Ana Cristina Ridzi.

Ana Cristina sendo coroada pela Miss U-65, Aspa Hongsakula e Miss B-65 Maria Raquel (Foto: Manchete e O Cruzeiro)

Maria Raquel coroando Ana Cristina Ridzi (Foto: O Cruzeiro)

Ana Cristina Ridzi disputou, em Miami, nos Estados Unidos, o Miss Universo de 1966. A terceira colocada Francy Carneiro Nogueira do Ceará renunciou para casar e em seu lugar assumiu a quarta colocada, Virginia Barbosa de Souza de Minas Gerais, que também escolhida como Miss Simpatia. Infelizmente não aconteceu o Miss Beleza Internacional em 1966. A Miss Fotogenia foi Marluce Manvailler da Rocha do Mato Grosso.

As oito finalistas Pará, Mato Grosso, Rio Grande do Sul, Guanabara, Santa Catarina, Rondonia e São Paulo (Foto:  O Cruzeiro)

Maria Raquel de Andrade, Ana Cristina Ridzi e a Miss Universo de 1965, Apasra Hongsakula (Foto: Manchete)

Participaram do concurso 26 candidatas: Maria Fernandes (Acre), Kátia da Silva Malta (Alagoas), Rita de Cássia Fernandes (Amapá), Hermengarda Chaves (Amazonas), Florianel Costa Portela (Bahia), Francy Carneiro Nogueira (Ceará), Maria Helena Curi (Distrito Federal), Laura Martinelli (Espírito Santo), Niolina Pacheco (Goiás), Ana Cristina Ridzi (Guanabara), Sandra Mara de Arruda (Maranhão), Marluce Manvailler Rocha (Mato Grosso), Virgínia Barbosa de Souza (Minas Gerais).

Miss Pernambuco, Raiolanda Castelo Branco e Ana Cristina Ridzi desfilando seus trajes típicos (Fotos: Acervo do blog e O Cruzeiro)

Algumas candidatas no Farol da Barra, em Salvador, uma semana antes do concurso (Foto: Manchete)

E finalmente Maria Tereza de Vasconcelos (Pará), Zélia Maria Neves de Medeiros (Paraíba), Miriam Marçal (Paraná), Raiolanda Castello Branco (Pernambuco), Darcy do Carmo Assunção (Piauí), Vera Lúcia Cordeiro (Rio de Janeiro), Maria Edite de Azevedo (Rio Grande do Norte), Clara Eunice Grohmann (Rio Grande do Sul), Ana Maria Façanha Gaspar (Rondônia), Wilma Grecco Chapuis (Roraima), Gláucia Zimmermann (Santa Catarina), Tânia Maria Zattar (São Paulo) e Lygia Sampaio Fiscina (Sergipe).

Mickey, Moda & Colcci  

Este modelo mostra seu look de frente de costa (Foto: Divulgação)

O universo da Disney e da figura animada mais famosa do mundo, o Mickey, apresentados em peças jovens, lúdicas, cheias de alegria e atitude. A coleção Disney|Colcci Inverno 2020 chega inspirada no universo do esporte, com moletons, t-shirts, cropped, oversized, jaquetas e jeans com detalhes, brilhos e cor. O retorno da infância e a celebração do encanto presentes em todas as peças.

Dois looks cheios de alegria (Foto: Divulgação)

Estampas criadas exclusivamente para Colcci trazem a fantasia para a realidade em itens desejo que ganham vida e são um convite a vivenciar experiências com o personagem que marca gerações em todo o mundo. As peças, cheias de personalidade e frescor são alegres e convidam a relembrar e vivenciar a infância.

A influencer Camila Coelho é a musa da coleção foi clicada em Los Angeles, nos Estados Unidos (Foto: Divulgação)

O denim conta com macacões, jaquetas, shorts, calças e saias e trazem Mickey em detalhes. Já as peças oversized chegam com muita cor, em tie dye, e momentos diferentes da história do personagem. Parkas, vestidos, t-shirts, moletons e tricôs complementam a coleção. Itens com brilho fazem das peças versáteis, que podem ser usadas tanto de dia quanto à noite.

Nos tempos das passarelas

Martha Rocha, Miss Brasil de 1954 (Foto: O Cruzeiro)

Finalmente acabou o mistério. A BAND não detém mais os direitos para a organização, produção e transmissão do Concurso Miss Estadual e Miss Brasil, cuja representa disputa o Miss Universo, devido a não renovação do contrato de transmissão e licenciamento. Portanto ninguém poderá realizar concursos remetendo à empresa. Esse foi o recado da diretora Nacional de Rede de Televisão, Magda Magalhães.

Ieda Maria Vargas, Miss Brasil e Miss Universo de 1963 (Foto: O Cruzeiro)

Para mim não fará nenhuma falta, pois desde o ano que os Diários Associados deixaram de promover o concurso, as misses nunca mais foram as mesmas. Antes as jovens que queriam participar do Miss Brasil não pagavam taxas. O concurso virou uma fonte de renda para os coordenadores. Tenho uma saudade do Maracanãzinho com um publico de 30 mil pessoas.

Martha Vasconcellos, Miss Brasil e Miss Universo de 1968 (Foto: Manchete)

Anotações do Cotidiano

O concurso de Miss Universo anualmente vem perdendo audiência. O realizado domingo apontou uma queda de 18% em relação ao ano passado nos Estados Unidos. No Brasil, até quando escrevia o blog, não tinha sido divulgado. Isso significa menos anunciantes. Pelo que vimos no Miss Universo de 2019, a tendência é piorar. Os organizadores devem estar preocupados. Quem viver verá.

A Diretoria Executiva e os diretores conselheiros da Associação Comercial de Pernambuco se reúnem hoje, em almoço no restaurante Amadeu, de Boa Viagem, para tratar da indicação e aclamação do título honorífico de presidente emérito da ACP a Sebastião Barreto Campello, membro do Conselho Fiscal da instituição.