Fernando Machado

Blog

Tag Soldado

Flashes

Morreram sábado o médico Walfrido Antunes e o coronel da PMPE Presciliano Fonseca de Moraes e ontem o professor Aprígio José de Carvalho.

A professora do Instituto de Psicologia da USP, Maria Júlia Kovácks, vai falar, manhã, às 16h, no canal do Grupo Vila, sobre pandemias.

O Big Bompreço do Caruaru Shopping está aberto todos os dias, das 8h às 20h. Lembra o gerente de Marketing, Walace Carvalho.

A DJ Deb Lima lançou, sexta-feira, um clipe. A música escolhida foi o single Me usa, que bateu 400 mil streams nas plataformas digitais.

O Santa Cruz foi hexacampeão antes do Náutico, mas no juvenil. O blog de Lenivaldo Aragão postou ontem. Poucos lembram da façanha.

Cilene Aubry Ferreira venceu o Pernambuco de 1974 usando um modelo do figurinista Guilherme Caldas, por sinal muito bonito.

Quando o Recife vai a democracia? A ditadura socialista de Paulo Câmara é mais cruel do que no tempo do Regime Militar.

Um soldado da Policia Militar que manda um cidadão tirar a bandeira do Brasil, não é digno de usar uma farda de soldado.  E nem seu comandante.

Flashes

Amanhã, o Sheraton Reserva do Paiva movimenta uma Noite Portuguesa. O chef Fernando Fonseca preparou um menu de a gente comer para Santo Antonio.

Pernambuco está em baixo astral. Proibir uma palestra por conta de ameaças é muita falta de segurança mesmo.

Padre Cosmo preside, hoje, às 19h, a santa Missa da Matriz de Nossa Senhora de Fátima, em Boa Viagem.

O Comandante Militar do Nordeste, general Marco Antônio Freire Gomes, preside hoje, às 10h, a cerimônia alusiva ao Dia do Soldado, no QG do CMNE, no Curado.

Está funcionando no Hospital Jayme da Fonte a nova agência transfusional do Instituto de Hematologia do Nordeste (IHENE).

Hoje, às 10, na Câmara Municipal do Recife, o compositor Francisco Flávio Leandro Furtado, recebe o titulo de Cidadão do Recife.

Hoje, às 17h, Clube das Pás homenageia as sogras, com a Orquestra Super Oara, Condinho, Raízes do Brega e da Orquestra das Pás.

Não Podemos Esquecê-los (Final)

Em Memória dos que foram assassinados pelo Brasil Livre do Comunismo lembramos, hoje, aqueles de 1973: o comerciante Manoel Henrique de Oliveira, o civil Pedro Américo Mota Garcia, o delegado de Policia Octávio Gonçalves Moreira Júnior, o capataz Pedro Mineiro e o soldado do Exercito Francisco Valdir de Paula. Em 1974 foi assassinado o soldado da PMSP Geraldo José Nogueira.

Concluo estas reportagens que foi iniciada em 18 de abril de 2018. Essa relação eu pincei de Marcelo Torreão de Garanhuns que pescou da obra Golpe de 1964 — O que os livros de história não contaram, de Itamar Flávio da Silveira e Suelem Carvalho, Ed. Peixoto Neto, 2016. Por que a Comissão da Verdade não incluiu estes heróis?

Não Podemos esquecê-los

Em Memória dos que foram assassinados pelo Brasil Livre do Comunismo lembramos aqueles de 1968: o marinheiro Agostinho Ferreira Lima, o agente penitenciário Ailton de Oliveira, o soldado Mário Kozel Filho, o sargento PM Nelson de Barros, o major Maximilian Von Westernhagen.

Mário Kozel Filho foi morto, com 18 anos, em São Paulo, numa ação terrorista comandada por Dilma Rousseff (Foto: Divulgação)

Também os soldados PM Eduardo Custódio de Souza e Antônio Carlos Jeffery, o capitão dos EUA Charles Rodney Chandler, além dos civis Noel de Oliveira Ramos, Luiz Carlos Augusto, Wenceslau Ramalho Leite e Estanislau Ignácio Correia.

 

  • 1 2 9