Fernando Machado

Blog

Tag show

Anne Elizabeth Brasileiro é Miss Pernambuco de 1979

Ângela Agra coroando Anne Eizabeth Brasileiro (Reprodução do Diário de Pernambuco)

Há 41 anos, acontecia no Geraldão, pela última vez, a escolha da Miss Pernambuco. O publico não foi aquele de antigamente que alcança 12 mil pessoas, mas foi uma festa maravilhosa. Os apresentadores foram Paulo Max e Carmen Towar, sempre impecáveis. Subiram ao palco do Geraldão além das 12 misses, Roberto Leal, Paulo Spergio, Christian, Claudia Teles, Renato e seu Blue Caps, Miss Lene, Marcio Greick, Luiz Carlos Magno e Genival Lacerda.

Anne Elizabeth, Edilene Ferreira e Lucia Azevedo (Reprodução do Diário de Pernambuco)

A comissão julgadora foi presidida pelo colunista social João Alberto e contou ainda com as primeiras damas de Pernambuco Anna Maria Maciel e do Recife Clea Krause, Miss Pernambuco de 1968 Maria Eunice Mergulhão, o cônsul geral da França Gaston de Paudert, a senhora Maria do Carmo Vilaça, o colunista social Alex, Otacilio Venancio e Nelson Trigo.

Marcia Blanquer, Marcia Moraes e Maria Goretti (Reprodução do Diário de Pernambuco)

O resultado final: 5º lugar ficou Márcia Blanquer Coll (Grupo Teatral de Boa Viagem), em 4º lugar ficou Lucia Maria de Azevedo (Garanhuns), em 3º lugar ficou Zuleide Maria do Nascimento (Santa Cruz do Capibaribe), em 2º lugar ficou Márcia Maria Jacinto Moraes (Caruaru), e em 1º lugar do Anne Elizabeth Brasileiro Silva do Aero Clube de Pernambuco, que foi coroada pela Miss Pernambuco de 1978, Ângela Agra.

Maria do Carmo, Severina Francisca e Solane Nascimento (Reprodução do Diário de Pernambuco)

As candidatas foram Edileide Ferreira da Silva (Escola de Samba Galeria do Ritmo), Lucia Maria de Azevedo (Garanhuns), Márcia Blanquer Coll (Grupo Teatral de Boa Viagem), Márcia Maria Jacinto Moraes (Caruaru), Maria Goretti Santana Calado (Palmares), Maria do Carmo Almeida (Escola de Samba Império do Samba), Severina Francisca da Silva (Escola de Samba Estudantes de São José).

Suely Leite, Teresa de Andrade e Zuleide Nascimento (Reprodução do Diário de Pernambuco)

Ainda Solange Nascimento de Moraes e Silva (Colégio 11 de Setembro de Arcoverde), Maria Suely Leite Cavalcanti da Silva (Arcoverde), Tereza Cristina M de Andrade (Paudalho), Zuleide Maria do Nascimento (Santa Cruz do Capibaribe), e Anne Elizabeth Brasileiro Silva (Aero Clube de Pernambuco). Márcia Blanquer Coll do Grupo Teatral de Boa Viagem foi eleita Miss Simpatia.

O júri observa as candidatas do Top 10 (Reprodução do Diário de Pernambuco)

Ângela Agra é a Miss Pernambuco de 1978.

Hoje está fazendo 42 anos que Angela Agra Galvão, Miss Clube Português, foi eleita, no Geraldão, Miss Pernambuco de 1978. Cerca de 15 mil pessoas aplaudiram o resultado. A apresentação foi de Paulo Max (1933/1996) e Carmen Towar e o show foi com Sidney Magal, Alcione e a Banda de Pau e Corda acompanhados da orquestra de Mário Matheus.

Aqui aparecem 10 das 18 jovens que disputaram o titulo (Reprodução do Diário de Pernambuco)

Ângela que foi coroada pela Miss Pernambuco de 1977, Zilene Sá Torres e recebeu a faixa do prefeito do Recife, Antonio Farias, usou um modelo de Paulo Carvalho, tinha 1m81, 95 cm de busto e 96 cm de quadris. No segundo lugar ficou Margarete Barros da Silveira, em terceiro Cristina Sobreira, em quarto Josetilde Hermínio Muniz e em quinto Valdilene Gomes de Araujo.

Paulo Max quando ia chamar a vitoriosa da noite Zilene Sá Torres (Foto: Acervo de Carmen Towar)

A comissão julgadora presidida pelo desembargador Nelson Arruda, contou ainda com a primeira dama do Recife Geralda Farias, a artista plástica Marly Mota, os colunistas sociais Alex e Thais Notare, a senhora Conceição Moreira Lima, o diretor do USIS Ramón Garcez, o personal trainer Otavio Catanho e o executivo Gercino Lins.

Carmen Towar observando Zilene Sá Torres coroar Ângela Agra (Foto: Acervo de Carmen Towar)

Participaram do concurso 18 jovens: Ângela Agra Galvão (Clube Português), Benilda Ferreira de Souza (Clube do Sargento Wolff), Carmen Rejane de França (Caruaru), Cristina Sobreira  (Santa Cruz Futebol Clube), Edilea Alencar Caldas (Cabrobó),  Edilene Caetano da Silva (Sesi), Eliana Alves do Nascimento (Clube dos Bancários), Josetilde Herminio Muniz (Santa Cruz do Capibaribe).

A belíssima Miss Pernambuco Ângela Agra (Reprodução do Diário de Pernambuco)

Ainda Leilane Silvana Leite (Colégio Bairro Novo), Margarete Barros da Silveira (Internacional), Maria Dulce de Melo (Paudalho), Maria de Fátima Marques (Ribeirão), Maria de Fátima Torres Lopes (Afogados da Ingazeira), Maria José do Carmo(Piedade), Maria Gorete Barbosa (Surubim), Miriam da Silva Correa (Igarassu), Silvia Jurema (Sport) e Valdilene Gomes de Araújo (Arcoverde).

Mônica Cardoso Lima: Miss Pernambuco 1983

Claudia Vilar, Simone Valença Duque, Mônica Lima, Mônica Oliveira, e Mônica Lima (Fotos: Assis)

Ontem fez 37 anos, que Mônica Cardoso Lima, de 19 anos e 1m71 de altura, de Igarassu, era eleita no Centro Convenções, Miss Pernambuco de 1983. Participaram do concurso 22 candidatas. Tivemos um show de Lucio Alves e Zazar Gomes. O concurso foi coordenado por Jorge Gomes de Sá. A apresentação foi de Carmen Peixoto e Albuquerque Pereira e a coreografia foi de Orlando Monford. O júri composto por 18 pessoas foi presidido pela primeira dama de Pernambuco, Jane Magalhães. Edilene Peixe foi eleita Miss Simpatia.

Nove misses no palco esperando o resultado final (Foto: Acervo de ML)

No Top 10 ficaram: Betânia Calado, Aldilene Lopes, Silvana Alves, Luciene Costa, Miriam da Fonte, Mônica Cardoso Lima, Mônica Queiroz Oliveira, Claudia Villar, Fabiana Teixeira e Karla Vieira. E o resultado final foi 1º lugar Mônica Cardoso Lima, em 2º lugar Mônica Queiroz Oliveira, em 3º lugar Claudia Villar, em 4º lugar Fabiana Teixeira e em 5º lugar Karla Vieira.

Maria Aldenice Duarte Miss Academia Diógenes Moraes (Foto: Divulgação)

Participaram do concurso Maria Aldenice Duarte (Academia Diógenes Moraes), Betânia Calado (Água Preta), Fabiana Teixeira (Arcoverde), Claudia Vilar (Bonito), Ana Maria Amaral (Buique), Aldilene Lopes (Cabo de Santo Agostinho), Silvana Alves (Caruaru), Maria Raquel Lima (Clube dos Castores), Mônica Queiroz de Oliveira (Clube Internacional do Recife), Marinalva Tenório (Clube Nassau), Rejane Cavalcanti (Clube Náutico Capibaribe).

Claudia Vilar, Monica Lima e Mônica Queiroz (Foto: Assis)

E ainda Maria José Barros (Escada), Edilene Peixe (Goiana), Mônica Cardoso Lima (Igarassu), Karla Vieira (Itamaracá), Silvia Moura (Olinda Praia Clube), Sara Moreira de Carvalho (Palmares), Wilma Bezerra (Pesqueira), Luciene Costa (Receptivos Promove), Roselis de Souza (Ribeirão), Miriam da Fonte (Termas Biarritz) e Nathia Gomes (União Colégio e Curso).

Dez das 22 misses de traje de noite (Foto: Acervo de ML)

Flashes

O ex-presidente da Petrobras e do Banco do Brasil, Aldemir Bendine, foi condenado por corrupção. Ele não está nem ai, pois o Supremo absolve.

O show de Zizi e Luiza Possi no Teatro Guararapes, que seria no próximo sábado foi transferido para o dia 27 de novembro.

A Miss Universo de 1963, Ieda Maria Vargas, passou o Dia das Mães com os filhos Rafael e Fernanda, em Gramado, no Rio Grande do Sul.

Ieda Vargas com os filhos Rafael e Fernanda Athanasio (Foto: Face)

A deputada estadual, Clarissa Tercio, está sendo vitima de perseguição porque está falando a verdade.

Muito bom o artigo A Realidade Além da Ficção, do jornalista José Adalberto Ribeiro, no blog de Magno Martins.

Cuba deu um upgrade. Os concursos de beleza eram proibidos por Fidel Castro, com sua morte as garotas e os garotos voltaram à passarelas.