Fernando Machado

Blog

Tag sanfoneiro

Parabéns

Hoje, 14, Dia de Santa Elisabete Ana Bayley Seton, aniversariam jornalista Sanelvo Cabral, o executivo José Eudes de Araujo Lima, arquiteto J. A. Hawaitt, o safoneiro Cezinha do Acordeom, o administrador de empresas Francisco de Biasi,

A chef Beth Ithamar (Foto: Fernando Machado)

De volta para o passado

Há 85 anos, nascia na Inglaterra, a atriz Belinda Lee, que morreu no dia 14 de fevereiro de 1961.

Há 80 anos, morria o vigário da Torre, Padre Euclides Cavalcanti Landin, com 52 anos.

Há 70 anos, nascia na Paraíba, o sanfoneiro João Severo da Silva, que morreu no dia 11 de março de 2015.

Eloisas Menezes e Maria de Lourdes Monteiro (Fotos: Manchete)

Há 63 anos, Eloisa de Oliveira Menezes, do Clube Caiçaras, era eleita no Maracanãzinho, Miss Distrito Federal de 1957. A favorita Maria de Lourdes Monteiro ficou no 3º lugar.

Há 30 anos, morria em Pernambuco, o jornalista Arthur Malheiros, que nasceu no dia 2 de novembro de 1917.

Flashes

Martha Vasconcellos, Miss Universo de 1968, escreveu dois artigos para a Brazilian Magazine, de Massachusetts, sobre o COVID 19 e sobre a Gratidão.

Nasceu nesta segunda-feira, no Hospital e Maternidade São Luiz – Unidade Itaim, Eduardo, filho do ator Julio Rocha e Karoline Kleine.

O sanfoneiro Yago Santana movimenta a sua primeira live solidária, para três entidades de Goiana, hoje, às 19h, via seu canal no youtube.

O presidente da Sociedade dos Amigos da Marinha de Pernambuco, Romero Neves Silveira de Souza, foi agraciado com Ordem do Mérito Naval.

Grace e Francisco Rosário comemoram ontem 39 anos de casados. O casamento aconteceu na Paróquia Militar de Nossa Senhora do Sameiro, em Belém do Pará.

Anotações do Cotidiano

O sanfoneiro, Yago Santana, 24 anos, por conta do momento de isolamento social, devido à pandemia da Covid-19, despertou ainda mais o seu lado compositor. Entre as diversas canções criadas nestes quase três meses de confinamento, surgiu a Coronga Song, que evoca o momento político que o Brasil está enfrentando e as situações das pessoas que precisavam trabalhar neste São João e não vão poder como é o caso, entre outros, da classe artística. Yago já passou pelo Conservatório Pernambucano de Música e toca vários instrumentos, além da sua tradicional sanfona.

O sanfoneiro Yago Santana (Foto: Divulgação)

Cerca de cento e vinte famílias de pessoas desaparecidas receberam cestas básicas, preparadas por voluntários da Cruz Vermelha Brasileira – São Paulo. Parte destas famílias participa de Programa de Acompanhamento realizado pelo Comitê Internacional da Cruz Vermelha, por meio do seu programa de Pessoas Desaparecidas e suas Famílias. Para a gerente de Voluntariado e Projetos Sociais da CVB/SP, Marina Dauar, é importante ajudar com os alimentos essas pessoas que já estão abaladas emocionalmente e em situação de vulnerabilidade, condição agravada com a pandemia.

  • 1 2 7