Fernando Machado

Blog

Tag sanfoneiro

De volta para o passado

Há 85 anos, nascia na Inglaterra, a atriz Belinda Lee, que morreu no dia 14 de fevereiro de 1961.

Há 80 anos, morria o vigário da Torre, Padre Euclides Cavalcanti Landin, com 52 anos.

Há 70 anos, nascia na Paraíba, o sanfoneiro João Severo da Silva, que morreu no dia 11 de março de 2015.

Eloisas Menezes e Maria de Lourdes Monteiro (Fotos: Manchete)

Há 63 anos, Eloisa de Oliveira Menezes, do Clube Caiçaras, era eleita no Maracanãzinho, Miss Distrito Federal de 1957. A favorita Maria de Lourdes Monteiro ficou no 3º lugar.

Há 30 anos, morria em Pernambuco, o jornalista Arthur Malheiros, que nasceu no dia 2 de novembro de 1917.

Flashes

Martha Vasconcellos, Miss Universo de 1968, escreveu dois artigos para a Brazilian Magazine, de Massachusetts, sobre o COVID 19 e sobre a Gratidão.

Nasceu nesta segunda-feira, no Hospital e Maternidade São Luiz – Unidade Itaim, Eduardo, filho do ator Julio Rocha e Karoline Kleine.

O sanfoneiro Yago Santana movimenta a sua primeira live solidária, para três entidades de Goiana, hoje, às 19h, via seu canal no youtube.

O presidente da Sociedade dos Amigos da Marinha de Pernambuco, Romero Neves Silveira de Souza, foi agraciado com Ordem do Mérito Naval.

Grace e Francisco Rosário comemoram ontem 39 anos de casados. O casamento aconteceu na Paróquia Militar de Nossa Senhora do Sameiro, em Belém do Pará.

Anotações do Cotidiano

O sanfoneiro, Yago Santana, 24 anos, por conta do momento de isolamento social, devido à pandemia da Covid-19, despertou ainda mais o seu lado compositor. Entre as diversas canções criadas nestes quase três meses de confinamento, surgiu a Coronga Song, que evoca o momento político que o Brasil está enfrentando e as situações das pessoas que precisavam trabalhar neste São João e não vão poder como é o caso, entre outros, da classe artística. Yago já passou pelo Conservatório Pernambucano de Música e toca vários instrumentos, além da sua tradicional sanfona.

O sanfoneiro Yago Santana (Foto: Divulgação)

Cerca de cento e vinte famílias de pessoas desaparecidas receberam cestas básicas, preparadas por voluntários da Cruz Vermelha Brasileira – São Paulo. Parte destas famílias participa de Programa de Acompanhamento realizado pelo Comitê Internacional da Cruz Vermelha, por meio do seu programa de Pessoas Desaparecidas e suas Famílias. Para a gerente de Voluntariado e Projetos Sociais da CVB/SP, Marina Dauar, é importante ajudar com os alimentos essas pessoas que já estão abaladas emocionalmente e em situação de vulnerabilidade, condição agravada com a pandemia.

De Volta para o Passado

Há 100 anos, nascia nos Estados Unidos, a cantora Peggy Lee, que morreu no dia 21 de janeiro de 2002.

Há 90 anos, se apresentava no Gabinete Português de Leitura, o violinista Leonardo Autuori.

Há 90 anos, nascia na Paraíba, o sanfoneiro Sivuca (Severino Dias de Oliveira), que morreu no dia 14 de dezembro de 2006.

Há 85 anos o Barroso vencia o Náutico por 2 x 0 no waterpolo, na piscina aberta do Cais de Santa Rita (Rio Capibaribe). Barroso jogou com Costa, Portella, Santarita, Maranhão, Raul, Mariano e Pedro e o Náutico com Roberto, Vavá, Granville, Dick, Plácido, Milton, Frederico e Barros.

Há 85 anos, no Imperial Cassino, da Avenida Alfredo Lisboa, acontecia o show Uma Noite em Tóquio, com a vedete francesa Lydia Yvonne.

Há 85 anos, morria no Recife, aos 27 anos, Manoel Santos Cajueiro Filho, que nasceu em Bezerros.

Há 80 anos, era inaugurada pelo prefeito Antônio Novaes Filho, a Avenida Caxangá, considerada a mais longa linha reta do Brasil, tem 6,2 quilômetros. Sua construção se deve a um relatório do engenheiro francês Louis Léger Vauthier, de 1843, enumerando as vantagens de estradas no Recife. No século XIX era chamada Estrada de Paudalho.

  • 1 2 7