Fernando Machado

Blog

Tag livro

De Volta para o Passado

Há 155 anos, o escritor Lewis Carroll lançava o livro Alice no Pais das Maravilhas.

Há 135 anos, nascia na Rússia, o cineasta Louis B. Mayer, que morreu no dia 29 de outubro de 1957.

Há 120 anos, nascia nos Estados Unidos, o cantor Louis Armstrong, que morreu no dia 6 de julho de 1971.

Há 110 anos, nascia nos Estados Unidos, a atriz Glória Stuart, que morreu no dia 26 de setembro de 2010.

Há 80 anos, acontecia o torneio inicio de basquete, com a participação do Flamengo, America, Tramways, Nautico, Barroso, Brigada Militar, Faculdade de Medicina, APA e EAMPE. O campeão foi o Tramways, com Bermudes, Furlan, Domingos, Salvio e J. Silva.

Há 80 anos, morria em Pernambuco, o medico Arnóbio Marques, que nasceu no dia 20 de fevereiro de 1866.

Há 25 anos, morria nos Estados Unidos, a atriz Eva Gabor, que nasceu no dia 11 de fevereiro de 1921.

Anotações do Cotidiano

A dermatologista Sarita Martins manda outra dica: “Outra doença que está aparecendo muito, na pandemia do novo coronavírus, é a dermatite seborreica. Como o nome já diz, acomete áreas seborreica do corpo: couro cabeludo, sobrancelhas, orelhas e lados do nariz. Trata-se de uma vermelhidão com descamação. A causa não é totalmente conhecida e a inflamação tem um caráter genético. Há, contudo, vários gatilhos como a fadiga ou estresse emocional, baixa temperatura, álcool, medicamentos e excesso de oleosidade”.

Walter Casagrande lança sua biografia (Foto: Reprodução)

Travessia, novo livro de Walter Casagrande Jr, escrito ao lado do amigo e jornalista Gilvan Ribeiro, será lançado no próximo dia 30, pela Globo Livros. A obra parte do comovente depoimento de Casagrande durante a final da Copa do Mundo de 2018, quando revelou ter passado sóbrio todo o período da competição. Com depoimentos reveladores de amigos famosos, como Paulo Miklos, Nasi e Nando Reis, o livro também traz detalhes da relação amorosa com Baby do Brasil.

Flashes

Hoje, às 19h, no @escom.ma., tem a Live da publicitária Rebeca Azulay e do consultor político Fred Perillo sobre As campanhas eleitorais na Pandemia. E agora?

Maria Helena Leal Lopes, 2º lugar no Miss Guanabara de 1970, manda um recado agradecendo a postagem do concurso. “Foi uma época boa, mas passou”, confidencia.

Tânia Spinelli Voogd é a mais nova Cidadã dos Estados Unidos, para tal estudou muito a história daquele país. Parabéns, amiga.

Tânia Spinelli na comemoração sábado, na casa da sua filha Cathe, em  Washington D.C, e Maria Sanchez-Carlo (Foto: Instagram)

Jorge Araújo estreia, no programa Ligação Direta, que vai ao ar das 7 às 9, na rádio Feliz FM, 92.3. O comunicador integra o time ao lado de Marcelo Carvalho e Emídio Pinto.

O jornalista Flávio Ricco passa a integrar o time de colunistas do portal R7, com publicações diárias, além de um podcast e um programa multiplataforma.

Nelson Franca Ribeiro afirma que continuam muito boas, as vendas do Livro sobre Clementina Duarte, publicado pela CEPE. Em 2021, está programa uma segunda edição.

Esquinas do Mundo

Nos últimos 30 anos, a arquitetura autoral tem sido a grande companheira de vida de João Uchôa. À frente da CICLO Arquitetura, ele assina projetos singulares, como os principais palcos e estruturas do Rock in Rio, a Cidade do Samba, o BioParque do Rio (antigo RioZoo), o Bar do Zeca, Centro de Treinamento do Flamengo, Hotel Le Canton e muitos outros. São cenários e edificações que ajudaram a mudar a paisagem urbana em diferentes cidades e espaços públicos. Essa trajetória profissional agora é contada em livro, P.A. 11 – Arquitetura, arte e ralação, reunindo trechos autobiográficos e dicas para jovens arquitetos. A obra estará disponível a partir do próximo dia 16 em formato e-book nas plataformas da Amazon.

O arquiteto João Uchoa em tempo de lançamento de livro (Foto: Divulgação)

A BrazilFoundation e a Conservação Internacional (CI-Brasil) se unem para o lançamento de uma ação global para mobilizar recursos e oferecer ajuda humanitária aos povos indígenas e tradicionais da Amazônia brasileira. A ação Amazônia Sempre tem a meta de arrecadar R$ 5 milhões para financiar organizações sociais que desenvolvem projetos voltados para atender as necessidades destas populações e para a proteção da biodiversidade local, principalmente durante a pandemia da Covid-19 que ameaça suas vidas e seus meios de subsistência. Os recursos beneficiarão organizações que trabalham junto a populações indígenas, quilombolas e ribeirinhas para impulsionar o desenvolvimento social e econômico local, conciliando a proteção da natureza.