Fernando Machado

Blog

Tag espetáculo

Victor Moreira um Ícone da Moda

Victor Moreira no seu apartamento (Foto: Fernando Machado)

O mundo da moda nordestina está de luto com o falecimento, ontem, do famoso figurinista e cenógrafo Victor Moreira. Deixa um legado muito importante. Victor que nasceu no dia 3 de março de 1934 era dentista, mas sua incursão na moda começou no tempo da Faculdade de Odontologia, quando desenhou uma coleção de moda para um desfile organizado pelos colegas da Universidade do Recife, com renda para os desabrigados das cheias do Recife.

Victor Moreira em conversa com o figurinista Dener (Foto: Acervo Pessoa)

Escrever sobre Victor é muito fácil. Nos carnavais desenhou muitas fantasias e para os concursos de misses criou modelos deslumbrantes para Dione Oliveira Miss Pernambuco de 1959, Maria Edilene Torreão Miss Pernambuco de 1960 e Maria Lucia Santa Cruz Miss Pernambuco de 1961. Paralelamente escrevia, semanalmente, um coluna de moda para o Jornal do Commercio. Também apresentava um programa na TV Jornal do Commercio, e entre os entre os entrevistados lembramos a de Dener Pamplona de Abreu.

Victor Moreira alguns dos seus croquis de noivas e trajes de sociais (Foto: Fernando Machado)

No Náutico, clube que frequentava, fez elogiadas decorações para as festas carnavalescas e juninas da agremiação. Nos anos setenta seguiu para Fortaleza onde fez muito sucesso, depois de vários anos voltou para o Recife. Com a dificuldade de mostrar seu trabalho às novas gerações, o figurinista publicou o livro A Arte de Victor Moreira, editada pela CEPE e lançado em fevereiro de 2018, no Museu do Estado. Adorava tomar chá no seu apartamento e conversar sobre o glamour da nossa cidade nas décadas passadas.

Victor Moreira no seu programa no Canal 2 (Foto: Divulgação)

Na Paixão de Cristo de Nova Jerusalém, Victor Moreira teve uma participação destacada desde o princípio, quando o espetáculo era realizado pelas ruas do vilarejo de Fazenda Nova em 1954. Ele participou da criação dos projetos arquitetônicos dos cenários monumentais da cidade-teatro e, ao longo dos anos, foi responsável pela concepção do rico figurino da peça teatral. Apesar da idade, Victor Moreira ainda fazia parte da equipe da Paixão, prestando consultoria a figurinista Marina Pacheco, neta de Diva e Plínio Pacheco, idealizadores e construtores da cidade-teatro de Nova Jerusalém, que coordena o figurino do espetáculo.

Victor Moreira no seu ateliê (Foto: Rogério Alves)

Anotações do Cotidiano

No próximo dia 17, na Sé de Olinda, às 19h, teremos a ordenação presbiteral de três novos padres da Arquidiocese de Olinda e Recife. O Arcebispo dom Fernando Saburido presidirá a solenidade, ordenando os então diáconos temporários João Batista Aragão, Rubens Brito e Veridiano Quirino. Os jovens fizeram seus estudos no Seminário Nossa Senhora da Graça na Várzea e cursaram Teologia e Filosofia na Unicap.

O espetáculo Trabalho Infantil não tem Graça, está se apresentando nas escolas municipais  de Camaragibe, todo esse mês. O projeto que deu o nome da peça tem o patrocínio e a realização da Prefeitura Municipal de Camaragibe. O texto é de Magal Melo e a direção de Emanuel David D’ Lucard. No elenco: Emanuel David D’ Lucard, Euclides Farias, Fabiana Souza, Geraldo Barros, Juvino Agner, Livia veiga, Maria Castiel , Patricia Assunção e Pedro Dias.

Fatos Diversos

Hoje, no Restaurante Pobre Juan, no RioMar, acontece almoço para conhecer a programação da HFN – Hotel & Food Nordeste, que acontece de 6 a 8 de novembro no Centro de Convenções de Pernambuco com realização da Insight Feiras & Negócios, Abrasel e ABIH.

Pedro Oliveira e Thina Cunha homenageiam, hoje, às 21h, na Blue Angel, o compositor Vinícius de Moraes. Como é o Dia Nacional da Poesia, eles encenam o espetáculo Vinícius Embaixador de Moraes. A produção é de Betinha Emerenciano e a direção musical de Múcio Callou.

Noticias de Sergipe

Todos os anos, no dia 12 de outubro, fiéis vindos de todos os cantos do país participam da segunda maior romaria a pé do Brasil, no município sergipano de Nossa Senhora Aparecida. São muitos os milagres, graças, pedidos, agradecimentos, histórias de luta, alegria e vitória que marcam os 16 anos da tradicional romaria, que sai do Povoado Queimadas, em Ribeirópolis, em direção a sede do município que leva o nome da santa, transformando os cerca de 8 km da rodovia estadual em um caminho de fé e devoção. No dia da romaria, a população de cerca de 9 mil habitantes se junta aos mais de 100 mil romeiros, transformando assim a paisagem do pacato município do agreste sergipano em um local de grandes manifestações de fé.

A procissão de Nossa Senhora Aparecida (Foto: Divulgação)

A atriz Isabel Santos (Foto: Divulgação)

Depois do grande sucesso do espetáculo Senhora dos Restos que estreou em agosto de 2014 no Teatro Atheneu e desde então seguiu uma estrada de sucesso, participando de todos os festivais realizados em Sergipe e em diversos outros espalhados pela região nordeste, o espetáculo segue em cartaz. Em 2017 foi indicado a 7 prêmios no Festival Primavera do Teatro em Guarabira na Paraíba, recebeu 3 prêmios: Melhor Atriz, Melhor Espetáculo, Melhor Cenografia. Isabel Santos estreou a temporada do novo espetáculo Piedade, a seu dispô quinta-feira, no Museu da Gente Sergipana, dentro do Projeto Teatro no Museu. As apresentações acontecerão nos dias 10, 17,24 e 31 de outubro.