Fernando Machado

Blog

Tag elegante

O Vetro Bistrot = Bom Gosto

Por convite de Sheila Wanderley e João Alberto, que estão cada vez mais apaixonados, fui almoçar domingo no Vetro Bistrot. Boa Viagem ganhou um novo local gastronômico, por sinal muito bonito e cheio de charme. Estamos nos referindo ao restaurante de Luiz Moreira e Marcela Brandt. A decoração, grifada por Humberto Zirpoli, está sensacional. Destaque para as vigas de madeiras, que caem do teto sobre algumas mesas, e muitos toques de vidros, a final de conta vetro em italiano, significa vidro.

O chef Miguel Castilho e restaurateur Luiz Moreira (Foto: Sheila Wanderley)

O Vetro é categorizado elegante e charmoso. As porcelanas são da Vista Alegre by Portugal. Os talheres BSF são de pratas by Alemanha. O cardápio grifado pelo chef argentino Miguel Castilho, é de a gente comer rezando. No cardápio temos 12 opções de entradas; dois tipos de saladas; 14 opções de risotos e pastas; 9 tipos de carnes e peixes; e 7 tipos de sobremesas. No Vetro cabem 90 pessoas. Outro detalhe: o porta mascara, é très chic. Aliando tudo isso, estão à simpatia e a hospitalidade de Luiz Moreira.

De volta para o passado

Há 95 anos, nascia em São Paulo, a culinarista Ofélia Anunciato, que morreu no dia 26 de outubro de 1998. (Foto: Denise Adams – Estadão)

A cantora Dulcinea Paraense (Foto: Diário da Manhã)

Há 80 anos, acontecia na residência do senhor Agnaldo Lins, da Rua Fernandes Vieira, recital da cantora Dulcinea Paraense.

Há 60 anos, Alex apresentava as 10 moças mais elegantes de 1959: Ana Lucia Chaves, Cecilia Cruz Ramos, Dayse Helen Smith, Dirce Revoredo, Helena Garcia, Lucia Helena de Lima Cavalcante, Slamad Fernandes, Sonia Vasconcelos, Violeta Botelho e Voleta Costa.

Há 60 anos, Altamiro Cunha apresentava a lista das 10 mulheres mais elegantes de 1959; a Hors Concours Cecilia Brito Azevedo. Audara Oiticica, Carmita Brito, Candida Cairutas, Célia Martins Ferreira, Cristina Guimarães Ribeiro, Dulce Sampaio, Edna Nery da Fonseca, Helena Perez, Lidia Bertão, Lilia Pacifico Pereira, Madalena Freyre, Marly Mota, Marta Roesler, Nádia Lucena e Melo e Yara Loyo.

Há 35 anos, morria em Pernambuco, o figurinista Jurandy Ferreira de Oliveira, que nasceu no dia 8 de agosto de 1932.

As Bodas de Prata de Liana e Mauricio

Liana e Mauricio Gama (Foto: Fernando Machado)

O cirurgião plástico Mauricio Gama e sua Liana comemoraram suas Bodas de Prata com um jantar, sexta-feira, chiquérrimo no seu bonito apartamento da Avenida Boa Viagem, que fica debruçado para o mar. Eles receberam os convidados, somente a família e os padrinhos da cerimônia realizada no dia 21 de dezembro de 1994, na Igreja da Madre Deus. Liana usou na cerimônia um modelo da modista Lourdes Fernandes. No jantar estava em grande noite num modelo branco by Iorane.

Gabriel e Lúcia Bacelar (Foto: Fernando Machado)

Bruno e Liana e Durval Bacelar (Foto: Fernando Machado)

Mauricio também estava elegante by Hugo Boss, recebia os convidados com as filhas Camila by Animale, Gabriela by Rosa Chá e Cecilia by Animale. A decoração do apartamento estava maravilhosa, cujo projeto foi do arquiteto Humberto Zirpoli, foi grifada por Náiade Lins. Que utilizou tulipas, rosas e orquídeas vermelhas e altromelias brancas. Não esquecer no seu casamento da Madre Deus, Maria Odete Souto usou também flores vermelhas.

Luciana e Durval Bacelar (Foto: Fernando Machado)

Isabella Santini, Paula Dubeux Bacelar e Márcia Moura (Foto: Fernando Machado)

Primeiro tivemos como fundo musical Renildes ao violino e Henrique no violoncelo. Depois assumiu as picapes o DJ Peterson Stangl. Tivemos um momento muito emocionante, quando as filhas Camila, Gabriela e Cecília, ao som de Samewhere Over the Rainbow, para reavivar a memória, trilha sonora do filme O Mágico de Oz, falaram sobre os pais. Depois entregaram uma joia para eles. Mauricio e Liana agradeceram. Foi bonito demais.

Karina e Marcelo de Lucas Simon Filho (Foto: Fernando Machado)

Camila e Bruno Tude de Melo (Foto: Fernando Machado)

O jantar de se comer ajoelhado para Nossa Senhora do Menino de Jesus, foi da Arcádia. No bufê volante lichia com creme cheese e caviar; massa filo com mascarpone e cebola glaceada; cestinha de Prima Donna com maçã e canela; corneto de parmesão com peito de peru defumado, geleia de damasco e amêndoas. No bufê montado tinha salada Monte Cristo com camarão; ceviche de peixe branco no perfume de limão siciliano.

Luiz Felipe de Lucas Simon e Cecília Gama (Foto: Fernando Machado)

Gabriela Gama e Diego Ledo (Foto: Fernando Machado)

Ainda brie folhado com geleia de damasco; pudim de bacalhau; pera à Califórnia com molho de passa, terrine de salmão e creme cheese temprado; patê de fígado de ave com geleia de jabuticaba; arroz de pato e filé mignon fatiado com cebolas ao mel, cenoura caramelada e molho demi glace, arroz pilaf e linguine maçaricado com queijo parmesão, ao molho (pesto ou camarão).

Gabriel Bacelar Neto e Maria Carolina Simon (Foto: Fernando Machado)

Artur, Marina, Gustavo, Ana Paula e Marcelo Gama (Foto: Fernando Machado)

E como sobremesas bolo de chocolate de Lucinha Cascão, cassata by Suely Renda e docinhos de Lana Bandeira. Caso “inventor da coluna social moderna” o norte-americano Walter Winchell  (1897/1972) tivesse na festa com certeza diria “Vocês sabem receber muito bem”. São festas como estas que nos remetem ao Recife do Glamour. Parabéns, Liana e Mauricio.

Mauricio e Liana na Madre Deus em 21 de dezembro de 1994 (Foto: Acervo da Família)

 

De volta para o passado

Há 100 anos, a jovem Esther Lobo era escolhida a mais elegante e bonita do Recife, pelo Jornal do Recife.

Há 90 anos, chegava ao Recife, o cruzador alemão, Emden, sob o comando de Ricardo Foerster.

Há 80 anos, acontecia no Teatro de Santa Isabel, apresentação da Jazz Band Acadêmica de Pernambuco, que no dia seguinte viajaria até Fortaleza, no Ceará.

Oscar Borel é o primeiro da imagem (Foto: Diário da Manhã)

Há 80 anos, chegava ao Recife, a fim de participar do IV Concurso Aquático, promovido pelo DP, o nadador Oscar Borel, que começa no dia 23 de janeiro.

Há 80 anos, nascia em São Paulo, Robertinho do Acordeon (José Carlos Ferrarezi), que morreu no dia 3 de janeiro de 2006.

Há 75 anos, morria em Pernambuco, o jornalista Antonio Chaves Martins, que nasceu no Pará em 29 de janeiro de 1888.