Fernando Machado

Blog

Tag diplomas

Parabéns, APL e Margarida!

a-rafael-margarida-andrea-canterelli

Margarida Cantarelli entre o filho, Rafael e a nora Andréa (Foto: Fernando Machado)

a-fatima-quintas-vicente

Fátima Quintas e o filho Vicente (Foto: Fernando Machado)

a-auxiladora-joão-carlos-paes-mendonça

Auxiliadora e João Carlos Paes Mendonça (Foto: Fernando Machado)

Há 115 anos, a Praça da Concórdia, atualmente Praça Joaquim Nabuco, no bairro de Santo Antônio, parecia tranquila, mas no prédio diante dela, um grupo de intelectuais instalava na sede do Instituto Arqueológico, Histórico e Geográfico Pernambucano, a Academia Pernambucana de Letras, aos moldes da Academia de Letras da França. Na presidência estava Joaquim Maria Carneiro Vilela, que fez um discurso, assim como o orador oficial Carlos Porto Carreiro. Prestigiou a sua fundação o governador Antônio Gonçalves Ferreira.

a-praça-joaquim-nabuco2

A Praça da Concórdia atualmente Praça Joaquim Nabuco (Foto: Revista IAHGP)

a-heliana-coutinho-paulo-maranhão

Heliana Coutinho e Paulo Maranhão (Foto: Fernando Machado)

A APL nasceu com apenas 20 cadeiras, atualmente tem 40, Antônio Barbosa Viana (1), João Gonçalves Junior (2), Bianor de Medeiros (3), Carlos Porto Carreiro (4), Gervásio Fioravanti (5), Artur Orlando da Silva (6), João Regueira da Costa (7), Carneiro Vilela (8), Pereira da Costa (9), Eduardo Carvalho (10), Alfredo Ferreira de Carvalho (11), José de Almeida Cunha (12), José Izidoro Martins Souto (13), Henrique Pereira de Melo (14), Ernesto de Paula Santos (15), Farias Neves Sobrinho (16), Sebastião Galvão (17), Luiz de França Pereira (18), Manuel Freire (19) e Celso Pereira (20).

a-elyanna-caldas-silveira-marta-dubeux

Elyanna Caldas e Marta Perez Dubeux (Foto: Fernando Machado)

a-gladstone-vieira-belo-ana-lucia

Gladstone Vieira Belo e Ana Lúcia (Foto: Fernando Machado)

Sem dúvida a criação da Academia Pernambucana de Letras, ou como é chamada Casa Carneiro Vilela, que apesar do prestigio com os imortais teve um reinado muito curto, 11 dias, de 26 de janeiro a 6 de fevereiro de 1901. Terça-feira, depois de 115 anos, sem a presença do governador Paulo Câmara, representado pelo vice Raul Henry, aconteceu a posse de Margarida Cantarelli cuja cadeira é nº 9, fundada pelo historiador Pereira da Costa, como presidente da Casa, entrega de prêmios literários e de diplomas aos amigos que apoiaram a APL.

a-fatima-marcio-roland-heise-nilson-ananias-lourenço-lima

Fátima e Marcio Roland Heise, Nilson Ananias e Lourenço Lima (Foto: Fernando Machado)

a-leopoldo-raposo-maria-ismenia

Leopoldo Raposo e Maria Ismênia (Foto: Fernando Machado)

Foi uma cerimônia de quantidade e qualidade, cerca de 500 pessoas foram prestigiar o aniversário da APL e posse de Margarida Cantarelli, num modelo do Corte Inglês adquirido em Portugal. O mestre de cerimônia foi o eficiente Kiryl Muniz, que convidou diversas autoridades para compor a mesa principal. Depois tivemos a execução do Hino Nacional Brasileiro e logo a seguir a abertura da sessão solene presidida pela acadêmica Fátima Quintas. Na sequencia o acadêmico Admaldo Matos de Assis fez a saudação aos agraciados do Prêmios Literários e à nova diretoria.

a-laurindo-ferreira-mirella-martins

Laurindo Ferreira e Mirella Martins (Foto: Fernando Machado)

a-marly-sergio-mota-geralda-farias

Marly Mota e o filho Sérgio com Geralda Farias (Foto: Fernando Machado)

O acadêmico Roque de Brito Alves entregou o premio Antônio de Brito Alves para Flávio Henrique Brayner. Fátima Quintas entregou o Prêmio Amaro Quintas para Paulo Santos de Oliveira. Sônia Marques recebeu o Prêmio Edmir Domingues. Paulo Santos de Oliveira o Premio Elita Ferreira. O acadêmico Amaury de Medeiros entregou o Premio Waldemar Lopes para Paulo Camelo Almeida, que discursou em nome dos agraciados dos prêmios.

a-admaldo-matos-conceição

Admaldo Matos de Assis e Conceição (Foto: Fernando Machado)

a-nancy-freitas-cecilia-maciel-gadelha

Nancy Freitas e Cecilia Maciel GAdelha (Foto: Fernando Machado)

A partir dai Fátima Quintas entregou os Diplomas para Elyanna Caldas, Gerson de Aquino Lucena Junior, Francisco de Assis Nunes, Raphaela Nicácio, Emanuele Alves, Adriano Cabral, Hilda Torres e Fernando Machado. Do Jornal do Commercio receberam Ivanildo Sampaio, Laurindo Ferreira, Cleide Alves e Mirella Martins. Pelo Diário de Pernambuco levaram o pergaminho Tiago Barbosa, Felipe Torres, João Alberto e Larissa Lins.

a-roque-de-brito-alves-nilzardo-carneiro-leão

Roque de Brito Alves e Reynaldo Carneiro Leão (Foto: Fernando Machado)

a-roberta-marcela-jungmann

Roberta Jungmann e a filha Marcela (Foto: Fernando Machado)

Pela Folha de Pernambuco ganharam diplomas Roberta Jungman, Tatiana Meira e Hugo Viana. Pela TV Globo faturaram Rafael Pimenta, Thais Toledo e Meiry Lanunce. Pela CEPE Ricardo Leitão e Ricardo Melo. Depois a presidente Fátima Quintas fez seu discurso de encerramento. E finalmente tivemos a posse e as palavras da nova presidente, Margarida Cantarelli. A parte solene terminou com a execução do Hino de Pernambuco.

a-sheila-wanderley-joão-alberto

Sheila Wanderley e João Alberto (Foto: Fernando Machado)

a-silvia-cavalcanti-maria-lecticia-cavalcanti

Silvia Couceiro Cavalcanti e Maria Lecticia Monteiro Cavalcanti (Foto: Fernando Machado)

Depois aconteceu um coquetel nos jardins da Academia Pernambucana de Letras, grifado pelo Portofino, leia-se Jane e Rafaela Suassuna. No cardápio, de se rezar para São Timoteo, tínhamos bobó de camarão com arroz de castanha; arroz de pato com cubos de manga grelhada, ravióli de maçã verde com queijo meia cura ao molho de gorgonzola e castanhas, lascas de filé mignon ao molho de vinho Bourdeaux, acompanhado de risoto de parmeggiano. Tudo isso regado a espumante Salton Brut, sucos de frutas da época e refrigerantes. O fundo musical, maravilhoso, foi com José Arimateia e o Quinteto de Prata.

a-tinani-almeida-anete-cunha-eliane-souto-carvalho

Tinane Almeida, Anete Cunha e Eliane Souto Carvalho (Foto: Fernando Machado)

a-marcelo-villocq-simone-enio-cantarelli-carlos-fernando-moreira-clara

Marcelo Villocq, Simone e Enio Cantarelli, Clara e Carlos Fernando Moreira (Foto: Fernando Machado)

a-kiryl-muniz-joão-aurelio-souza-zauby-ferreira

Kiryl Muniz, João Aurélio de Souza e Zauby Ferreira (Foto: Fernando Machado)

Parabéns, 7ª Região Militar!

a-marcio-roland-heise-fatima

O general Márcio Heise e Fátima (Foto: Fernando Machado)

a-tropa12

O desfile da tropa diante das autoridades (Foto: Fernando Machado)

Aconteceu ontem, pela manhã, no Quartel General no Engenho do Meio, a formatura alusiva ao centenário de criação da 7ª Região Militar. O local é um verdadeiro santuário ecológico, rodeado de palmeiras imperiais, ciprestes e outras árvores mais. Fundada em 23 de fevereiro de 1915, como 2ª Região Militar, depois virou 6ª Região Militar e finalmente em 7ª Região Militar, e tem como patrono Matias de Albuquerque.

a-hitomi-sekiguchi-fatima-heise

A cônsul do Japão Hitomi Sekiguche e Fátima Heise (Foto: Fernando Machado)

O primeiro comandante foi o general de brigada Joaquim Ignácio Baptista Cardoso e o atual é o general de divisão Márcio Roland Heise. O host da cerimônia foi o Major Mendonça que abriu os trabalhos dizendo que ela tem por finalidade comemorar o centenário de criação da 7ª Região Militar, Região Matias de Albuquerque. Na sequencia foi cantado a Canção do Exercito, de autoria do major Alberto Augusto Martins e de Teófilo de Magalhães.

a-marcelo-roland-heirse-carlos-alberto-meirelles-velho

Os comandante Márcio Heise e Carlos Alberto Meirelles Velho (Foto: Fernando Machado)

Coube a Banda de Musica do CMNE, sob a regência do tenente Rubens, dar aquele toque de pompa e circunstâncias, sem esquecer de patriotismo. E um coral formado por mais de mil vozes cantou: “Nós somos da Pátria a guarda, / Fiéis soldados, / Por ela amados. / Nas cores de nossa farda / Rebrilha a glória, / Fulge a vitória. / Em nosso valor se encerra / Toda a esperança / Que um povo alcança. / Quando altiva for a Terra / Rebrilha a glória, / Fulge a vitória”.

a-sandra-magalhães-fatima-heise-glaucia-ananias

Sandra Mattos, Fátima Heise e Gláucia Ananias (Foto: Fernando Machado)

Quando começou o refrão: “A paz queremos com fervor, / A guerra só nos causa dor. / Porém, se a Pátria amada / For um dia ultrajada / Lutaremos sem temor. / Como é sublime / Saber amar, / Com a alma adorar / A terra onde se nasce! / Amor febril / Pelo Brasil / No coração / Nosso que passe. / E quando a nação querida, / Frente ao inimigo, / Correr perigo, / Se dermos por ela a vida / Rebrilha a glória, / Fulge a vitória”, lembrei dos pracinhas da FEB, na Itália.

a-romulo-meneses-ronan-drummond

Rômulo Meneses e Ronan Drumond (Foto: Fernando Machado)

Na sequencia tivemos a entrega dos Diplomas do Círculo de Amigos da Região Matias de Albuquerque, que recebi quando o então comandante era o amigo General Nilson Ananias. Os agraciados este ano foram Carlos Eduardo de Oliveira Lima, Gildo Nunes Machado, Ivette Maria Buril de Macedo, Leonardo Gomes Menezes, Luciene Rafael de Aguiar, Simone Maria Araújo e Thiago Cezar Rocha Azevedo.

a-pollyanna-jose-antonio-de-sa

Pollyanna e José Antônio de Sá (Foto: Fernando Machado)

Ainda tivemos a fala do comandante General Marcio Heise, que entre outras coisas lembrou a Tomada do Monte Castelo pelos soldados da FEB. Claro que muitos destes heróis morreram combatendo pelo Brasil, aliás tinha alguns deles, vestidos a caráter, na solenidade. Aconteceu o Desfile da Tropa tendo como fundo musical o Hino a Guararapes e o Desfile Motorizado. O sol e calor intensos não desanimaram os convidados.

a-ines-pessoa-nise-pedroso-fatima-heirse-monica-lima-da-silva

Inês Pessoa, desembargadora Nise Pedroso, Fátima Heise e Mônica Lima da Silva (Foto: Fernando Machado)

E encerrando a parte militar surgiram no pátio 18 soldados da 2ª Companhia de Guardas, sob a batuta de dois outros, um no tarol e outro no bombo, para uma Ordem Unida sem Comando. Pense num momento onde a sincronização reinou do começo ao fim. Foi lindo demais e na despedida veio a consagração com os aplausos de todos. Quem deveria ter adorado esse momento de arte era o notável coreografo polaco Vaslav  Nijinsky (1889/1950).

a-ordem-unida

A Ordem Unida sem Comando (Foto: Fernando Machado)

Depois o comandante Marcio Heise à côté a esposa Fátima movimentou um coquetel, dos mais alinhados, no saguão superior do pavilhão do comando. O bufê foi assinado pela Crystal e no cardápio destacamos sunomomo com pepino e kane, salada de penne com camarão, caponata de berinjela, vários tipos de queijos, presunto e peru defumado. Agradeço a ajuda da tenente Mayara Azeredo para que pudéssemos escrever este artigo.

a-wellington-cavalcanti-mayara-azeredo

O subtenente Wellington Cavalcanti e a tenente Mayara Azeredo (Foto: Fernando Machado)

a-guarda--matias-albuquerque

A guarda de honra ao patrono Matias de Albuquerque (Foto: Fernando Machado)

Empresas & Negócios

Movidos pela solidariedade, alunos Cultura Inglesa, Casa Forte, Espinheiro, Caruaru e Petrolina, coordenados por Teresa Gueiros, movimentaram uma campanha social que arrecadou cerca de R$ 20 mil para a ONG Happy Child. O gesto solidário comoveu o consul geral britânico, John Doddrell, que concedeu diplomas de agradecimentos aos estudantes Ravi Manona, Luisa Cavalcanti, Ronara Barros, Ana Luiza Souza, Vitoria de Araújo e Raphael Scheinman.

Simonelly Vilela trouxe as tendências de Londres para o seu Ikat Studio de Beleza, que inaugura na próxima terça-feira, em Boa Viagem. Sua consultora de beleza Dalete Oliveira conta que os cabelos vêm com franjas bem marcada e nucas altas. Mas, a novidade fica por conta Sidecut, o corte de cabelo raspado nas laterais.

Noticias da Alemanha

Já está online o site Recognition in Germany (Reconhecimento na Alemanha) – serviço do Governo alemão que oferece informações atualizadas sobre a base jurídica e o procedimento para a obtenção de reconhecimento de diplomas universitários e das qualificações profissionais estrangeiras. Informações no www.anerkennung-in-deutschland.de.

Assim como www.make-it-in-germany.com, lançado em junho para atrair profissionais e superar a escassez de mão de obra qualificada – estrangeira ou não – na Alemanha, o Recognition in Germany também apresenta informações sobre o mercado de trabalho no país bem como aconselhamento, tanto pessoal quanto por meio de uma central telefônica de atendimento.