Fernando Machado

Blog

Tag cruz

De volta para o passado

Há 195 anos, Recife era elevada à categoria de Cidade.

Há 110 anos, era fundada no Brasil, a Cruz Vermelha.

Há 75 anos, morria no Rio de Janeiro, o medico Ulysses Pernambucano de Melo Sobrinho, que nasceu no dia 6 de fevereiro de 1892.

Há 75 anos, acontecia no Teatro de Santa Isabel, concerto sinfônico em homenagem ao governador Agamenon Magalhães. A solista foi a violinista Nair Roitman.

Há 70 anos, acontecia o III Circuito automobilístico de Boa Viagem. Participaram 10 concorrentes. O vencedor foi Anuar de Góes, em 2º lugar ficou Rubem Abrunhosa, em 3º lugar Manoel Ferreira (Maneca), em 4º lugar Mário Castro e em 5º lugar José Veloso.

Há 35 anos, morria no Rio de Janeiro, a Condessa Maurina Pereira Carneiro, que nasceu no dia 15 de agosto de 1899.

Santa Cruz é Supercampeão

Há 60 anos, o Santa Cruz era supercampeão pernambucano de futebol de 1958, ao vencer o Sport, na Ilha do Retiro, por 3×2. Os gols foram de Rudimar, Aldemar e Mituca pelo Santa Cruz; Carlos Alberto e Zé Maria pelo Sport. Quanta saudade do santinha daquela época.

O tricolor jogou com Anibal; Diogo e Sidney; Zequinha, Aldemar e Edmundo; Lanzoninho, Faustino, Rudimar, Mituca e Jorginho. O Sport com Manga; Bria e Osmar; Zemaria, Mirim e Pinheirense; Roque, Traçaia, Liminha, Carlos Alberto e Geo.

O time do Santa Cruz entrando no gramado rubro-negro (Foto: Diário da Noite)

Santa Cruz junta mais esta vitória

André de Paula e João Caixero (Foto: Fernando Machado)

O inesquecível jogador de futsal João de Deus Albuquerque e o radialista Pedro Luiz (Foto: Fernando Machado)

Maria Inês e Luiza Albanez, esta estava última aniversariando, depois de receberam a homenagem (Foto: Fernando Machado)

O Santa Cruz, leia-se João Caixero, movimentou quinta-feira, um jantar beneficente com renda para o Centro de Treinamento Rodolfo Aguiar, na própria sede do clube, no Arruda. Cerca de 250 tricolores deram uma prova de amor ao Clube das Multidões. O mestre de cerimônias foi o radialista Pedro Luiz Souza Leão. Tivemos entrega de títulos aos que colaboraram com o CT, apresentação do Balé Ágape, que tem à frente Yza Lins e o show da cantora Daniela Albuquerque.

Daniela Andrade que lançou seu CD e foi apresentada pelo pai, Edelson Andrade (Foto: Fernando Machado)

Luciano Veloso, Luiz Neto e Cuíca ídolos eternos do Santinha (Foto: Fernando Machado)

E João Caixero deve ter dormido satisfeito da vida, pois foi mais um jantar com gosto de vitória. O colorido das cores, encarnado, branco e preto, deu mais beleza ao ambiente. Muito bem João Caxeiro. O bufê foi do Spettus. A chef Cleide Serafim apresentou o seguinte cardápio: frios, farinha na mantegia, feijão verde, molho vinagrete, maionese de batata, saladas (Giuliano, Cesar e tropical de frutas e de palmito).

Edelson Neto, Edelson Barbosa, Goretti Lins e Douglas Delgado (Foto: Fernando Machado)

Emilia Bizarro e o sobrinho Hugo (Foto: Fernando Machado)

No item carne tínhamos picanha, maminha, linguiça de frango, fraldinha, alcatra, cupim (que estava de a gente comer rezando para Nossa Senhora da Conceição), costela de boi, pernil de carneiro, coxinha de frango, coração de frango e surubim. Impossível citar presenças mesmo destacaríamos os deputados André de Paula e Aluizio Lessa, vereador Antônio NetoTonico Araujo, os ex-jogadores do Santinha Luciano Veloso, Luiz Neto e Cuíca.

Antônio Neto e a professora de balé Yza Lins (Foto: Fernando Machado)

As bailarinas Yris Lins, Graziela Alecrim, Laura Luna, Poliana Marques e Viviane Lundgren (Foto: Fernando Machado)

E saí da sede do Clube das Multidões cantarolando a música do mestre Capiba (1904/1907), que se vivo fosse estaria lá com certeza: “Santa Cruz! Santa Cruz! / Junta mais esta vitória / Santa Cruz! Santa Cruz! / Ao teu passado de glória / És o querido do povo / O terror do Nordeste no gramado / Tuas vitórias de hoje / Nos lembram vitórias do passado / Clube querido da multidão / Tu és o Supercampeão”.

Os advogados Cláudio de Paula e Márcio Duque de Miranda (Foto: Fernando Machado)

Rodolfo Aguiar e Alexandre Mirinda (Foto: Fernando Machado)

Luiz Alexandre Fernandes, Louise Azevedo, Arthur, Beatriz e Victor Fonseca (Foto: Fernando Machado)

Santa Cruz campeão do Nordeste

Há um ano, o Santa Cruz ao empatar com o Campinense 1 x 1, no Estádio Amigão, em Campina Grande, era campeão do Nordeste. Os gols foram de Rodrigão (Campinense) e Arthur (Santa Cruz). Cerca de seis mil torcedores do Santa Cruz invadiram o campo para torcer pelo clube. O arbitro foi Jailson Macedo.

 

O Santa jogou com Tiago Cardoso, Vitor, Bruno Moraes, Nèris, Danny Moraes e Tiago Costa; Ulliam Correia, Leandrinho (João Paulo), Lelê (Wellington Cezar), Arthur, Grafite e Keno. O técnico era Milton Mendes. O Campinense com Glebson, Negretti, Joécio, Tiago Sala, Danilo, Fernando Pires, Magno, Jussimar (Tiago Pedra), Roger Gaucho (Adalgiso Pitbull), Raul (Filipe Ramón) e Rodrigão. O técnico era Francisco Diá.