Fernando Machado

Blog

Tag concurso

Miss Pernambuco de 1967: Vera Maria Silva

Há 53 anos, nos salões do Clube Internacional do Recife, acontecia a eleição de Miss Pernambuco de 1967, com renda revertida para o Instituto Guararapes leia-se Nair Borba. A vencedora foi Vera Maria Silva, Miss Clube Circulo Militar do Recife. As atrações da noite foram os cantores Claudionor Germano e Nadja Maria, além da orquestra de José Menezes.

Vera e Raiolanda Castelo Branco depois da entrega da faixa (Foto: Arquivo)

Participaram do concurso Vera Maria Silva (Circulo Militar), usou um modelo desenhado por Marcilio Campos e confeccionado pela Art Modas, Lourdinha Nunes (Clube Intermunicipal de Caruaru), Ieda Arruda Alencar (Clube Internacional), Maria das Graças Pinheiro (Náutico), Maria Amélia Almeida (Santa Cruz), Lúcia Santa Rita (Sport) e Meire Ferreira Lima (Clube Português).

Vera Maria Silva na praia de Boa Viagem diante de uma jangada (Foto: O Cruzeiro)

O júri formado pela consulesa da França, Jaqueline de Hanazel, Carmen Tartaruga, Eneida di Lemos, Zelia Peixoto, Abelardo Rodrigues, Edwal Carvalho e Hilton Mota, escolheu como a mais bela pernambucana a gaucha Vera Maria Silva, do Circulo Militar. Em segundo lugar ficou Maria das Graças Pinheiro (Náutico) e em terceiro lugar Lucia Santa Rita (Sport).

Vera Maria Silva desfilando no Internacional (Foto: O Cruzeiro)

Vera tinha um 1m68, 92cm de busto e quadris, não acreditou que tinha vencido e demorou a se dirigiu ao palco para receber a faixa da Miss Pernambuco de 1966, Raiolanda Castelo Branco. Informação importante: A favorita do público era Maria das Graças Pinheiro (Náutico), prima da Miss Pernambuco de 1961, Maria Lúcia Santa Cruz.

Os mais bonitos trajes Típicos

Exaltação dos Pampas de Ieda Vargas (Foto: Manchete)

Dois trajes típicos que me chamaram muito a atenção nos concursos de Miss Brasil. O primeiro foi a baiana criada pelo figurinista paraibano radicado em Pernambuco Marcilio Campos (1930/1991) para a Miss Brasil de 1961, Stäel Abelha de Minas Gerais. E o outro foi Exaltação dos Pampas grifado pelo figurinista Djalma dos Santos (1929/2013), para Ieda Maria Vargas, Miss Rio Grande do Sul, Miss Brasil e Miss Universo de 1963.

A baiana estilizada de Stäel Abelha (Foto: O Cruzeiro)

Lêda Rau vence o Miss DF 1956

No dia 19 de maio fará 64 anos que 17 candidatas disputavam o titulo de Miss Distrito Federal, no teatro do Hotel Quitandinha em Petrópolis. A promoção era dos Diários e Emissoras Associados, com o patrocínio da Organdy Paramount e dos maiôs Catalina. Os apresentadores foram Murilo Néri e Lourdes Mayer e a coordenação de Orlando Mota. As jovens desfilaram de traje de noite e depois de banho.

O Top 4: Dirce Moura, Beatriz Peixoto, Sylvia Pamplona e Lêda Rau (Foto: Manchete)

A vencedora foi Lêda Brandão Rau do Marã Esporte Clube, que nasceu no dia 21 de abril de 1936, 1m65, 57 quilos, busto 90, quadris 93 e cintura 60. No 2º lugar ficou Sylda Campbell Pamplona (Clube Militar), no 3º lugar Beatriz de Carvalho Peixoto (Vasco da Gama), e no 4º lugar Dirce de Lima e Moura (Clube dos Caiçaras).

Lêda Brandão Rau de traje de noite (Foto: Manchete)

A comissão julgadora foi formada pelo prefeito do DF Francisco Negrão de Lima, o prefeito de Petrópolis Flávio Castrioto, escritora Dinah Silveira de Queiroz, presidente da ABI Herbert Moses, o teatrólogo A. Accioly Netto, o escritor Malba Tahan, o diretor dos Diários Associados João Calmon, Alfredo Elchemer da Organdy Paramount e Alfred Blum dos maiôs Catalina.

Lêda Brandão Rau de traje de banho (Foto: O Cruzeiro)

Também participaram do concurso Elza Lya Potthoff (AABB), Maria de Fátima Baird Rosas (Curso de Biblioteconomia da Biblioteca Nacional), Lair Moreira (Madureira Tênis Clube), Lygia Maria Galdi (Grajaú Tênis Clube), Stella Marise de Miranda Gobel (Faculdade Nacional de Filosofia), Arisni Maria Aquino de Oliveira (Clube Municipal), Tania Nizzo (Botafogo Futebol e Regatas).

O Top 17 (Foto: O Cruzeiro)

E ainda Maria Eloá Menezes de Castro (Fluminense Futebol Clube), Selma de Azevedo Fonseca (Clube dos Funcionários do IAPETC), Tutsi Bertrand (Sociedade Hípica Brasileira), Gilda da Silva Veloso (Clube Leblon), Manira Curi (Associação Atlética Vila Isabel) e Maria François de Faria (Escola Nacional de Educação Física). A vencedora foi enfaixada pela Miss Distrito Federal de 1955, Elvira Wilberg.

Miss Pernambuco de 1960

Hoje me deu saudades do concurso de Miss Pernambuco de 1960. A primeira candidata a se inscrever foi Maria Edilene Torreão. Tinha 18 anos e 1m71 de altura. No ano anterior Maria Edilene disputou o Miss Pernambuco como representante do Clube Náutico Capibaribe e ficou no 3º lugar. No dia 21 de maio escreverei sobre o Miss Pernambuco de 1960.

Maria Edilene entre o personal trainer Hemê Pessoa, Ranuzia Azevedo, Lea Pabst e Sônia Maria Campos (Foto: Acervo de Hemê Pessoa)

Participaram do concurso também cinco candidatas: Maria Edilene Torreão (Santa Cruz), Maria Nazaré Batista (Clube Intermunicipal de Caruaru), Célia de Farias Reis (Clube Português), Lina Cavalcanti Figueiredo (Clube Internacional) e Suely Lapenda (Clube Náutico Capibaribe). Edilene foi eleita Miss Pernambuco e Miss Brasil Mundo.