Fernando Machado

Blog

Tag clube

Terezinha Frazão é Miss Pernambuco de 1962

Maria Lucia Santa Cruz e Terezinha de Castro Frazão num passeio de lancha (Foto: O Cruzeiro)

Há 58 anos, nos salões do Clube Internacional Terezinha de Castro Frazão, do Clube Português, do alto dos seus 1m69 de altura, dos seus 59 quilos e dos seus 20 anos, era eleita Miss Pernambuco de 1962. Os apresentadores foram Hilton Gomes e Heloisa Helena. O estilista Marcilio Campos vestiu Terezinha FrazãoEutália Figueiredo e Francy França, já Victor Moreira grifou os modelos de Lucilde Carlos Mendonça e Vera Lucia Bezerra.

Terezinha de maiô e Terezinha entre Eutália Figueiredo e Vera Lucia Bezerra (Fotos: JC e O Cruzeiro)

Participaram do concurso seis candidatas: Terezinha de Castro Frazão (Português), Maria Eutália Figueiredo (Líbano), Vera Lucia Bezerra (Náutico), Lucilde Carlos Mendonça (Internacional);  Marly dos Santos Alexandre (Atlético Clube de Amadores) e Francy França (Monte Real). Amélia Reis e Eneida Costa (América) desistiram de participar do concurso. Lucilde no dia 29 de fevereiro de 1968 suicidou-se, na Igreja de Piedade, por que tinha acabado o noivado com Fernando Sá Albuquerque.

Eutalia, Maria Lúcia, Terezinha, Francy e Vera Lucia (Foto: Jornal do Commercio)

A comissão julgadora foi formada por Iolanda Costa e Silva (mulher do general Arthur da Costa e Silva e foi primeira dama do Brasil), Lotinha Pessoa de Queiroz, Roberto Pessoa, Nelson Dias, Jordão Emerenciano, Álvaro Ferraz, os cônsules Eugene Areas (Estados Unidos) e Yoshito Saito (Japão). O primeiro lugar foi para a alagoana Terezinha Frazão, o segundo para Maria Eutália Figueiredo e o terceiro para Vera Lucia Bezerra. No ano seguinte Vera foi eleita Miss Pernambuco.

Lucilde, Eutalia, Marly, Terezinha, Vera, Eneida e Francy um dia antes do concurso (Foto: Diário de Pernambuco)

Terezinha foi coroada por Maria Lucia Santa Cruz, Miss Pernambuco de 1961. Miss Brasil de 1955, Maria Emilia Correia Lima, ao lado do marido coronel pernambucano Wilson Santa Cruz, foi uma presença de destaque na noite da beleza pernambucana. Também estava por lá a Miss Paraíba de 1962, Eneida Vieira. Era a época dos anos dourados dos concursos de Miss Pernambuco que lotavam os clubes e chegou um momento que eles foram para o Geraldão.

Lucilde, Eutália, Marly, Terezinha, Eneida Costa e Francy (Foto: Diário de Pernambuco)

Fatos Diversos

O Clube das Pás, localizado em Campo Grande, entregou semana passada, 2.300 máscaras de tecido nas comunidades Comunidade do Chié, em Campo Grande e na comunidade do Beco dos Casados, em Santo Amaro assim como ao Hospital do Câncer para pacientes e acompanhantes. Hoje, às 9h, as entregas vão acontecer no Hospital Oswaldo Cruz e no IMIP.

O professor Iran Melo (@iran.f.melo), do Núcleo de Estudos Críticos do Discurso e Teoria Queer, está lançando o vídeo O nosso amor é lindo, um filmezinho com a compilação de fotos de casais LGBT. A proposta é que sejam enviadas até o dia 2 de maio, 3 a 5 fotos do casal e uma será escolhida para este projeto.

Yolanda Santos vence o Miss Pernambuco de 1930

Connie Braz da Cunha, Miss Pernambuco de 1929; o Top 3 Nenita Alarcon, Yolanda Santos e Glauce Pinto (Fotos: Diário de Manhã)

Há 90 anos, acontecia, às 15h, no Clube Internacional do Recife a escolha da Miss Pernambuco de 1930. Na frente, do clube, um grupo de guardas-civis em traje de gala, entre as Ruas da Aurora e Riachuelo, fazia o isolamento para entrada das candidatas e convidados. Havia muita gente nos arredores, o famoso sereno, para não perder nada do que iria acontecer no Internacional. O segundo concurso de Miss Pernambuco, foi promovido pelo Diário da Manhã, leia-se Carlos de Lima Cavalcanti.

As misses PE de 1929 e de 1930, Nenita Alarcon, Glauc e Glauce Pinto com a comissão julgadora e convidados (Foto: Diário da Manhã)

Inscreveram-se no Miss Pernambuco de 1930, 86 candidatas, ficaram 60 as mas votadas, mas no dia se apresentaram apenas 10. Foram elas Glauce Pinto (Miss Boa Vista), Neñita Argo Alarcon (Miss Santo Amaro), Nininha Menezes (Miss Madalena), Yolanda Gama (Miss Soledade), Eleonora Pessoa (Miss Areias), Helena Castro (Miss Jaboatão), Maria José Nunes de Souza (Miss Recife), Maria Eulina Regueira (Miss Beberibe), Yolanda Santos (Miss Olinda) e Lulu Faneca (Miss Apipucos).

Connie Braz da Cunha e o Top 10 (Foto: Revista Pra Você)

A comissão julgadora foi presidida pelo jornalista Mário Melo (Jornal Pequeno), e contou ainda com as participações do comerciante Luiz Cedro, dos artistas plásticos Mário Tullio, Mário Nunes, Murilo Lagreca e Bibiano Silva, do secretario Heitor Maia Filho, da Miss Pernambuco de 1929 Connie Braz da Cunha, dos jornalistas Jarbas Peixoto (Diário da Manhã), José Campelo (Diário da Tarde), Willy Lewin (Prá Você), Caio Pereira (Jornal do Commercio), Salvador Nigro (Diário de Pernambuco), Jayme Santos (A Província), Alfredo Porto Silveira (A Pilhéria) e Carlos Rios (A Notícia).

Consuelo de Araujo Moraes e Helena-perez (Foto: Diário da Manhã)

Hilda Sousa Canto e Iracema Loyo (Foto: Diário da Manhã)

A plateia muito bem vestida estava impaciente, pois já era 15h30 e a comissão julgadora não tinha divulgado o resultado, o júri e as misses estavam reunidos na sala da presidência. Finalmente desceram os jurados e as misses. Coube ao presidente da comissão julgadora Mário Melo informar que o primeiro lugar foi para Yolanda Santos (12 votos), Glauce Pinto (3 votos) e Neñita Argo de Alarcon (1 voto). Portando a nova Miss Pernambuco era Yolanda Santos de Olinda. Em tempo as candidatas não desfilavam de maiô.

Ivone Bezerra de Mello e Julietinha Jacques (Foto: Diário da Manhã)

Maria Eulina Rigueira e Nininha Vereda (Foto: Diário da Manhã)

Para o segundo lugar Glauce Pinto (11 votos), Neñita de Alarcon (4 votos) e Yolanda Gama (1 voto). E finalmente para o terceiro lugar Neñita Argo de Alarcon (10 votos), Yolanda Gama (3 votos), Maria Eulina Regueira (2 votos) e Nininha Menezes (1 voto). Informação importante: A candidata Helena Castro, de Jaboatão, já tinha participado do concurso em 1929. Portanto é coisa antiga as jovens voltarem ao concurso no ano seguinte.

Palmyra Souto e Stellita Vidal (Foto: Diário da Manhã)

Suzana Diniz e Yolanda Gama (Foto: Diário da Manhã)

A Miss Pernambuco de 1930, Yolanda Santos tinha 17 anos, usou um modelo de crepe georgette em estilo grego e na cor rosa pálido. Yolanda Santos apesar de ter representado Olinda, nasceu em Casa Forte. Sua viagem para participar do Miss Brasil de 1930, no Rio de Janeiro, acontecerá no dia 26 de junho pelo paquete Pará. A imprensa não informou se o publico contestou o resultado, pelo visto gostou.

Amy Seixas (Foto: Divulgação)

De Volta para o Passado

Há 520 anos, Frei Henrique de Coimbra celebrava a primeira missa no Brasil, em Ilhéu da Coroa Vermelha, na Bahia.

Há 120 anos, Francisco Cerqueira Braga, era eleito presidente do Clube Dramático Pernambucano.

Há 120 anos, morria o maestro Marcelino Cleto Ribeiro, que nasceu no dia 26 de abril de 1839.

Há 75 anos, seguia do Recife até o Rio de Janeiro, a atriz norte-americana Kay Frances.

Há 55 anos, Roberto Marinho inaugurava oficialmente a TV Globo transmitindo o programa infantil Uni Duni Tê. Também na programação a série infantil Capitão Furacão e o Tele Globo, que depois virou Jornal Nacional.

Há 50 anos, morria nos Estados Unidos, a vedete Gipsy Rose Lee, que nasceu no dia 9 de fevereiro de 1914.

Há 25 anos, morria no Rio de Janeiro, o cantor Ruy Rey, que nasceu no dia 4 de janeiro de 1915.

Há 25 anos, morria em Pernambuco, o executivo Abraão Alliz, que nasceu no dia 21 de novembro de 1955.

Há 17 anos, se casavam no Bufê Rose Beltrão, Simone Lima e Luiz Henrique Maia. A cerimônia foi conduzida pelo pastor Paulo Garcia.

Há um ano, morria em Pernambuco, o ceramista Zé do Carmo, que nasceu no dia 19 de novembro de 1933.