Fernando Machado

Blog

Tag cantores

Miss Pernambuco de 1967: Vera Maria Silva

Há 53 anos, nos salões do Clube Internacional do Recife, acontecia a eleição de Miss Pernambuco de 1967, com renda revertida para o Instituto Guararapes leia-se Nair Borba. A vencedora foi Vera Maria Silva, Miss Clube Circulo Militar do Recife. As atrações da noite foram os cantores Claudionor Germano e Nadja Maria, além da orquestra de José Menezes.

Vera e Raiolanda Castelo Branco depois da entrega da faixa (Foto: Arquivo)

Participaram do concurso Vera Maria Silva (Circulo Militar), usou um modelo desenhado por Marcilio Campos e confeccionado pela Art Modas, Lourdinha Nunes (Clube Intermunicipal de Caruaru), Ieda Arruda Alencar (Clube Internacional), Maria das Graças Pinheiro (Náutico), Maria Amélia Almeida (Santa Cruz), Lúcia Santa Rita (Sport) e Meire Ferreira Lima (Clube Português).

Vera Maria Silva na praia de Boa Viagem diante de uma jangada (Foto: O Cruzeiro)

O júri formado pela consulesa da França, Jaqueline de Hanazel, Carmen Tartaruga, Eneida di Lemos, Zelia Peixoto, Abelardo Rodrigues, Edwal Carvalho e Hilton Mota, escolheu como a mais bela pernambucana a gaucha Vera Maria Silva, do Circulo Militar. Em segundo lugar ficou Maria das Graças Pinheiro (Náutico) e em terceiro lugar Lucia Santa Rita (Sport).

Vera Maria Silva desfilando no Internacional (Foto: O Cruzeiro)

Vera tinha um 1m68, 92cm de busto e quadris, não acreditou que tinha vencido e demorou a se dirigiu ao palco para receber a faixa da Miss Pernambuco de 1966, Raiolanda Castelo Branco. Informação importante: A favorita do público era Maria das Graças Pinheiro (Náutico), prima da Miss Pernambuco de 1961, Maria Lúcia Santa Cruz.

Fatos Diversos

Cantores e compositores estão abraçando a campanha Amigo Solidário da Fundação Perrone, em Jaboatão dos Guararapes. Eles estão gravando vídeos postados nas redes sociais. Colabore mandando sua contribuição para o Banco do Brasil – agencia 2988-2 e a conta corrente 14276 –X; ou para o Bradesco – agencia 0291 – Conta corrente 89886-4. O CNPJ é 05. 596. 271/0001-75.

O consultor contábil e tributarista Sérgio Costa, da AGE Consulting, lembra que muita gente pode se reinventar neste período de isolamento social e que algumas atividades em especial facilitam o processo de produção: alimentação, artesanato, cursos on line e entretenimento para a criançada.

De Volta para o Passado

Há 90 anos, nascia em Pernambuco, a senhora Dorinha Lustosa, que morreu no dia 14 de maio de 2005.

Há 90 anos, nascia em São Paulo, o ator Amilton Fernandes, que morreu no dia 7 de abril de 1968.

Há 70 anos, se apresentavam na Radio Jornal do Commercio, os cantores Alvarenga e Ranchinho, além de Marlene.

Há 65 anos, se apresentava no Teatro de Santa Isabel, o violinista francês Bernard Michelin.

Há 40 anos, chegava ao Recife, a filha de Charles Chaplin, Jane Chaplin.

Há 17 anos, casavam na Igreja de Nossa Senhora dos Prazeres, nos Montes Guararapes, Mirella Martins e Leonardo Caribé.

De volta para o passado

Há 95 anos, morria em Pernambuco, o escritor Zeferino Galvão que nasceu no dia 9 de maio de 1863.

Há 80 anos, os cantores Jorge André e Roberta se apresentavam no Teatro de Santa Isabel, tendo como convidados Manoelzinho Araujo, Joel, Luiz Barcelos, Rosaldo Morra, Jazz Band Academica, maracatu Elefante, Cluybe das Pas e Caboclinhos Carijós.

Denise Rocha de Almeida, Miss Brasilia de 1963 (Foto: O Cruzeiro)

Há 55 anos, chegava ao Recife, o Voo do Frevo, entre os convidados Fernando Sabino, Dener, Denise Rocha de Almeida (Miss Brasília de 1963) e sua irmã Carmen Lucia; Irma Alvarez, e Zacharias do Rego Monteiro.

Eutália Figueiredo como Josefina, a Imperatriz da França (Foto: Manchete)

Há 55 anos, acontecia o Baile Municipal do Recife, no Clube Português. A fantasia feminina mais luxuosa foi a de Eutalia Figueiredo com Josefina, Imperatriz da França; na masculina venceu Evandro de Castro Lima com Luiz de Camões; Originalidade Múcio Catão com Assombrações de Palhaço do Velho Recife. Na fantasia Pernambucana Caboclinho de Dorgival Zelaquete. Pela primeira vez surgiam os camarotes no Baile Municipal.

Há 50 anos, acontecia o Bal Masqué, no Internacional. Em luxo venceu Eliane Ortiz com Sherezade de Ricardo de Castro. Na originalidade ganhou Fátima Cristina Dias com Camponesa húngara. Nas máscaras venceu Dulcinea Oliveira com Fênix de Mucio Catão.