Fernando Machado

Blog

Tag brilho

Notícias do Ceará

Um grupo de amigos, à frente o empresário Herbert Marques, movimentaram ontem, em Fortaleza, duas carreatas em protesto ao Governo de Dilma Rousseff. Pela manhã 100 carros saíram da Avenida Beira Mar até a Avenida Osório de Paiva. Às 17h, saiu  outra, composta de 30 veículos, motos e bicicletas, da Avenida Pontes Vieira, e às 19h, chegaram a Praça Portugal. A ideia do grupo é manter os protestos até que o Pais tenha uma solução para a crise.

A esperança refletia no brilho dos olhos dos agricultores da Região do Cariri que se deslocaram a Mauriti, para acompanhar a solenidade em comemoração do Dia de São José. Ao chegarem lá, ouviram do governador do Ceará, Camilo Santana, a boa notícia: o anúncio de um pacote de investimentos de mais de R$ 180 milhões em benefícios na área de abastecimento d’água e desenvolvimento rural para as mulheres e homens da região.

Rita Clemente partiu para eternidade

“A dor de uma saudade / Vive sempre em meu coração / Ao relembrar alguém que partiu / Deixando a recordação, nunca mais… / Hão de voltar os tempos / Felizes que passei, em outros carnavais”. Este verso da música de Edgard Moraes resume a tristeza que estou sentindo pela morte, ontem, da desfilante Rita Clemente. Seu brilho não se resumia apenas às passarelas do Bal Masqué e do Baile Municipal do Recife.

rita-clemente-sandra-farias

Joana D’arc, a Virgem de Orleans, criada por Carlos Queiroz e Milton Araujo do Bal Masquê (Foto: Face de Sandra Farias)

Rita Clemente, que nasceu no dia 5 de abril de 1953, levou sua arte para a Marques de Sapucai, no Rio de Janeiro, como abre alas de várias escolas de samba. Era viúva de Luiz Carlos Clemente e teve dois filhos Igor (já falecido) e Ed. Quem não se lembra da barraca de Rita diante do Hotel Jangadeiro, em Boa Viagem, vendendo cerveja e petiscos. Quando seu filho foi assassinado, Rita despencou de vez e abandonou o famoso point da alegria.

rita-clemente-sandra-farias2

Lith, o Encanto da Lua Negra, de Carlos Queiroz e Milton Araújo, Bal Masqué (Foto: Face de Sandra Farias)

Ainda assim voltou as passarelas do Bal Masqué, do Municipal e da Marquês de Sapucai, acho que até 2012. Vários anos foi prejudicada pelo júri, mas nunca ficava furiosa, apenas triste. No Baile Municipal do Recife, em 2011, apesar de sua maravilhosa fantasia não ficou nem entre três. E por isso não voltou para a passarela do Classic Hall. Era uma figura humana sensacional, mesmo assim o mundo do carnaval a esqueceu. O único que ligava para ela, era João Bosco Mendonça.

rita-clemente-sandra-farias3

Harpia de Fogo, criada por Carlos Queiroz e Milton Araujo, no Municipal de 2006 (Foto: Face de Sandra Farias)

Suas fantasias foram criadas primeiramente pelo campeão cearense, Isidoro Santos, depois ficarma responsáveis Carlos Queiroz e Milton Araujo e na sequencia a tarefa coube ao pernambucano Cazuza. Ontem tentei várias vezes falar com ele mas não atendeu os telefonemas e nem respondeu as mensagens. Uma pena que nos próximos Bal Masqué e Municipal, Rita Clemente não seja lembrada. Era tão bom que alguém fizesse essa homenagem, pois ela merece.

rita-clemente-sandra-farias4

Moulin Rouge criada por Isidoro Santos para o Municipal (Foto: Face de Sandra Farias)

Vou me despedindo plagiando este frevo canção de Nelson Ferreira, Evocação Nº 3, que homenageava Mário Melo: “Cadê Rita Clemente? / Partiu para a eternidade / Deixando na sua cidade / Um mundo de saudade sem igual / Foliões, a nossa referencia / À sua grande ausência / Do nosso carnaval”. Todavia eu estarei sempre lembrando o passado, imaginando você desfilando. Tenho certeza que vou sentir sua sombra nas prévias carnavalescas.

Mariage: 40 anos de Tradição

f-carolina-maria-josé-goreth-mendonça-rafael-moura

Maria José com a filha Goretti e os netos Carolina e Rafael (Foto: Fernando Machado)

A comemoração dos 40 anos da Mariage, que aconteceu terça-feira, na PortoFino, em Casa Forte, podemos classificá-la como uma festa de grife. Desde seu primeiro endereço na Avenida Conselheiro Aguiar, 2152, onde atualmente fincou a Padaria Diplomata até o atual na Rua Marquês de Paranaguá, no Poço da Panela, muitas divas por lá passaram. Pela exposição de fotos que foram colocadas na casa de recepção fiz um passeio por mulheres adjetivas.

maria-thereza-marina-paula-nanie-paiva

Marina Paiva com as filhas Maria Thereza, Paula e Nanie (Foto: Fernando Machado)

Revi Dulce Sampaio, Gilkea Lapenda, Laura Câmara, Lais Cabral da Costa, Nair Queiroz, Célia Maranhão, Cecê Santos, Conceição Paiva, Juju Peixoto, Libia Maranhão, Gracita Brennand, Hilda Queiroz, a eterna cônsul Maria Sanchez-Carlo, algumas divas saíram do casulo como Marina Paiva, Ana Maria Coelho, Fernanda Nejaim, Marita Paes de Andrade, Gilka Buril, Ana Maria Correia de Araújo. O encontro, sem dúvida, era como se o glamour e o brilho do Recife de quatro décadas estivessem sendo passado a limpo.

f-ana-maria-coelho-ana-amelia-lemos

Ana Maria Coelho, née Cruz com a  filha Ana Amélia Coelho de Lemos  (Foto: Fernando Machado)

Até pensei parece que aquilo tudo não tinha acabado, mas infelizmente, temos que concordar que aquele Recife glamouroso não existe mais. Naquele happy hour pontificou parte do nosso high society. Foi um momento tão lindo até não poder mais. E esse corredor que nos fez reviver aquela atmosfera dourada, devemos a Maria José Mendonça e a sua filha Maria Goretti. Que aproveitou a ocasião para lançar o livro Mariage: 40 anos de Tradição.

f-felipe-moura-mariana

Felipe Moura à côté Mariana (Foto: Fernando Machado)

A decoração foi grifada por Waldyr Neves que usou e abusou de rosas, lírios, alstroemerias entremeadas com folhagens. As mesas estavam cobertas de toalhas by Mariage e sobre elas repousavam arranjos de flores. Tivemos a fala de Goretti muito elegante num deux pièces (blazer vermelho by Ricardo Almeida e o vestido preto by Armani), a exibição de um vídeo contando a história da Mariage, além de depoimentos de clientes, amigos e funcionários da grife, feito pelo Studio 17. A diva Marina Paiva brilhou na tela e no encontro. Marina sempre Marina.

f-juju-amelinha-peixoto

Juju Peixoto e a filha Amelinha (Foto: Fernando Machado)

Na sequencia Goretti sentou à mesa e começou autografar os livros, cujo prefácio é do imortal José Paulo Cavalcanti. Depois Padre Edwaldo Gomes, da Matriz de Casa Forte, comandou uma benção e uma oração pelo clã e pelos amigos dos Mendonça. Afinal o item religião não podia faltar, afinal de contas as mulheres da Mariage tem Maria no nome. O fundo musical com Mozart Ramos e banda. Não esquecer os tradicionais parabéns para a Mariage e o corte do bolo grifado por Cecilia Chaves.

f-adelina-kano-maria-josé-mendonça-margarida-schwambach

Adelina Kano, Maria José Mendonça e Margarida Schwambach (Foto: Fernando Machado)

A chef Rafaela Suassuna preparou um cardápio de se comer rezando. No coquetel volante degustamos canapés fino de salmão defumado com crme azedo e sal defumado, robata de mussarela de fúfula com tomate cereja e pesto de manjericão, tulipa de rosbeef e forgonzola com damasco ao pesto de coentro, ceviche de frutoss do mar com limão siciliano, cebola roxa e pimentões coloridos, wrap de provolone com geleia de quisque, terine de frango defumado com açafrão, cebolas caramelizadas e farofa de bacon, carpaccio de haddock com creme de ricota e sal de ervas sobre blinis de trigo sarraceno.

f-medalha-nejiam-lins-fernanda-nejaim-martha-nejaim-galvaão-isabel-aguiar

Medalha Nejaim Lins, Maria Fernanda Nejaim, Martha Nejaim Galvão e Isabel Aguiar (Foto: Fernando Machado)

Ainda brie morno com damascos secos picados, suco de laranja e mel, arroz de cordeiro desfiado com cebolinha cristal e hortelã, batatinhas recheadas com creme de espinafre e farofa de bacon sobre leito de sol grosso. Com empratados trouxinha em massa de crepe com recheiro de ricota e espinafre ao molho de tomates concassé, risoto de pato com manga grelhada e bacalhau a Zé de Pio. E as sobremesas doces de Maria Alice Fernandes que não deram para quem quis.

f-jose-paulo-gorteh-mendonça-maria-lecticia

José Paulo Cavalcanti, Goretti Mendonça e Maria Lecticia Monteiro Cavalcanti (Foto: Fernando Machado)

O elegante jantar da Marinha

m-ricardo-martha-padilha-bernardo-catarina-gamboa-helena-eduardo-wiemer-roberto-gondim
Ricardo e Martha Padilha, Bernardo e Catarina Gamboa, Helena e Fernando Wiemer, Roberto Gondim (Foto: Fernando Machado)

Foi uma noite de glamour e brilho o elegante jantar que Capitão dos Portos de Pernambuco Ricardo Padilha à côté Martha ofereceu, ontem na sua residência da Rosa e Silva, em torno dos almirantes Fernando Eduardo Wiemer com Helena, Bernardo Gamboa com Catarina e Roberto Gondim. Os homenageados fazem parte do alto comando da Marinha do Brasil, em Brasilia.

m-vitoria-jayme-gouveia-ana-patricia-marcelo-campbell
Vitória e Jayme Gouveia, Ana Patricia e Marcelo Campbell (Foto: Fernando Machado)

A mesa, para 40 lugares marcados, onde foi servido jantar estava belíssima, com dois arranjos de rosas keanos, assinados por Gustavo Silveira. O coquetel volante foi grifado por Josy Martins e constava de camarão crocante, tempra de camarão, além de tartelle de creme cheese com geléia.

m-glaucia-nilson-ananias
Gláucia e Nilson Ananias (Foto: Fernando Machado)

Coube ao chef Bigode, do Restaurante Leite, assinar o jantar. Os convidados puderam escolher entre lombo de bacalhau ao forno com batatas tendo como harmonização vinho Chateau Bellevue Bordeaux 2009 made in France ou filé à moda do chef com fettuccine, harmonizado com vinho lírico reservado Malbec 2006, da Argentina. E para sobremesa a famosa cartola. Tudo estava de se comer rezando.

m-zenyr-fernando-ferreira1
Zenyr e Fernando Ferreira (Foto: Fernando Machado)

Após o jantar tivemos duas falas. A do Capitão-de-mar-e-guerra Ricardo Padilha e a do Chefe do Estado Maior da Armada, almirante Fernando Eduardo Wiemer. O speech de Wiemer foi um poema ao Recife. Pois ele quando criança morou em Boa Viagem e recorda muita coisa boa. Lembrou que foi da primeira turma do Colégio Santa Maria, que apesar de ser Flamengo no Rio de Janeiro é torcedor do Náutico, no Recife.

m-maria-luisa-jorge-aragao
Maria Luiza e Jorge Aragão (Foto: Fernando Machado)

Sentaram à mesa além dos anfitriões e homenageados, Gláucia e Nilson Ananias, Zenyr e Fernando Ferreira, Vitória e Jayme Gouveia, Patricia e Marcelo Campbell, Maria Luiza e Jorge Aragão, Suzana e Luiz Augusto Correia de Araújo, Roseana Calado e Carlos Eduardo Casa Nova.

m-roseane-calado-carlos-eduardo-casa-nova
Roseane Calado e Carlos Casa Nova (Foto: Fernando Machado)

Ainda Marta Kummer e Sergio Deluiggi, Ana Maria e Fábio Saboya, Antonio Rafael Siqueira Santos, George Luiz de Carvalho, Jorge Medina, Rafael Escobar, Flavio Mathuiy, Rafael Marques, Marcos Antonio da Silva, Antonio Verissimo e Glaucenira Santana.

m-bigode-josy-martins
Os chefs Bigode e Josy Martins (Foto: Fernando Machado)