Fernando Machado

Blog

Tag bolo

Anotações do Cotidiano

A chef Rose Beltrão está vendendo Bolo de Noiva que deverá ser um sucesso na Carmem Padaria Goumert, na Avenida Conselheiro Aguiar, 2878, em Boa Viagem. Estamos nos referindo ao bolo de frutas, que Rose batizou de Bolo de Noiva Regina, em homenagem à sua mãe, dona Regina. “Gente, estou tão feliz que as pessoas que levaram esse bolo de Noiva Regina para casa…. algumas voltaram para comprar outro e disseram que nunca haviam comido um bolo de frutas tão gostoso, imagina como Mainha está orgulhosa desse meu desempenho com a receita dela”, confessa Rose Beltrão.

Rose Beltrão e sua mãe, dona Regina (Foto: Instagram)

O Curso Artivismos Feministas Latinoamericanos é um espaço teórico-prático que propõe o estudo e a criação coletiva partindo das principais discussões dos feminismos latinoamericanos e suas práticas artísticas associadas. Dezesseis encontros virtuais e sincrônicos serão administrado via Zoom em Português e Francês do 11 janeiro até o dia 12 de março 2021. O curso esta organizado pela associação Otratierra e conta com o apoio do Consulado Geral da França no Recife. A associação oferece vários tipos de bolsas para assegurar acesso possível. Insrições: otratierra.escoladeartivismos@gmail.com.

Noticias da Paraíba

Os aniversários das senhoras Cecilia Pires e Helena Coutinho aconteceram no Restaurante Luci Restô, em João Pessoa, e foi en petit comité. Cecília é esposa do deputado Lindolfo Pires e Helena é casada com Waldomiro Ribeiro Coutinho, sobrinho de Tinane Almeida. O bolo foi grifado por Lucivane Nunes.

Cecília Pires e Helena Coutinho (Foto: Moacyr Arcoverde)

Cerca de mil agentes de viagens ligados a CVC do Rio de Janeiro e de Juiz de Fora (MG) participaram, segunda-feira, de um processo de capacitação do Destino Paraíba. O evento foi promovido pela PBTur  por meio da plataforma Zoom. Mesmo sendo uma capacitação online, a PBTur encaminhou para os agentes de viagens camisetas em algodão colorido, folders e mapas atualizados dos roteiros paraibanos e uma cartilha de boas-vindas.

Há 60 anos, nascia à estrela Mônica

Mônica Rios Rodrigues (Foto: Fernando Machado)

O almoço de adesão para comemorar os 60 anos da promoter Mônica Rios Rodrigues, no The Black Angus, começou às 13h, mas a aniversariante chegou somente perto das 15h, pisando num tapete vermelho, como em Hollywood. Somente não parecia mais, porque sobre a passadeira jogaram pétalas de rosas vermelhas. A trilha sonora remetia as musicas do cinema. Afinal de contas o tema da festa era 1960, Nasce Uma Estrela.

Alice Souza Leão, Sonia Fernandes, Rosa Peres e Germana Monteiro de Carvalho (Foto: Fernando Machado)

Mônica estava em grande tarde num deux pieces by Skazi. A decoração esplêndida lembrava os rolos de filmes, onde repousavam fotos, em preto e branco, contando a história de sua vida. Desde o primário, passando pela adolescência, pelo casamento e pelo nascimento dos três filhos. O DJ Thiago atacou de músicas bregas e carnavalescas levando as convidadas ao delírio.

Eliana Lapenda Guerra, Tinane Almeida e Eliane Neves Baptista (Foto: Fernando Machado)

Nas picapes ouvimos, Jorge Ben Jor, Ataulfo Alves, Sidney Magal, Ivete Sangalo, Elba Ramalho, mas quando entraram as velhas marchinhas do carnaval a turma não fez por menos, fizeram até cordão como nos velhos tempos. A Marcha do Remador: “Se a canoa não virar, Olê olê olê olá / Eu chego lá / Rema, rema, rema, remador / Quero ver depressa o meu amor / Se eu chegar depois do sol raiar / Ela bota outro em meu lugar”.

Alizete Maynard, Cristina Vita e Lídia Lopes (Foto: Fernando Machado)

A Turma do Funil: “Chegou a turma do funil / Todo mundo bebe, mas ninguém dorme no ponto / Ha ha ha ha, ninguém dorme no ponto / Nóis é que bebemos e eles que ficam tonto”. E ainda teve, para citar apenas, estas a Cabeleira do Zezé: “Olha a cabeleira do Zezé / Será que ele é? / Será que ele é? / Será que ele é bossa nova? / Será que ele é Maomé? / Parece que é transviado / Mas isso eu não sei se ele é / Corta o cabelo dele! / Corta o cabelo dele!”

Gloria Pereira, Sonia Fernandes e Cristina Vita (Foto: Fernando Machado)

Teve também nossos frevos como esse do imortal Capiba: “Madeira do Rosarinho / Vem a cidade sua fama mostrar / E traz com seu pessoal / Seu estandarte tão original / Não vem pra fazer barulho / Vem só dizer… e com satisfação / Queiram ou não queiram os juízes / O nosso bloco é de fato campeão”. Às 17h, tivemos os tradicionais parabéns, para você, cantado por um coral de 90 vozes e corte do bolo grifado por Mariana Vita.

Augusta Soares, Dora Rangel Moreira, Rosinha Spinelli, Fátima Maia e Vera Costa (Foto: Fernando Machado)

O encontro foi coordenado pelas amigas Lidia Lopes e Germana Monteiro de Carvalho, e com o apoio de Eliana Lapenda Guerra, Lourdes Barreto, Cristina e Carmen Vita, Sandra Fonseca, Silvia Maciel Carvalho, Zenia Vilarim, Elisa Castro e Eliane Neves Baptista. Sem dúvida uma festa que ficou marcada na vida da aniversariante e dos que foram prestigia-la.

Iara Dubeux e Mônica Rios Rodrigues (Foto: Fernando Machado)

Parabéns, Cristina Vita!

As irmãs Cristina Vita, Luiza Carneiro e Carmen Vita (Foto: Fernando Machado)

Mais de 50 amigas cantaram os tradicionais parabéns para Cristina Vita, quinta-feira, no prestigiado almoço de adesão que as suas amigas promoveram quinta-feira, no The Black Angus, em Boa Viagem. Na coordenação estava Mônica Rios Rodrigues. Depois tivemos corte do bolo grifado pela filha da aniversariante Marina Vita.

Alice Sousa Leão, Eliane Neves Baptista, Germana Monteiro de Carvalho, Tinane Almeida e Rosa Peres (Foto: Fernando Machado)

Alizete Maynard e Sandra Bandeira (Foto: Fernando Machado)

Cristina não quis presentes, cada uma doou 50 reais para a Associação dos Ostomizados de Pernambuco. O DJ Thiago Carvalho apresentou um set-list começando pelas musicas que fizeram sucesso nos anos 70 até 80, mas terminou frevos e marchinhas de carnaval.

Cecilia Lucena de Melo, Célia Moraes, Cristina Vita e Mônica Rios Rodrigues (Foto: Fernando Machado)

Clarinha Dubeux, Cristina Vita e Ângela Maciel (Foto: Fernando Machado)

O primeiro hit foi Máscara Negra de Zé Kéti e Pereira Matos: “Tanto riso, oh quanta alegria / Mais de mil palhaços no salão / Arlequim está chorando pelo amor da Colombina / No meio da multidão”. Na sequencia veio uma música junina “Balancê Ô balancê, balance / Quero dançar com você / Entra na roda, morena, pra ver / Ô balancê, balance”.

Cristina Vita, Germana Monteiro de Carvalho, Mônica Rios Rodrigues e Márcia Carneiro (Foto: Fernando Machado)

Lidia Lopes, Lourdes Barreto, Iara Dubeux, Eliana Lapenda Guerra e Cristina Vita (Foto: Fernando Machado)

Também tivemos Dançando com Ivete Sangalo: “Mamãe vai fazer, papai vai fazer / só falta você / Dançando, dançando, / dançando, dançando / Dançando, dançando, dançando, / Dançando, dançando, dançando, / Dançando, dançando, dançando, dan dan dan dan, dan, dançando / Dance comigo”. Algumas sofrências de Reginaldo Rossi e Despacito.

Márcia Carneiro e Glória Alves (Foto: Fernando Machado)

Rosinha Spinelli e Dora Rangel Moreira (Foto: Fernando Machado)

As marchinhas cariocas fizeram sucesso, principalmente o Hino do Cordão do Bola Preta “Ô Abre Alas, / Que eu quero passar / Eu sou da Lira / Não posso negar / Ô Abre Alas, / Que eu quero passar. / Rosas de Ouro é quem vai ganhar”; “Mamãe eu quero, mamãe eu quero, / Mamãe eu quero mamar! / Dá a chupeta! Dá a chupeta! Dá a chupeta / Dá a chupeta pro bebê não chorar! / Eu tenho uma irmã que se chama Ana: / De tanto piscar o olho já ficou sem a pestana.”

Lourdes barreto, Fátima Maia e Mônica Rios Rodrigues (Foto: Fernando Machado)