Fernando Machado

Blog

Tag batalhas

O centenário do herói José Amaro

O soldado José Amaro da Silva (Foto: Acervo da Familia)

Há um século, no dia 20 de maio de 1920, na cidade de Barreiros em Pernambuco, nascia José Amaro da Silva, o único filho de Dona Amara. A partir daí teve início a história de batalhas e vitórias. Foi um dos integrantes da Força Expedicionária Brasileira – FEB na histórica tomada de Monte Castelo na Itália e voltou ao Brasil, carregando essa magnífica vitória em suas costas. De volta, constituiu uma família: 14 filhos, 18 netos e 20 bisnetos. José Amaro foi o melhor patriarca que uma família podia ter tudo o que podia fazer e estava ao seu alcance, ele estava lá pra ajudar.

O descanso do herói da Segunda Guerra (Foto: Acervo da Familia)

Sua neta Rayane Alves relembra que “quantas tardes, passamos sentados ao redor dele ouvindo histórias da vida, tanto de sua infância correndo pelas ruas de Barreiros, quanto as importantes histórias da sua ida à Itália. Quanto conhecimento e bagagem cultural/histórica e vivência popular aprendemos com ele! Hoje é um dia mais que especial, afinal é um século de vida! 100 anos de um amor enorme por esse herói, que muitas vezes algumas lembranças lhe fogem à mente. Mas por nós, ele jamais será esquecido, suas histórias jamais morrerão, e esse orgulho da nossa família nunca mais cessará”.

José Amaro e outros companheiros da FEB, no dia 7 de setembro de 2009 (Foto: Acervo da Familia)

Ana Maria é lembrada na França

De Roseinde de Fabriturs, que reside na França, recebemos este e-mail: “Gostaria de estar nesse momento no lugar dessa Senhora Guimarães Ana Maria, Miss Pernambuco em 1988, porque ser de cor negra naquela época, não era nada fácil, porém o seu combate, a sua luta e a sua força de vontade de gritar bem alto o valor da pele, foi e será a mais valorizante de todas as batalhas… e terminar vencendo muitas guerras e conflitos contra esses racismos débeis e desumanos que infelizmente ainda existem. Um Grande bravo ao Clube Rodoviário de Pernambuco que soube investir em alguém nobre naquela época.

Ana Maria Guimarães, Miss Pernambuco de 1988 (Foto: Geraldo Guimarães)

Um grand merci a toi, Muciolo Ferreira, pela sua paixão ao jornalismo, pela sua paixão pelo mundo de miss por todas essas leituras maravilhosas que me fizeram voltar a um passado recente de 1988, pois eu já estava na França, e mesmo assim acompanhava tudo que acontecia no meu Brasil e principalmente no meu Pernambuco et un grand merci a Fernando Machado, vocês são pessoas que não deixam as nossas memórias se apagarem com o tempo. Muito obrigada por tudo… continuem, façam um livro, vocês podem, vocês devem e vocês têm competência”.

Pollianne & Alexandre

Os Montes Guararapes foram o local onde aconteceram as duas mais importantes Batalhas contra os holandeses. Os Montes Guararapes são formados por três elevações separadas por vales profundos e estreitos. Ao norte está o Morro do Telegrafo, no sentido leste-oeste está o Monte dos Oitizeiros e ao sul o Monte da Ferradura, onde está edificado o Santuário de Nossa Senhora dos Prazeres, também conhecida como Nossa Senhora das Vitórias.

cam-igreja
Prestem atenção ao retabulo do Santuário (Fotos: Fernando Machado)

O santuário possui uma vista do Recife que é um verdadeiro colírio para os olhos. Quando da expulsão definitiva dos holandeses em 27 de janeiro de 1654, o general Francisco Barreto de Menezes, ergueu no Morro da Ferradura uma capela votiva dedicada à Nossa Senhora dos Prazeres. Em 1656, a capela e as terras foram doadas aos Beneditinos de Olinda em reconhecimento aos serviços prestados na guerra pelo Frei João da Ressurreição. Em 1792 concluiu-se o novo frontispício, com utilização de arenito dos arrecifes e azulejos brancos vindos de Portugal.

cam-igreja3
Padre Ivan abençoando Pollianne e Alexandre

Nesse santuário que é lindo demais, no estilo barroco, estão enterrados João Fernandes Vieira e André Vidal de Negreiros. Pois foi nesse cenário deslumbrante aconteceu o casamento de Pollianne, filha de Clenilda e Edmilson Venancio e Alexandre, filho de Maria Alice Lisboa de Souza Leão e Alexandre Augusto Cardoso. A cerimônia foi presidida pelo padre Ivan de Medeiros. O templo nem precisava de decoração, mesmo assim Rafael Santos colocou seis lanternas indianas na sua entrada e na nave central vasos de rosas e lírios. Ao lado do altar dois arranjos de alstromerias e gypsophilas. Um detalhe tudo era branco.

cam-altar
Um close da benção dos noivos pelo padre Ivan

Os padrinhos entraram ao som de Pompa & Circunstancia. Os da noiva: Bruna e Henrique Marinho, Pauline e Ricardo Oliveira, Maria e Renato Victor, Juliana e João Henrique Martins, Cinthia e Delmiro Campos, Renata Moura e Marcos Falcão, Sabrina Carvalho e Gabriel Petribu, Cecilia Santovena e Pedro Brennand, Geisa Carvalho e Paulo Roberto Silva. Os do noivo: Mariana e Wellington Câmara, Margarida e Joezil Barros, Aída e Alde Santos, Tatiana e Sérgio Andrade Lima, Luciana e Leonardo Braga, Mariah Amorim e Felipe Bravo, Lucianna Andrade e Luiz Ignacio Pessoa de Mello, Patricia Cardoso e Armando Monteiro Bisneto, Cecilia Monteiro e Bruno Borba.

cam-altar2
Alexandre beijando as mãos de Pollianne sob o olhar do Padre Ivan

Mãe da noiva Clenice e o pai do noivo, Alexandre surgiram na igreja com a ária da Corda Sol de Bach. O noivo, Alexandre by Marcel Rochas, ao lado da mãe, Alicinha seguiram até o altar ao som de As Times Goes By. De repente os sinos tocam e Pollianne, muito bonita num modelo assinado por Roberta Imperiano, à côté o pai, Edmilson, surgiu pela porta principal tendo como fundo musical Feels like Home. Pollianne e Alexandre deixaram a igreja ao som de Bittersweet Symphony. A parte musical foi assinada por Lucio Azevedo e o cerimonial grifado pela Criativa Cerimonial e Assessoria de Eventos.