Fernando Machado

Blog

Tag almoço

Nos bastidores da política

Os assalariados que trabalham junto à Presidência República, nas dependências do CCBB, têm comido o pão que o diabo amassou. Não existe um restaurante, com preços acessíveis, para os trabalhadores. A lanchonete do Centro Cultural tem preços somente para quem tem cargo comissionado e olhe lá. A turma do prato feito e que trabalham feito condenados estão passando fome. Coisas do PT.

Não será surpresa para esta coluna o presidente Luiz Inácio Lula da Silva venha conhecer o São João de Caruaru. A ministra Dilma Rousseff já garantiu que vem.

O governador Eduardo Campos recebeu, ontem, no Palácio do Campo das Princesas, o ministro Orlando Silva, dos Esportes, para almoço.

Em entrevista, ontem, no programa Samir Abou-Hanna, na TV Universitária, o presidente do Democratas, Mendonça Filho, destacou o pífio início da nova gestão petista à frente da Prefeitura do Recife. “Foram cem dias de muita ineficiência. A manutenção da cidade é uma piada: o Recife está mal cuidado e a coleta de lixo é uma tragédia. E isso não vem de hoje: é uma marca bem peculiar do PT, já entrou no nono ano de Prefeitura”. Também participaram do programa o deputado federal Raul Henry (PMDB) e o cientista político André Régis.

Charles Lucena assume hoje, às 14, em Brasília, o cargo de deputado federal, substituindo Carlos Wilson Campos. O advogado Jorge Marques está na Corte a fim de prestigiar a posse do amigo.

Turismo

Sandra Luck, Paulo Pontes, Hilda Coutinho, Samuel Pontual Neto e Eduardo Dias serão os anfitriões de hoje em evento especial. Os representantes das cinco maiores agências de turismo da cidade organizam almoço de lançamento do grupo Top 5, no Villa Vecchia, no Recife Antigo.

Luck, Pontestur, Fontur, Taruman e Pontual são parceiras no lançamento da marca Top 5, produto criado pelas cinco empresas, que juntas representam 45% das agências de viagens de Pernambuco, com faturamento anual de R$ 180 milhões. Como diferencial, o novo serviço oferece até 15% de desconto ao consumidor final, por não necessitar de intermediários nas negociações de pacotes. Com a iniciativa, os sócios esperam acréscimo de até 10% na receita de cada unidade.