Fernando Machado

Blog

Perfil do Consumidor: Phelipe Rodrigues

O focalizado deste domingo é o expert em moda e jornalista Phelipe Rodrigues que é mais ansioso dos contemplativos. Nasceu de sete meses. “Enjôo rápido de tudo. Acho que, por isso, me encontro no design e na moda. Trabalho com o tema desde os anos 90, quando me formei em comunicação social pela UFPE. Sou viciado em fotografia vintage (Horst P. Horst, Cecil Beaton, Helmut Newton, Otto Stupakoff). Pretendo trabalhar com fashion branding e ser mais organizado,” confessa.

phelipe-rodrigues1
O editor de moda Phelipe Rodrigues (Foto: Cortesia)

Qual a maior invenção do homem – Hoje, acho que o filtro solar. Vejo as fotos de família e percebo a falta que o produto fez quando a humanidade filtrava com óleo Johnson.

Qual a pior invenção do homem – Torta de qualquer coisa. Segundo uma amiga fisiatra, as experiências culinárias são o caos na Terra. Juntar gordura, açúcar e levar a altas temperaturas são sentença e morte. É igual a cigarro, bebida alcóolica…

Qual foi o desfile que mais gostou de cobrir – Todos de Ronaldo Fraga. Mas no primeiro, Cordeiro de Deus, Verão 2003, fiquei bem impressionado. Espero mudar de estação só para acompanhar a ópera-desfile que ele apresenta.

E o que detestou – Não suporto desfile infantil.

Um estilista que a história guardou – Chanel é a mais recorrente. Mas Madeleine Vionnet foi a mais sagaz da história. Entendia o corpo como ninguém, amava trabalhar para as brasileiras.

Um estilista que a história vai guardar – Alber Elbaz botou a Lanvin, de novo, no mapa da moda. Também amo as ilustrações dele.

Uma modelo que a história guardou – Carmen Dell’Orefice

Uma modelo que a história vai guardar – Gisele. No exterior até dispensam o sobrenome Bündchen. Ela virou índice da Bolsa de Valores de Nova York. Precisa de outra prova?

Um modelo feminino – Shalow Harlow

Um modelo masculino – Tyson Ballou

Uma revista de moda – Arena e a mítica Moda Brasil

Um filme inesquecível – Tio Vania em Nova York

Um ator – Fabio Caio, do Coletivo Angu, do Mamulengo Mão Molenga e do Doutores
da Alegria

Uma atriz – Meryl Streep

Um cantor – Nat King Cole. Meu avô ama e meu pai era viciado

Uma cantora – Neneh Cherry

Hino musical (sua música preferida) – 7 seconds

Com quem gostaria de se esbarrar num desfile de moda – Esbarro sempre com Vania Toledo, a fotógrafa. Incrível.

A palavra mais bonita na moda – Ajuste

E a mais feia – Babouche, aquela sandália marroquina que ganhou salto. Horrível, um Frankstein

Comida preferida – Purê de batata

Comida que detesta – Presunto e salsa

O que não pode faltar na sua geladeira – Gelo. Sei que líquido gelado rouba nutrientes do corpo. Mas tomo até leite com gelo.

Restaurante preferido – Tao, a cozinha fusion do Anjo Solto

Livro de cabeceira – cabo e ler Clarice, e fiquei espantado com a psicopatia de Benjamin Moser na reconstrução de fatos e análise de gente

Um (a) escritor (a) – Por hora, Benjamin Moser

Um destino no Recife que indicaria a um turista – Minha casa. Penso em transformá-la em ponto de cultura. Fora ela, tomar sol em Brasília Teimosa.

Quem levaria para uma ilha deserta – Minha mãe, que fala muito e bem.

E quem deixaria por lá para sempre – O povo que empata escada rolante e esteira do Extra. Todo mundo deveria ter uma aula de escada: gente lenta à direita. Caminho livre à esquerda para os apressados. Entendeu?

0

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado.