Fernando Machado

Blog

Pausa Poética

“Perto da minha casa um rio / seguia rumoroso e pobre, / mas sempre havia quem buscasse / um seixo, um peixe, uma lembrança”. Alberto da Cunha Melo (1942/2007)

0

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado.