Fernando Machado

Blog

Pausa poética

“Nunca desejei que houvesse um Deus para invocar – desejei freqüentemente que houvesse um Deus para agradecer.” F. Scott Fitzgerald (1896/1940)

0

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado.