Fernando Machado

Blog

Pausa Poética

frei-caneca-murillo-la-greca-1999

“Quando a nau da pátria se acha combatida por ventos embravecidos; quando, pelo furor das ondas, ela ora se sobe às nuvens, ora se submerge nos abismos; quando, levada do furor dos euripos, feita o ludíbrio dos mares, ela ameaça naufrágio e morte, todo cidadão é marinheiro(…)”. Frei Caneca (Tela de Murillo La Greca)

0

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado.