Fernando Machado

Blog

Na Sala da Justiça

O Tribunal de Justiça de Pernambuco vai ter que construir novos fóruns nas cidades de Cortês e de Palmares, ambas em situação de calamidade pública. Os dois municípios foram devastados e tiveram vários prédios públicos destruídos devido às enchentes provocadas pelas fortes chuvas que caíram em junho. O presidente do Tribunal, desembargador José Fernandes de Lemos, solicitou, quarta-feira, apoio financeiro em um ofício encaminhado ao governador Eduardo Campos.

O corregedor geral de Justiça, Bartolomeu Bueno entrou na cruzada da ajuda aos desabrigados das enchentes em Pernambuco. Quinta-feira Bartolomeu reuniu diretores das instituições notariais e deles já recebeu significativo auxílio. O Colégio Notarial, leia-se Carlos Alberto Ribeiro Roma, vai doar computadores a todos os cartórios das mais de 10 cidades na Mata Sul que estão em situação de calamidade pública ou emergência. Já o presidente da Associação de Notários e Registradores do Estado, Luiz Geraldo Coréia da Silva, está em Brasília, onde se reunirá com representantes das associações nacionais para pedir ajuda.

0

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado.