Fernando Machado

Blog

Messi é o Máximo

Lionel Messi foi eleito pela quarta vez o melhor jogador do mundo pela Fifa. Seu smoking de Dolce & Gabbana causou verdadeiro frison na mídia. Então procurei ouvir as opiniões de alguns jornalistas do Recife. Para João Alberto, do Diário de Pernambuco, “Foi uma das coisas mais cafonas já exibidas na face da terra”. Roberta Jungmann, do Jornal do Commerico confessou: “Achei que Messi não tem porte para envergar aquele look de bolinhas completo by Dolce & Gabbana. Na realidade, foi quase uma cópia ao ídolo argentino Maradona, que usou modelo quase igual nos anos 90. Nem um nem outro tem estilo para aquele tipo de look. É uma linha para passarela. Ficou parecendo que estava de pijama. Ser fashion não é para todo mundo. É isso aí. Quem sabe na próxima ele acerta”.


E a bola de ouro vai para Lionel Messi (Foto: Diario Olé)

Simone Lima, Folha de Pernambuco, detestou o traje rigor. “Não gostei, deu a ele um tom de idiota ou de palhaço. Messi é um jogador sério não merecia isso. Esse smoking é a cara do Neymar”. Daliana Martins, leia-se Hall Social do LeiaJá, não aprovou o estilo de Messi e desabafou: “NÃO!! Kkkkkk!!! Não por ser inusitado, mas porque ele ficou over mesmo, too much!”. De Demazinho Gomes pincei esta do face: “Brasileiro é fogo… Não tendo críticas a fazer a Lionel Messi resolveu xingar o smoking de pois (de bolinha, para quem não fala francês). Poderia ter ido nu que seria um gênio do mesmo jeito e deixaria muita gente feliz. Ah! A colocação de Neymar foi décimo terceiro lugar… sem roupa de bolinha e tudo”.


Messi com ou sem D&G é o melhor do mundo (Foto: Dário Olé)

Para o jornalista Phelipe RodriguesLeonel Messi é Argentino. No país vizinho, que idolatra a apresentadora e cantora Susana Gimenez e o também jogador Maradona, o conceito de elegância é outro. Nesse contexto, a roupa nova de Messi, aquele smoking Dolce&Gabbana de poás, é muito interessante. Não seria possível para Messi concorrer com a estampa do seu vilão-mor, Cristiano Ronaldo. Nessa luta pela atenção da mídia, o papel de gauche, divertido, é a melhor saída. A gramática da moda, precisam entender stylists e quem se diz fashionista, é maior que chique, elegante, contemporâneo. Bizarrice, extravagância, estranheza, susto, incompreensão são vocábulos que fazem bem em qualquer área. Até na moda”

0

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado.