Fernando Machado

Blog

Categoria Notícias da Caserna

Navio-Escola Almirante Saldanha

O Almirante Saldanha no nosso porto (Foto: Diário da Manhã)

Há 85 anos, chegava ao porto do Recife, o navio-escola Almirante Saldanha, da Marinha de Guerra do Brasil, sob o comando do capitão de mar-e-guerra Durval de Oliveira Teixeira, trazendo a bordo 320 oficiais e marinheiros, sendo 29 guardas-marinha e 27 tenentes. O navio-escola partiu para a Europa no dia 1 de junho de 1935, em viagem de estudos.

Os guardas-marinha no convés do navio-escola (Foto: Diário da Manhã)

No dia seguinte, às 17h, o governador Carlos Lima Cavalcanti movimentou, no Palácio do Campo das Princesas, um chá dançante para a tripulação do navio-escola. A animação ficou por conta da Jazz Band Academica e o Orfeão da Brigada. A senhorita Leda Balthar deu uma canja e cantou músicas do cancioneiro brasileiro.

A tripulação de tenentes do Almirante Saldanha (Foto: Diário da Manhã)

No segundo dia aconteceram as provas de natação na piscina do Cais de Santa Rita, entre os times do Almirante Saldanha e do Sport Clube do Recife. Cerca de três mil pessoas prestigiaram a competição. Nos 100 metros livre venceu Benevenuto Nunes do Saldanha; nos 800 metros livre venceu Isaac Moraes do Saldanha; nos 100 metros de costa venceu novamente Benevenuto e na última prova, 100 metros a la brasse venceu Antônio Luis dos Santos do Saldanha.

Carlos de Lima Cavalcanti e o comandante Durval Oliveira Teixeira na mesa principal da recepção no Palácio (Foto: Diário da Manhã)

Ainda tivemos uma partida de water-polo, quando os meninos do Almirante Saldanha venceram os do Sport. O Almirante Saldanha jogou com Raul, Lacê, Nunes, Leôncio, Tornaghi, Paquet e Nei. Já os rubronegros jogoram com Assumpção, Zeleu, Arsenio, Cyrpriano, P. Maranhão, Sabino e Borel.

As senhoritas da nossa sociedade ouvindo, no Campo das Princesas, o Orfeão da Brigada (Foto: Diário da Manhã

Noticias da Caserna

Com a reforma do Comando da Aeronáutica, leia-se o brigadeiro Bermudez ,conforme esta coluna divulgou em primeira mão, vamos ter 8 comandos aéreos. O I Comar (Comando Aéreo Norte), será sediado em Belém do Pará; o II Comar (Comando Aéreo do Nordeste ) ficará no Recife; o III Comar (Comando Aéreo Leste) ficará no Rio de Janeiro; IV Comar (Comando Aéreo Sudeste) ficará São Paulo; o V Comar (Comando Aéreo Sul), ficará em Canoas no Rio Grande do Sul), o VI Comar (Comando Aéreo Planalto) será em Brasília, o VII Comar (Comando Aéreo Amazônico) será em Manaus e o VIII Comar (Comando Aéreo Oeste) fica em Campo Grande no Mato Grosso do Sul.

O Exército reforça ações de saúde aumentando a força de trabalho do Hospital de Guarnição de São Gabriel da Cachoeira com dez militares da área de saúde, em apoio emergencial ao combate à Covid-19. Em 17 de maio, dez militares da Força Terrestre, provenientes do Hospital Militar de Área de Brasília chegaram à região, por meio da Força Aérea Brasileira, para reforçar as equipes médicas, de fisioterapia e de enfermagem do Hospital de Guarnição de São Gabriel da Cachoeira. Essas equipes estão na linha de frente no tratamento de pacientes com o coronavírus. O Hospital recebeu também Equipamentos de Proteção Individual (EPIs), materiais hospitalares e outros equipamentos.

Em São Paulo, militares usaram o espaço de 12 escolas para montaram 1,5 mil kits de alimentação, em apoio à prefeitura da capital paulista. No mesmo Estado, em outro apoio semelhante, foram armazenados 2 mil kits no município de Caçapava, para posterior distribuição. Outro auxílio, foi na montagem 300 mil kits de higiene e limpeza.  “A nossa atividade basicamente é receber os insumos, as doações que vem de maneira separada. Então nós temos que desmontar os insumos, organizá-los os itens em kits, fazer o controle de qualidade, realizar o seu fechamento, paletizar e deixar em condições de fazer o transporte”, destacou o Coronel Tiaraju, Comandante do 12º Grupo de Artilharia de Campanha, ao explicar o trabalho realizado.

II COMAR está voltando

Não será surpresa para esta coluna se o Brigadeiro Antonio Carlos Moretti Bermudez, Comandante Aeronáutica, fazer uma mudança na Estrutura Regimental do Comando da Aeronáutica. E como isso o II Comando Aéreo Regional volte ser sediado no Recife, de onde nunca deveria ter saído. Parabéns, brigadeiro Bermudez!

O comandante da Aeronáutica, brigadeiro Bermudez (Foto: Aeronáutica)

Farão parte do II COMAR os estados do Rio Grande do Norte, Paraíba, Pernambuco, Sergipe, Bahia, Piauí, Alagoas e Ceará. O brigadeiro Eduardo Gomes deve está feliz da vida com essa resolução, afinal de contas foi ele quem criou essa Organização Militar, durante a II Guerra Mundial.

O centenário do herói José Amaro

O soldado José Amaro da Silva (Foto: Acervo da Familia)

Há um século, no dia 20 de maio de 1920, na cidade de Barreiros em Pernambuco, nascia José Amaro da Silva, o único filho de Dona Amara. A partir daí teve início a história de batalhas e vitórias. Foi um dos integrantes da Força Expedicionária Brasileira – FEB na histórica tomada de Monte Castelo na Itália e voltou ao Brasil, carregando essa magnífica vitória em suas costas. De volta, constituiu uma família: 14 filhos, 18 netos e 20 bisnetos. José Amaro foi o melhor patriarca que uma família podia ter tudo o que podia fazer e estava ao seu alcance, ele estava lá pra ajudar.

O descanso do herói da Segunda Guerra (Foto: Acervo da Familia)

Sua neta Rayane Alves relembra que “quantas tardes, passamos sentados ao redor dele ouvindo histórias da vida, tanto de sua infância correndo pelas ruas de Barreiros, quanto as importantes histórias da sua ida à Itália. Quanto conhecimento e bagagem cultural/histórica e vivência popular aprendemos com ele! Hoje é um dia mais que especial, afinal é um século de vida! 100 anos de um amor enorme por esse herói, que muitas vezes algumas lembranças lhe fogem à mente. Mas por nós, ele jamais será esquecido, suas histórias jamais morrerão, e esse orgulho da nossa família nunca mais cessará”.

José Amaro e outros companheiros da FEB, no dia 7 de setembro de 2009 (Foto: Acervo da Familia)