Fernando Machado

Blog

Categoria Anotações do Cotidiano

Anotações do Cotidiano

Outra dica da dermatologista Sarita Martins: “Pacotes, caixas, embalagens e carrinhos de supermercado não causam infecção. Lave sua mão sempre que entrar em contato com eles e viva sua vida como sempre. Coloque na sua cabeça: lavar as mãos e manter uma distância física de 2 metros entre as pessoas é o melhor método para sua proteção. Se você não tem uma pessoa dentro da sua casa com Covid-19, você não tem necessidade de desinfetar todas as superfícies da sua casa com álcool, água sanitária, detergentes e sabões. Tenha bom senso nessa hora”.

O cantor Richard Martin (Foto: Divulgação)

Richard Martin, 28 anos, nasceu em São Paulo, e ainda jovem, escolheu apostar em sua carreira musical fora do país, mais precisamente na cidade de Nashville, no Tennessee, Estados Unidos. Neste mês, o seu primeiro single Rebound chega em todas as plataformas digitais, e fala justamente sobre a vida no local, onde mora e se inspira. O estilo country, que marca a sua identidade e a de Nashville, será o destaque em suas melodias, adaptadas para o pop. “Tentei retratar um pouco do meu amor pela música country, e a mudança de percepção que tive da cidade, desde a minha vinda pra cá, aos 23 anos.” – conta Richard.

Anotações do Cotidiano

Faleceu ontem, em Pernambuco, o artista plástico Anchises Azevedo. O pintor, gravador, desenhista e muralista era irmão de Antístes Azevedo. Anchises Azevedo nasceu em Salvador, na Bahia, no dia 5 de agosto de 1933, cursou entre 1947/51 na Escola Nacional de Belas Artes, no Rio de Janeiro, onde estudou com Raimundo Cela. Em 1955 veio residir no Recife, tendo aulas com Giordano Severi e tomou parte no Ateliê Coletivo. Em1956 participou do XV Salão de Pintura no Museu do Estado de Pernambuco. Em 1959 participou da V Bienal Internacional, no MAM/SP. Em 1960 estudou desenho no Liceu de Artes e Ofícios, do Recife e em 1975, Anchises Azevedo executou um mural em concreto no Edifício Saara em Boa Viagem, no Recife.

O artista plástico Anchises Azevedo que faleceu ontem (Foto: Instagram)

Sem poder ir aos salões de beleza ou recorrer aos seus profissionais de confiança, algumas celebridades que ainda não se sentem prontas para assumir os brancos por completo – como a atriz Gloria Pires  que afirmou “Eu achei que estivesse pronta para encarar os meus brancos, mas cheguei à conclusão de que ainda é cedo” – aprenderam a colorir os cabelos em casa durante o isolamento social. Entre elas,  Eva Longoria e Letícia Spiller, que retocaram suas raízes sem ajuda, e Larissa Manoela e Fernanda Gentil que cuidaram dos fios de suas mãe e esposa, respectivamente, em casa, todas com Imédia Excellence de L’Oréal Paris.

Anotações do Cotidiano

Outra dica da Diva da dermatologia Sarita Martins: “Um dos sintomas da Covid 19 é perder o olfato (cheiro) e o paladar. Mas, é apenas um sintoma inespecífico. Não vá descompensar achando que você se contaminou só porque amanheceu sem sentir cheiro de nada. Lembre-se que, quem é alérgico isso pode ocorrer. O mesmo com outras viroses. Quem nunca quando gripa fica sem sentir gosto nem cheiro de nada?

Desde segunda-feira, o teste sorológico para detecção da presença de anticorpos produzidos pelo organismo após exposição ao coronavírus passou a estar na lista de coberturas obrigatórias dos planos de saúde. A decisão foi tomada pela Agência Nacional de Saúde Suplementar. O procedimento passa a ser de cobertura obrigatória para os planos de saúde nas segmentações ambulatorial, hospitalar (com ou sem obstetrícia) e referência, nos casos em que o paciente apresente Síndrome Gripal ou Síndrome Respiratória Aguda Grave.

Anotações do Cotidiano

Segunda-feira, uma missão interministerial, coordenada pelos Ministérios da Defesa e da Saúde, partiu de Brasília com destino à capital roraimense, para levar atendimento a indígenas de aldeias localizadas naquele Estado. Uma aeronave KC-390 Millennium, da FAB, transportou 21 profissionais da área de saúde e quatro toneladas de insumos, como máscaras cirúrgicas, álcool etílico, testes rápidos, aventais hospitalares descartáveis, protetores faciais, toucas e medicamentos. O material é destinado aos pólos indígenas de Surucucu, Auaris, Waikas, Maturuca, Flexal e Tiçoca, de etnias Yanomami, Ye-Kuana e Turepang. Essas aldeias estão localizadas próximas à fronteira com a Venezuela.

A solidez da regulação e seu papel para atrair investimentos bilionários para o país foram os destaques da apresentação da ANEEL durante a Live Economia, produtividade e Infraestrutura, Construindo o Brasil do Futuro – o Futuro do Setor Elétrico, promovida sexta-feira pelo Ministério da Economia. A ANEEL foi representada pelo diretor-geral, André Pepitone, que destacou conquistas recentes do setor elétrico, como a regulamentação que a agência aprovou para a Conta-covid, solução de mercado que vai garantir liquidez ao setor elétrico.